Gravidez > Saúde > Problemas de saúde

Hiperemese Gravídica

Hiperemese Gravídica

Vomitar mais de 40 vezes por dia parece-nos impossível, mas é uma das consequências desta complicação associada à gravidez.

Kate Middleton, mulher do príncipe William do Reino Unido, faz parte do leque reduzido de grávidas que sofrem de Hiperemese Gravídica – estima-se que apenas 1% das gestantes padece desta condição. Poderia pensar-se que é privilégio real, mas a verdade é que a Duquesa de Cambridge é uma mulher de coragem: vomitar mais de 40 vezes por dia deixa-nos num estado que é de tudo menos de graça. A situação pode ser tão delicada que, segundo estudos, 10% destas grávidas decide abortar por recomendação médica.

Hiperemese Gravídica

O que é a Hiperemese Gravídica?

A Hiperemese Gravídica é uma complicação associada à gravidez. Os vómitos excessivos provocam desidratação e carência nutricional, que por sua vez levam a uma perda grande e rápida de peso. Esta patologia ocorre com maior frequência numa primeira gravidez, sendo ainda assim provável que se repita numa hipotética gestação posterior.

Fatores de risco

A Hiperemese Gravídica é rara, mas pertencem ao grupo de risco as mulheres que estão grávidas pela primeira vez, que já sofreram da patologia numa gravidez anterior, que passaram por uma perda gestacional, que engravidaram depois dos 35 anos, que estão à espera de gémeos, que são fumadoras ou que sofrem de diabetes pré-gestacional.

Sintomas

Quase todas as grávidas sofrem de enjoos na gravidez e é normal que vomitem com relativa frequência, principalmente no primeiro trimestre.

O sinal de alarme é dado quando o vómito é substituído por sangue e suco gástrico, dada a exaustão e a quantidade de vezes que o fazem.

A Hiperemese Gravídica provoca uma sensação contínua de enjoo e exaustão traduzidos num mau-estar tão forte que lhes impossibilita os movimentos e contextos mais básicos, como trabalhar e mesmo sair de casa.

Tratamentos

Costuma dizer-se que “gravidez não é doença”, mas existem exceções.

O primeiro passo para o tratamento desta condição tão peculiar é consultar um médico.

À partida, se não for necessário internamento, são introduzidas alterações à alimentação da grávida, que em condições normais deve já ser o mais equilibrada possível. Existem também medicamentos que podem ser recomendados pelos especialistas. O exercício físico moderado e acompanhado pode também ajudar a controlar os sintomas.

No entanto, também a saúde mental da grávida deve ser tida em conta. A Hiperemese Gravídica pode ser incrivelmente isoladora. É importante que a grávida se rodeie de uma estrutura forte, e que esteja acompanhada por amigos que entendam a sua necessidade de passar mais horas enfiada na casa de banho do que em qualquer outra divisão da casa. Apoio psicológico é uma opção a considerar, ou a frequência de fóruns online onde encontrará a compreensão de outras mães que passam ou já passaram pela mesma situação.

Também o parceiro deve ter paciência e ser um apoio nesta altura delicada.

Veja também:

  • Dicas para as grávidas: Para que serve o pré-natal?
  • Parto: as diferentes formas de ver a magia acontecer!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *