Família > Passear > Sitios a visitar

Parque Natural de Sintra-Cascais: natureza, história e cultura reunidas em cenários incríveis

Sintra

Descubra em família as paisagens desse Parque, que é um sítio privilegiado de turismo e lazer.

Castelos, serra, praia e muito verde: no Parque Natural de Sintra-Cascais, há muito para descobrir! O Parque estende-se do limite norte do concelho de Sintra, junto à foz do rio Falcão, para o sul, até Cascais. São 14.483 hectares de pura beleza!

Para visitar a área, sugerimos que planeiem a visita antes, e que escolham as vossas prioridades. As opções de sítios interessantes são muitas!

Existem percursos a serem feitos de carro, outros a pé e até de bicicleta. Algumas opções de trilhas talvez sejam muito radicais para os pequenos, por isso recomendamos fazer passeios mais leves. Escolhemos abaixo alguns dos nossos pontos favoritos integrados no Parque, para se inspirarem. Divirtam-se!

Mapa do Parque Natural de Sintra-Cascais

O que visitar no Parque Natural de Sintra-Cascais

Cabo da Roca

Cabo da Roca

Fotografia Vera Gorbunova

Integrado no Parque Natural de Sintra-Cascais, o “Cabo da Roca” é considerado o ponto mais ocidental da Europa Continental. Trata-se de uma incrível falésia, que emerge a cerca de 150 metros acima do Atlântico.

Na obra “Os Lusíadas”, Camões descreveu o sítio como “Aqui…onde a terra se acaba…e o mar começa…”. Não é lindo? A paisagem para a serra de Sintra e o litoral é mesmo imperdível.

É importante respeitar as cercas que delimitam as áreas que podem ser visitadas, especialmente com crianças. Não vale a pena correr o risco, certo? Outra recomendação é levar um agasalho, costuma estar muito vento por lá.

Ah! Não deixem de passar no posto de atendimento turístico presente no local e  obterem o vosso certificado de presença no ponto mais ocidental da Europa. Uma ótima recordação do passeio!

Quinta da Regaleira

Quinta da Regaleira

As crianças vão amar explorar todos os recantos da mágica “Quinta da Regaleira”, em Sintra. A quinta foi construída entre 1904 e 1910, mas o que se visita atualmente são construções de António Augusto Carvalho Monteiro, proprietário a partir de 1892, homem de vasta cultura e riqueza.

Os cenários incríveis deste sítio são obra do arquiteto e cenógrafo Luigi Manini. A Quinta da Regaleira une jardins, castelo, túneis subterrâneos, grutas e um misterioso poço. Só podemos concluir que é o passeio perfeito para pequenos aventureiros!

Parque e Palácio Nacional da Pena

Palácio da Pena

Cenário de conto de fadas, o “Palácio da Pena” encanta os olhos dos pequenos (e grandes!), por toda a sua cor. De influência moura e situado no alto de um monte, é de uma beleza única.

O Palácio foi construído no sítio de um antigo convento de frades da Ordem de São Jerónimo. Foi fruto da imaginação de D. Fernando de Saxe Coburgo-Gotha, que casou com a rainha D. Maria II em 1836. Apaixonado por Sintra, adquiriu o convento e as terras envolventes para construir o palácio de verão da família real. Já imaginaram um palácio assim para passar as vossas próximas férias?

Os jardins do Palácio também valem a pena ser visitados, são muito bonitos (e extensos! Atenção para o fôlego!). Na hora de comprar o bilhete, podem optar por quais partes do palácio querem visitar.

Veja mais: O que visitar em Sintra com crianças

Azenhas do Mar

Azenhas do Mar

Fotografia: Sintra Romântica

Peguem no carro e não deixem de fazer uma paragem para admirar a incrível “Azenhas do Mar”.  A pequena aldeia – situada no litoral do concelho de Sintra, freguesia de Colares –  é composta por antigas casinhas brancas construídas sobre uma rocha bastante alta.

Estacionem no famoso miradouro que há por lá e apreciem uma vista inesquecível. As casas brancas, o mar e a piscina natural junto à praia valem a paragem!

Praia Grande do Rodízio

Praia Grande do Rodízio

Fotografia: Serra de Sintra

Uma praia com pegadas de dinossauros? Isso mesmo! No extremo sul da “Praia Grande do Rodízio”, uma arriba, com mais de 120 milhões de anos, exibe uma parede marcada com pegadas de dinossauros! Esta jazida, com pegadas muito fundas, provavelmente tem marcas de dinossauros herbívoros quadrúpedes, possivelmente saurópodes (aqueles de pescoço comprido).

Estas pegadas são um importante património da região, necessitando de cuidados de manutenção e preservação. Este passeio vale por uma viagem no tempo, não acham?

Boca do Inferno

Boca do Inferno

Fotografia: Anibal Trejo

Em Cascais, não deixem de visitar a “Boca do Inferno”, uma formação única nas rochas à beira mar.

Há uma lenda sobre este local, que conta a história de um amor impossível entre um cavaleiro e uma bela jovem, mas também da vingança de um feiticeiro ciumento. O facto é que é um sítio mesmo impressionante e que, com certeza, deixará as vossas abobrinhas de boca aberta!

Este passeio pode ser feito de bicicleta, pois existem diversas ciclovias em Cascais. Consultem a Rede Mobi para ficar a conhecer os percursos ao pormenor, bem como os pontos de estacionamento de bicicletas partilhadas.

Para além da impressionante Boca do Inferno, aproveitem para visitar os vários fortes e faróis ao longo da costa, nomeadamente o Farol de Santa Marta, o Farol da Guia e o Farol do Cabo Raso. Com 10km de extensão, a Ciclovia entre Cascais e a Praia do Guincho é uma das mais bonitas da zona de Lisboa e arredores.

Fauna e Flora do Parque Natural de Sintra-Cascais

O Parque Natural de Sintra-Cascais destaca-se pela sua biodiversidade. A serra de Sintra e o litoral do Parque estão incluídos no “Sítio Sintra-Cascais”, inserido na Rede Natura 2000, rede europeia de áreas designadas para conservar a fauna e flora europeia.

Para a serra de Sintra, estão assinaladas cerca de 900 espécies de flora nativa, metade das quais são mediterrânicas ou oeste-mediterrânicas. Nas áreas do litoral, sobretudo na zona sul do Parque, o chorão-das-praias Carboprotus edulis, oriundo da África do Sul, é a espécie invasora mais espalhada.

 

Chorão das Praias

Uma grande diversidade de habitats permite ainda uma grande diversidade faunística, embora nem sempre facilmente observável. São mais de 200 as espécies de vertebrados, já identificadas: 33 de mamíferos, mais de 160 de aves, 12 de anfíbios, 20 de répteis e 9 de peixes de água doce.

Espécies como a Gineta, um mamífero peludo super fofinho podem ser vistas por lá.  Isso se conseguirem: famosa pela sua agilidade, a Gineta não é de se mostrar muito, especialmente durante o dia.

 

Gineta

Fotografia: Photo Logistics

Também lhe pode interessar:

 Parques Naturais em Portugal: quais são e o que neles visitar?

– Descubram o que visitar em Sintra com crianças!

– Quais os melhores sítios a visitar com crianças e em família? Nós dizemos!

– Férias em Portugal: roteiros de norte a sul do país.

2 comentários em “Parque Natural de Sintra-Cascais: natureza, história e cultura reunidas em cenários incríveis

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *