Gravidez > Saúde > Problemas de saúde

Toxoplasmose na gravidez: o que é, qual o tratamento e como se prevenir

toxoplasmose - capa

Alguns dos maiores receios das mulheres grávidas é ser contaminada pela bactéria da toxoplasmose. Saiba tudo sobre o tema no artigo!

Assim que as mulheres sabem que estão grávidas, existe a necessidade de marcar, de imediato, uma consulta pré-natal para verificar como está a correr a gravidez, para saber quantas semanas exatas tem o embrião e, para além disso, o médico assistente ou obstetra receita uma panóplia de exames pré-natais para descartar alguns possíveis problemas que podem existir, bem como a imunidade ou não da toxoplasmose na gravidez.

Toxoplasmose na gravidez

É bastante comum a mulher gestante não ser imune à toxoplasmose. De acordo com a ginecologista Sheila Sedicias apenas um terço da população mundial é imune, sobrando ainda dois terços não imunes a este parasita.

Mas afinal, o que é a toxoplasmose?

toxoplasmose - grávida com gatinho

A toxoplasmose é uma doença assintomática para a maior parte das pessoas. Contudo, na gravidez pode provocar ter sérias implicações no desenvolvimento do bebé caso não seja tratada atempadamente.

A infeção acontece através da ingestão do parasita Toxoplasma gondii, presente em alguns alimentos, como carnes malpassadas ou alimentos crus, vegetais ou no solo contaminado pelas fezes dos gatos que estejam infetados.

As mulheres que tenham sido previamente infetadas pelo parasita, podem respirar de alívio, porque não representa um problema para a sua gravidez, uma vez que o seu sistema imunitário já desenvolveu anticorpos para a doença. Só no caso de as análises mostrarem que não está imune à Toxoplasmose (ao parasita) é que pode correr o risco de este ficar ativo novamente e, só nesse caso, existe um risco acrescido e real de infetar o bebé durante a gestação.

Sintomas de toxoplasmose

Apesar de ser, na maior parte das vezes, uma doença que não apresenta qualquer sintoma na mulher, existem – como em tudo na vida, aliás – exceções à regra.

Estes são alguns dos sintomas que pode sentir quando se encontra infetada por este parasita:

  • Febre;
  • Calafrios;
  • Mal-estar constante;
  • Adenites (inflamação aguda de um gânglio linfático, conhecida por “íngua”);
  • Dor de cabeça;
  • Dor nos músculos e articulações.

Caso sinta algum destes sintomas o melhor a fazer é deslocar-se, de imediato, à unidade hospitalar mais próxima e ser observada por um médico para que possam decidir qual o tratamento mais adequado.

De acordo com a ginecologista, se se descobrir que a mulher foi contaminada durante a gravidez, o obstetra pode solicitar um exame chamado amniocentese  para verificar se o bebé foi afetado pela infeção.

Riscos da toxoplasmose na gravidez

toxoplasmose- riscos para a mamã e para o bebéA toxoplasmose pode tornar-se especialmente grave quando afeta a mulher e o bebé durante o 3º trimestre de gravidez.

Segundo o site especializado em questões de saúde “Tua Saúde”, durante os dois primeiros trimestres da gravidez existe um menor risco de o bebé ser infetado. No entanto, continua a haver a probabilidade de existirem lesões.

Os riscos da toxoplasmose na gravidez são:

  • Aborto espontâneo;
  • Parto prematuro;
  • Malformações do feto;
  • Baixo peso ao nascer;
  • Morte ao nascer.

Após o nascimento, os riscos para o bebé são:

  • Alterações no tamanho da cabeça do bebé;
  • Estrabismo (quando um ou ambos os olhos não ficam na direção correta);
  • Inflamação dos olhos, que pode evoluir para a cegueira;
  • Icterícia intensa (pele e olhos amarelados);
  • Aumento do fígado;
  • Pneumonia;
  • Anemia;
  • Inflamação do coração;
  • Convulsões;
  • Surdez;
  • Problemas de desenvolvimento mental.

A toxoplasmose pode não ser detetada logo após o nascimento do bebé, manifestando-se apenas uns meses ou um ano após ter nascido.

Tratamento

O tratamento para toxoplasmose consiste na toma de um antibiótico para tratar a infeção na futura-mamã e reduzir o risco do bebé ser contaminado.

Os antibióticos e a duração do tratamento irão depender do estágio da gravidez e da força do sistema imunitário da mulher. Caso o bebé esteja também, o seu tratamento será inciado logo após o nascimento com a toma de antibióticos específicos para o efeito.

Mas não podemos deixar de frisar a importância de entrar em contacto com o seu médico de forma a garantir o tratamento adequado. Só assim poderá evitar algumas complicações na sua saúde e na do seu filho.

Como prevenir a toxoplasmose

toxoplasmose - grávida

No entanto, existem alguns cuidados que a gestante pode ter para evitar a contração do parasita, como por exemplo:

  • Cozinhar bem a carne e lavar cuidadosamente as mãos depois de a preparar;
  • Lavar as frutas e os legumes que são consumidos crus muito bem;
  • Consumir apenas água potável;
  • Guardar os alimentos crus separadamente dos alimentos cozidos, de forma a evitar a contaminação;
  • Usar tábuas e facas diferentes para a carne crua e para frutas e legumes;
  • Evitar o consumo de carnes cruas ou mal passadas em restaurantes – peça sempre para que sejam bem passadas;
  • Não comer salada em restaurantes, uma vez que não controla a forma como as leguminosas são tratadas e lavadas;
  • Se tiver animais de estimação, deve levá-los de imediato ao veterinário para verificar se têm alguma doença e proceder ao seu tratamento caso seja necessário;
  • Evitar o contato com as fezes dos gatos e, caso tenha que efetuar a limpeza da caixa do gato, o uso de luvas é essencial. Quando acabar, deve lavar muito bem as mãos e as luvas;
  • Lavar muito bem as mãos depois de ter tocado na caixa de areia do gato;
  • Lavar bem as mãos após contactar com terra ou areia.
  • Evitar estar em contato com gatos abandonados;
  • Se cultivar jardins, usar luvas para se proteger da terra contaminada.

É ainda importante referir que, mesmo que siga à risca estas dicas, é preferível realizar um exame de sangue para verificar a presença de toxoplasmose com frequência e, caso se verifique a contaminação do parasita, iniciar o tratamento adequado de imediato.

Caso tenha alguma questão, contacte prontamente o médico ou obstetra que tem seguido a sua gravidez desde o início.

Veja ainda quais as formas de alimentação na gravidez que podem ajudar a manter o seu e o corpo do seu filho saudável e informe-se acerca das dicas para uma gravidez saudável.

Além disso, espreite outros dos sintomas mais comuns durante a gravidez e veja as nossas dicas para que os possa amenizar, como a azia na gravidez e os enjoos na gravidez.

Se encontrar alguma incorreção contacte-nos por favor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *