Família > Passear > Passeios

Parque Natural da Serra da Estrela: muito mais do que só neve!

Serra da Estrela

Fotografia: Vortex Magazine

Embora gelado em algumas alturas do ano, é um local super aconchegante para ir com os miúdos.

O Parque Natural da Serra da Estrela fica no centro do país – maioritariamente no distrito da Guarda, mas estendendo-se também até Castelo Branco. A elevada altitude e localização do parque natural tornam-no um dos locais de Portugal continental com maior probabilidade de chuva, granizo e orvalho, mas também… neve!, principalmente no Inverno.

Apesar disso, o Parque Natural da Serra da Estrela oferece mais do que a única estância de ski do país, e, por isso, podem (e devem) visitá-la em qualquer altura do ano: não deixem de provar o queijo da serra e de encherem de festas o Cão da Serra da Estrela, essa raça tão especial. Também somos fãs do Museu do Pão!

Descubram o que fazer no Parque Natural da Serra da Estrela para umas férias muito felizes em família!

Mapa do Parque Natural da Serra da Estrela

mapa-Serra Estrela

O que visitar no Parque Natural da Serra da Estrela?

Torre da Serra da Estrela

torre serra da estrela

Fotografia: Visitas Virtuais

A Torre é o ponto mais alto de Portugal Continental mas não é o cume característico de uma montanha: é acessível através de uma estrada pavimentada e no alto dos 1193 metros de altura podem divertir-se muito, principalmente no inverno, porque a queda da neve é uma constante!

No local há um restaurante e lojas com produtos típicos da região, como o queijo da Serra da Estrela, e uma estância de ski, a única do país, onde podem alugar equipamento de snowboard e ski e testarem, em família, as vossas habilidades para os desportos de inverno. Normalmente, a Torre está coberta por um manto de neve de Dezembro a Abril, mas, caso necessário, a estância dispõe também de canhões que produzem neve artificial.

Na Torre podem também visitar o monumento gravado na rocha em homenagem a Nossa Senhora da Boa Estrela, a padroeira dos pastores.  Diz o mito que o rei D. João VI mandou, no início do século XIX, construir aqui um monumento em pedra, para “fazer crescer” a Torre até aos 2000 metros.

Covão d’Ametade

covao-de-ametade-serra-da-estrela

Fotografia: Beira.pt

O Covão d’Ametade é um dos locais mais simbólicos e mais belos da Serra da Estrela e é muito procurado por alpinistas, grupos de aventureiros, desportistas e amantes da natureza, mas é também um local de retiro e de descanso para famílias. É uma paisagem incrível que promete descanso mas também diversão e descoberta.

Neste parque de lazer podem fazer um piquenique, principalmente no verão em que as temperaturas são mais convidativas. É aqui que o Zêzere nasce, os troncos das árvores são brancas e paredes de granito gigantes, esculpidas por séculos de neve, nos devolvem a paz.

Poço do Inferno

poço do inferno

Fotografia: revertours.com

Fazer a Rota do Poço do Inferno, que tem dificuldade média e se extende ao longo de 2,5 quilómetros, é uma forma diferente de explorar o Parque Natural da Serra da Estrela e de conhecer este local de beleza impressionante, mas recomendamos que o façam apenas com abobrinhas mais velhas que já tenham disposição e vontade de percorrer distâncias maiores.

Ao longo do caminho podem contemplar a vista sobre o Vale do Rio Zêzere e o Vale da Ribeira de Leandres, até chegarem ao Poço do Inferno, uma cascata natural com cerca de 10 metros de altura que, nos invernos mais rigorosos, se transforma até em gelo.

Preparem o coração… o Poço, ao contrário do que o nome promete, é uma visão paradisíaca.

Penhas Douradas

penhas douradas

Fotografia: Casa das Penhas Douradas

Em 1880, Sousa Martins, um médico que se notabilizou no combate à tuberculos, considerou as Penhas Douradas o lugar mais saudável do país, graças ao seu ar puro e fresco. Em 2019, continuamos a concordar com ele.

Localizadas a cerca de 1500 metros de altitude, as Penhas Douradas oferecem uma fantástica vista sobre Manteigas e sobre o Vale Glaciar do bonito Rio Zêzere.

As Penhas Douradas são também conhecidas por aqui ter sido instalada a primeira estância de turismo de montanha do país, e pela natureza serrana, que lhes confere uma beleza única.

Penhas da Saúde

penhas da saúde

Fotografia: Portugal visto do Ceu

As Penhas da Saúde são uma aldeia de montanha localizada a 1500 metros de altitude que está localizada a cerca de 10 minutos da estância de ski e da Torre.

Com o seu incrível cenário de montanha e os seus chalets típicos, transporta-nos para imaginários distantes.

Loriga

praia fluvial da loriga

Fotografia: http://mundoemviagem.com

Loriga é conhecida como a “Suiça portuguesa” e conseguimos entender porquê: com as suas ruas estreitas, limpas e pontuadas de branco, com os cursos de água límpida e gelada, a localização quase a tocar o céu e a paisagem de cortar a respiração. Rodeada pela Penha dos Abutres (1828m de altitude) e pela Penha do Gato (1771m) é um ponto de passagem incontornável.

No Verão, também se podem refrescar – mesmo, que a água continua gelada – numa das praias fluviais mais incríveis de Portugal, precisamente a da Loriga.

Covilhã

covilhã

Situada na encosta da Serra da Estrela, voltada a Nascente, a Covilhã localiza-se a cerca de 700 metros de altitude e é a cidade mais importante e desenvolvida da zona da Serra da Estrela. Parques, jardins, casas senhoriais e muitas igrejas tornam as suas ruas pitorescas, elegantes, bonitas e merecedoras de uma visita mais demorada!

Passem também pela antiga Judiaria, a Capela de São Martinho, a Capela de Santa Cruz e o Museu dos Lanifícios!

Castelo Branco

o que fazer em castelo branco com crianças

O que visitar em Castelo Branco com crianças? Este bonito distrito é um autêntico museu ao ar livre, repleto de magníficos vestígios do passado de Portugal e berço de algumas das mais antigas tradições que hoje caracterizam o país.

A cidade de Castelo Branco é conhecida pelas colchas bordadas à mão, pelo queijo regional e pelo azeite e vinho. Repousando entre a paisagem rural do centro do país, esta bela cidade exibe também arquitetura típica, monumentos seculares e igrejas medievais.

Covão da Ponte

covão da ponte

Fonte: AQUAPOLIS

De carro, de bicicleta ou a pé, o Covão da Ponte poderá ser o ponto ideal de partida para visitar o Parque Natural da Serra da Estrela.

Aqui podem ter um primeiro contacto real com a Estrela em altitude, quer com a sua natureza tão especial quer com as suas populações e as atividades, usos e costumes locais.

Quem vai para o Covão da Ponte não vai encontrar luxos desmedidos, mas a beleza deste local compensa qualquer falta de conforto. Situado a 960m de altitude, este local é um pequeno núcleo de recreio (no verão com praia fluvial!), com infraestruturas de campismo e um casa abrigo.

Cabeça da Velha

cabeça da velha

Fotografia: Bordado de Murmúrios

A Cabeça da Velha é uma rocha de formato muito curioso que podem encontrar na Senhora do Desterro, em Seia. Conta a lenda que há muitos, muitos anos, vivia na Serra da Peneda uma jovem rica e bela chamada Leonor, à guarda de um tio muito poderoso e cruel, D. Bernardo.

Leonor tinha-se apaixonado por um jovem fidalgo, pobre e arruinado, chamado D. Afonso. A velha aia de Leonor, Marta, ajudava os dois a encontrarem-se em segredo, jurando que nunca os trairia – ou Deus, como punição, transformá-la-ia em pedra.

Um dia, a velha Marta, ao regressar de um encontro com D. Afonso com uma carta para entregar a Leonor, é surpreendida por D. Bernardo, que consegue, sob ameaça, fazer com que a aia lhe conte a verdade.

Decidido a matar os pombinhos, D. Bernardo decide aparecer de surpresa no local do próximo encontro dos dois, a Serra da Peneda. Como costume, Marta acompanhou Leonor, num desespero enorme por nada poder contar à sua ama.

No momento em que trocavam juras de amor eterno, Leonor e D. Afonso ouviram vozes e dirigiram-se ao local onde estava Marta de guarda, encontrando-a transformada em pedra. Aperceberam-se da traição e fugiram para a Galiza, onde casaram e foram felizes para sempre.

Os miúdos vão adorar esta história!

O Funil do Covão dos Conchos

covão dos conchos

Fotografia: Viajar Verde

O Covão dos Conchos tornou-se famoso há uns anos quando uns vídeos filmados com um drone se tornaram virais nas redes sociais e mostravam as águas de uma lagoa da Ribeira das Navesa desaparecerem num “buraco” tão belo quanto inusitado. Seria real? Sim!

Esta espécie de funil é um túnel construído em 1955 que transporta as águas da Ribeira das Naves e as encaminha para a albufeira da Lagoa Comprida, localizada 1519 metros abaixo.

O trilho para confirmarem com os vossos próprios olhos que este funil não é uma ilusão começa na Lagoa Comprida e, apesar de serem 8 quilómetros a pé de ida e de volta, o passeio vale muito a pena.

Museu do Brinquedo

museu do brinquedo de seia

Fotografia: beira.pt

O que melhor do que um museu dedicado ao brinquedo? Pais e filhos vão ficar encantados!

Em Seia, há um museu que faz as delícias dos mais novos: esta é uma colecção verdadeiramente notável de cerca de 4500 brinquedos de Portugal e do mundo, antigos e modernos.

Onde: Largo de Santa Rita 9, Seia

Museu do Pão

museu do pão

No Museu do Pão de Seia – o maior do mundo, e, certamente, um dos mais bonitos – podem e devem por, literalmente, as mãos na massa! O Museu é muito divertido, interessante e interativo e permite que as abobrinhas façam as suas próprias esculturas de “pão”, além de aprenderem mais sobre os artefactos e a história e importância do pão na região da Serra.

A pensar nos mais novos, há uma sala didática e de encantamento, um lugar de cultura e de mito. Aqui vão encontrar os gnomos da tribo dos Hérmios, protetores dos primeiros habitantes dos Montes Hermínios, que vos levarão a uma viagem imaginária e mitificada ao passado do pão.

Um espaço onde História e lenda se cruzam, onde o passado revive através da magia dos sentidos e onde o pão passa pelos nossos olhos e pelas nossas mãos…

Antes, ou depois, deliciem-se com o restaurante do Museu, um dos melhores da região.

Onde: Quinta Fonte do MarrãoSeia 6270-501, Portugal

Museu da Miniatura Automóvel

museu da miniatura automóvel

Fotografia: Jornal dos Clássicos

Um museu com muitas rodas! No Museu da Miniatura Automóvel pode conhcer uma vasta colecção de automóveis, tractores, ambulâncias, jipes, mas tudo em miniatura.

O Visitante tem a oportunidade de “viajar” no tempo e verificar a evolução automóvel nas mais variadas áreas e marcas.

Para além da área museológica o Museu da Miniatura Automóvel promove eventos e atividades lúdico-pedagógicas de interação com os visitantes, grupos e colecionadores, apaixonados pelo universo das quatro rodas.

Onde: Av. 25 de Abril 4, 6290-525 Gouveia

Alojamento no Parque Natural da Serra da Estrela

Centro de Portugal

Experimentem ficar alojados numa das aldeias históricas e pitorescas da Serra da Estrela, como o Sabugueiro, que já visitámos e onde dormimos noites muito “serranas” em família. Se preferirem uma experiencia mais “luxuosa”, sugerimos o Vale do Rossim Eco Resort.

O Vale do Rossim Eco Resort é um conceito distinto e original, onde todos os detalhes foram cuidadosamente planeados para que os clientes possam desfrutar da beleza natural da Serra da Estrela, combinando conforto, conveniência e a já conhecida hospitalidade serrana. Além de que dormir numa espécie de iglo de madeira é mesmo a cereja no topo de uma viagem à Serra!

Onde: Penhas DouradasSerra da Estrela, Portugal

Mais informações: Vale do Rossim

Também lhe pode interessar:

Parques Naturais em Portugal: quais são e o que neles visitar?

– Descubram o que visitar em Castelo Branco com crianças!

– Quais os melhores sítios a visitar com crianças e em família? Nós dizemos!

Férias em Portugal: roteiros de norte a sul do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *