Família > Passear > Passeios

Parques Naturais em Portugal: quais são e o que neles visitar?

Parques Naturais

Explorar um Parque Natural nas férias é uma opção incrível que, quase sempre, une cidades lindas, paisagens inesquecíveis e muito contato com a natureza!

Um parque natural é uma área protegida com o objetivo de preservar o património natural e cultural de uma região – no entanto, “protegido” não significa interdito, e, por isso, reunimos uma lista de parques naturais em Portugal para saberem onde mergulhar neste mundo tão verde.

Num parque natural podem estar em contacto direto com a natureza (e muitos animais!) e são várias as áreas para acampamento, canoagem, caminhadas e piqueniques.

Estes parques são considerados centros turísticos de grande valor, por abrigarem monumentos naturais lindíssimos e espaços culturais muito interessantes.

Às vezes, são áreas tão grandes que abrangem várias cidades – e, por isso, as possibilidades de se divertirem são (quase) infinitas!

Existem 13 Parques Naturais em Portugal e passar férias num deles é uma ideia incrível que vai fazer felizes miúdos e graúdos!

O que levar na mala quando forem conhecer um Parque Natural em Portugal?

Ao contrário do que o nome pode indicar, conhecer um Parque Natural implica muito mais do que passear num parque, percorrer um trilho ou estar em contato com a Natureza.

Na hora de preparar as malas, contem, por isso, com a bagagem completa que umas férias em família exigem.

Caso viajem no Verão, escolham levar roupa fresca, mas tenham em atenção que talvez seja necessário escolherem também, para as crianças (ou adultos) que sofrem com as picadas de mosquitos ou outros insetos, camisolas ou calças de tecidos leves que tapem o corpo.

Faz todo o sentido levarem convosco mochilas individuais, para que, nos dias em que “mergulharem de cabeça” na natureza, tenham à mão:

  • Chapéu;
  • Protetor solar;
  • Garrafas de água;
  • Barritas energéticas, fruta ou outros alimentos mais facilmente conserváveis;
  • Uma muda de roupa.

Bepanthene destaque gif

Não se esqueçam também de levar convosco Bepanthene® Plus, para cuidar dos arranhões provocados por alguma queda inesperada ou um ramo mais maroto.

Assim, podem desinfetar a ferida sem arder, sem lágrimas e sem medos, e continuar a vossa aventura em família como se nada fosse. Ufa!

Agora é só escolher qual destes Parques Naturais em Portugal querem visitar e prepararem-se para umas férias muito culturais, divertidas e para respirar muito ar puro!

Parques Naturais em Portugal: conheça-os de norte a sul!

Parque Natural de Montesinho

parque biológico de vinhais informações

Nenhuma outra área protegida expressa tão bem o contraste das estações do ano como Montesinho!

O Parque Natural de Montesinho é um dos maiores parques naturais de Portugal. Está situado na Região de Trás-os-Montes e abrange a parte norte dos concelhos de Bragança e Vinhais, que fazem parte da chamada Terra Fria Transmontana. Destaca-se no parque a Serra de Montesinho, que dá o nome ao Parque, e o Parque Biológico de Vinhais.

Parque Natural do Litoral Norte

Fotografia: https://euroveloportugal.com

Parque Natural do Litoral Norte estende-se ao longo de 16 km da costa, desde o estuário do Neiva até à zona da Apúlia – onde os moinhos de vento se destacam na paisagem!

Este é um Parque Natural muito marcado pela vida marítima, sendo indicado para famílias que adoram praia; aqui, têm-nas de mar e de rio! E podem deslumbrar-se, na maré baixa, com os cavalos de Fão, associados pela lenda ao mítico Rei Salomão.

Parque Nacional da Peneda-Gerês

Parque Nacional da Peneda-Gerês

O Gerês é a única Área Protegida em Portugal classificado como Parque Nacional – uma área característica de paisagens naturais e humanizadas, de elementos de biodiversidade, com valor científico, ecológico ou educativo.

O Parque Nacional da Peneda-Gerês estende-se do planalto da Mourela ao de Castro Laboreiro incluindo as serras da Peneda, Soajo, Amarela e Gerês – são mais de 70 mil hectares de paisagens de tirar a respiração!

São imensas as espécies raras de vegetação, bosques e florestas que podem observar, também animais incríveis como o lobo ibérico, e ainda podem perder-se pelas encantadoras aldeias serranas, um património histórico-cultural muito curioso.

 

Bepanthen_MinorWounds_Portugal_815x128_v4

 

Parque Natural do Alvão

Fotografia: Arco íris

Parque Natural do Alvão, com cerca de 7 mil hectares, é uma zona granítica, muito rochosa e com algumas manchas de xisto. O rio Olo e a queda de água das Fisgas do Ermelo são também atractivos a não perder!

Ah! Sabiam que no Parque Natural do Alvão podem também encontrar algumas espécies de plantas carnívoras típicas da região transmontana?

Parque Natural da Serra da Estrela

Serra da Estrela

O Parque Natural da Serra da Estrela fica no centro do país – maioritariamente no distrito da Guarda, mas estendendo-se também até Castelo Branco. A elevada altitude e localização do parque natural tornam-no um dos locais de Portugal continental com maior probabilidade de chuva, granizo e orvalho, mas também… neve!, principalmente no Inverno.

Apesar disso, o Parque Natural da Serra da Estrela oferece mais do que a única estância de ski do país: não podem visitá-la sem provar o queijo da serra e sem encherem de festas o Cão da Serra da Estrela, essa raça tão especial. Também somos fãs do Museu do Pão!

Parque Natural do Tejo Internacional

Fotografia: http://www.centerofportugal.com

O Parque Natural do Tejo Internacional é a prova de que de Espanha, às vezes, vêem bons ventos e bons casamentos: este território lindíssimo que começa no distrito de Castelo Branco termina em Cáceres, na Extremadura espanhola.

É uma importante área de nidificação de aves e onde podem também encontrar a lontra-europeia, o gato-bravo, o veado-vermelho e a gineta, animais incríveis que povoam o imaginário das crianças. Não se esqueçam de descobrir o que visitar em Castelo Branco com crianças!

 

Bepanthen_MinorWounds_Portugal_815x128_v4

 

Parque Natural da Serra de Aires e Candeeiros

O Parque Natural da Serra de Aires e Candeeiros é o mais indicado para quem quer voltar… atrás no tempo! São 20 os trilhos de pegadas de dinossauros que podem percorrer – e têm mais de 175 milhões de anos.

Também podem visitar as grutas, o Algar da Pena e ver os morcegos, que adoram fazer casa em cavidades rochosas.

Parque Natural do Douro Internacional

Fotografia: http://breakingdad.pt

Parque Natural do Douro Internacional abraça a área em que o rio Douro faz fronteira entre Portugal e Espanha – inclui áreas dos municípios de Mogadouro, Miranda do Douro, Freixo de Espada à Cinta e Figueira de Castelo Rodrigo. É um vale profundo, encaixado e de margens escarpadas e a vista uma das mais bonitas que Portugal tem para oferecer.

Parque Natural da Serra de São Mamede

parque natural da serra de são mamade

Fotografia: http://www2.icnf.pt/

Na Serra de São Mamede encontramos um Alentejo diferente, com serra e a fugir das planícies, com muito verde, e com sinais históricos de outros tempos, que fazem miúdos e graúdos perderem-se de amor pela região. Visitem o Parque Natural da Serra de São Mamede e, com sorte, ainda podem cruzar-se, ao longo dos trilhos, com javalis e veados!

 

Bepanthen_MinorWounds_Portugal_815x128_v4

 

Parque Natural Sintra-Cascais

Palácio da Pena

A Serra de Sintra e a sua orla marítima são uma das zonas mais bonitas do país e os seus encantos são quase infinitos: há uma mística muito própria a rodear a vila – sabem o que visitar em Sintra com crianças? – mas os seus encantos estendem-se à serra, às praias agitadas e, pela linha costeira, até Cascais, também ela mágica e especial. Os monumentos acrescentam imponência ao Parque Natural Sintra-Cascais, um tesouro tantas vezes esquecido.

Parque Natural da Arrábida

serra da arrábida

Fotografia: ncultura

Encostado ao mar, o Parque Natural da Arrábida é, para muitos, o maior tesouro de Portugal: a beleza ímpar da sua costa colada à vegetação intensa e ao verde de uma serra cujo fim a vista não alcança são as características mais óbvias deste paraíso que, afinal, fica aqui tão perto. Podem, obviamente, explorar as suas praias, os seus trilhos e, claro, conhecer as cidades à sua volta – já sabem o que visitar em Setúbal com crianças?

Parque Natural do Sudoeste Alentejano e da Costa Vicentina

Costa Vicentina

No Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina podem optar por diferentes tipos de passeio: que tal conhecer algumas cidades litorais incríveis ou mergulhar de cabeça na natureza do Parque?

Temos raízes em Santo André e fugimos sempre que possível para a Costa Vicentina – é impossível não adorar e há muitas vilas, praias e zonas de floresta para conhecer – e experiências para fazer.

 

Bepanthen_MinorWounds_Portugal_815x128_v4

 

Parque Natural do Vale do Guadiana

Fotografia: Wikipedia

A queda de água do Pulo do Lobo é um dos “acidentes” mais bonitos que já vimos acontecer: é um desvio do curso do rio Guadiana, e cria a ilusão de que, de um salto só, o rio pode ser atravessado – mas, já sabem, não tentem fazer isto em casa, e muito menos com as abobrinhas!

No Parque Natural do Vale do Guadiana podem também visitar várias vilas históricas e perderem-se pelas planícies imensas que se estendem até à Serra de Serpa. Que tal fazerem um passeio pelos trilhos propostos ou descerem o rio numa canoa?

Parque Natural da Ria Formosa

aldeia da culatra

Fotografia: discoverportugal2day.com

Do Parque Natural da Ria Formosa tudo o que escrevermos corre o risco de, rapidamente, estar desatualizado: é que o Parque é formado um sistema de lagoas único e em permanente mudança, dependente do movimento contínuo dos ventos, das correntes e das marés.

Foi recentemente eleito como uma das 7 Maravilhas Naturais de Portugal e essa distinção já nos poupa muitas palavras: as suas cinco ilhas e as duas penínsulas são de uma beleza ímpar.

Também lhe pode interessar:

– Os Parques Biológicos em Portugal que tem mesmo que visitar!

– Quais os melhores sítios a visitar com crianças e em família? Nós dizemos!

Férias em Portugal: roteiros de norte a sul do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *