Gravidez > Saúde > Consultas e exames

Ecografias de gravidez: Saiba quantas são e o que analisam!

ecografias de gravidez

Sabe quantas ecografias têm de ser realizadas durante a gravidez e o que se avalia em cada uma? Espreite aqui!

Durante os 9 meses de gestação existem vários exames que devem ser efetuados todos os trimestres, incluindo exames de sangue, de rastreio de doenças cromossomáticas ou genéticas, bem como ecografias de gravidez.

Ecografias de gravidez

Existem muitas mulheres que pensam que as ecografias são realizadas em cada consulta pré-natal, mas isso não é necessariamente verdade. A não ser que haja alguma indicação médica para realizar este exame todas as consultas, normalmente são três as ecografias realizadas no decorrer da gravidez, uma por trimestre.

Ecografia Obstétrica Precoce

Quando não existe certeza de quando foi a última menstruação ou outra razão que impossibilite o cálculo da idade gestacional do feto, deve ser realizada uma Ecografia Obstétrica Precoce, normalmente realizada antes das 10 semanas de gravidez.

Esta ecografia tem como objetivos:

  • Exclusão de uma gravidez extra-uterina (gravidez ectópica);
  • Confirmação do tempo de gestação;
  • Verificação do número de fetos presentes e a sua viabilidade.

Ecografia Obstétrica do 1.º trimestre

Esta ecografia da gravidez é realizada entre as 10 e as 14 semanas de gravidez. Trata-se de uma ecografia realizada por via transvaginal, inserindo uma sonda na vagina, ou por via abdominal, sendo neste caso a sonda colocada sobre a zona do baixo ventre.

Esta primeira ecografia:

  • Permite verificar se o feto está realmente no lugar certo para se desenvolver e ter uma gravidez saudável – dentro do útero;
  • Determina, com maior precisão, o tempo de gravidez;
  • Diagnostica uma gravidez gemelar;
  • Avalia como está a correr o desenvolvimento da criança;
  • Deteta algumas anomalias fetais, como se pode fazer o despiste da Síndrome de Down (Trissomia 21) através da avaliação da translucência da nuca;

Ecografia Morfológica do 2.º trimestre

A Ecografia Morfológica deve ser realizada entre as 20 e as 22 semanas de gravidez e serve para:

  • Analisar, com mais rigor (já que o bebé é bastante maior), a anatomia e desenvolvimento dos órgãos e sistemas do bebé;
  • Avaliar o crescimento fetal, através da medição do perímetro cefálico (medica da cabeça do bebé), perímetro abdominal e comprimento do fémur, bem como a qualidade e quantidade de líquido amniótico, da placenta e do cordão umbilical;
  • Saber se vai ter um menino ou uma menina, na maior parte dos casos e se o pequeno não for maroto e esconder os seus órgãos sexuais.

Ecografia do 3.º Trimestre

Realizada entre as 28 e as 32 semanas de gravidez, esta ecografia tem como objetivo confirmar e avaliar o crescimento fetal e a posição em que o bebé se encontra, uma vez que se encontra mais perto o período do parto. Normalmente, é feita a:

  • Medição da cabeça, abdómen e fémur do feto (tal como na 2ª ecografia);
  • Uma estimativa do peso fetal;
  • Uma examinação os movimentos do feto;
  • Uma avaliação morfológica da placenta;
  • Uma avaliação da quantidade de líquido amniótico;
  • Uma avaliação dos batimentos cardíacos do feto;
  • Uma avaliação para verificar se está tudo pronto para o parto – se o bebé está já na posição correta;
  • Deteção de anomalias de desenvolvimento tardio, como a hérnia diafragmática (malformação no diafragma).

Ecografia Obstétrica 3D ou 4D

ecografias de gravidez - 3D/4D

Segundo a rede hospitalar CUF, “a Ecografia Obstétrica 3D e 4D permitem observar o bebé a três dimensões (3D) e em tempo real (4D)”. Podem ser feitas em qualquer fase da gravidez, apesar de se aconselhar a sua realização a partir das 26/28 semanas, uma vez que o bebé já está com uma aparência muito similar à com que vai nascer. Convém ter em conta que nem sempre consegue ver a cara do seu bebé – irá depender da sua posição, da quantidade de líquido amniótico e do peso materno.

Este tipo de ecografias são opcionais e não substituem as outras ecografias, avisa a empresa que presta cuidados de saúde.

Ainda de acordo com esta mesma entidade,

“A Ecografia Obstétrica é um exame complementar de diagnóstico, útil e imprescindível na vigilância de todas as grávidas. Serve para supervisionar a evolução da gravidez, o bom desenvolvimento fetal e detectar eventuais anomalias no feto. Poderá existir a necessidade de outros exames complementares de diagnóstico para esclarecimento de situações clínicas suspeitadas/detectadas (Amniocentese, Biópsia de vilosidades coriónicas, Ecocardiograma fetal, Ressonância magnética fetal, …).”

Veja também:

  • Dicas para as grávidas: Para que serve o pré-natal?
  • Parto: as diferentes formas de ver a magia acontecer!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *