Gravidez > Saúde > Problemas de saúde

Gripe e constipação na gravidez – como prevenir e tratar

Gripe e constipação na gravidez

Conheça abaixo os sintomas de gripe e constipação na gravidez, saiba mais sobre estas doenças, como prevenir e tratar.

Ter gripe e constipação na gravidez pode acontecer com maior frequência porque o seu sistema imunitário se encontra mais vulnerável. Fique tranquila, o seu bebé não será afetado por estas doenças. No entanto, não deixe de consultar o seu médico ou o Serviço Nacional de Saúde (808 24 24 24) porque estas são doenças bastante infecciosas e que podem complicar-se evoluindo para infeções bacterianas com maior risco.  Conheça abaixo os sintomas de gripe e contipação na gravidez, saiba mais sobre estas doenças, como prevenir e tratar. 

Porque é que na gravidez se sofre mais de gripe e constipação?

Durante a gravidez o sistema imunitário adapta-se para evitar a rejeição ao bebé, mas como consequência fica mais vulnerável a vírus e bactérias. Por outro lado há vários medicamentos que não podem ser tomados durante a gravidez, e é mais difícil atacar os sintomas.

Felizmente há alguns tratamentos naturais para os sintomas da gripe e constipações que podemos usar durante a gravidez.

Qual a diferença entre uma gripe e uma constipação

A gripe e a constipação são ambas infecções de origem viral.  No entanto a constipação pode ser provocada por mais de 100 vírus diferentes, enquanto a gripe é causada pelo vírus influenza.

Os sintomas da constipação limitam-se às vias respiratórias superiores, e são menos intensos que os sintomas da gripe, que aparecem subitamente, incluindo febres de temperatura elevada e dores no corpo.

Como se transmitem a gripe e constipação

Os vírus são transmitido através de partículas de saliva de uma pessoa infetada, expelidas sobretudo através da tosse e dos espirros, mas também por contacto direto com partes do corpo ou superfícies contaminadas (por exemplo, através das mãos).

Como prevenir gripe e constipação na gravidez

Podem prevenir a infeção com medidas de higiene:

  • Reduza, na medida do possível, o contacto com outras pessoas;
  • Lave frequentemente as mãos com água e sabão. Caso não seja possível, utilize toalhetes; pode também utilizar líquidos desinfetantes
  • Use lenços de papel de utilização única (deite nos sanitários ou no lixo comum);
  • Ao espirrar ou tossir proteja a boca com um lenço de papel ou com o antebraço; não utilize as mãos.

No caso da gripe, que é causada pelo vírus influenza, a vacinação é uma excelente opção para prevenir o contágio.

O vírus influenza pode sofrer alterações do seu material genético, e as chamadas “estirpes” podem variar, sendo necessário alterar a composição da vacina – pelo que é recomendável a sua renovação anual.

E na gravidez, é recomendável a vacina contra a gripe?

Sim, a Direção Geral de Saúde recomenda fortemente a vacinação para grávidas , para proteção de uma eventual evolução grave da doença durante a gravidez e para proteger os seus bebés durante os primeiros meses de vida. A vacina antigripal protege não só a mãe como também o bebé, que recebe os anticorpos maternos quando ainda está no útero.

Assim, se estiverem grávidas ou a amamentar durante a época da gripe (Novembro a Março) devem tomar a vacina.

 

 

Sintomas de gripe e constipação na gravidez

Sintomas de gripe

Uma gripe pode durar cerca de uma semana, manifestando-se pelo inicio súbito dos sintomas:

  • Mal­ estar
  • Febre alta: 38,5 ºa 40º
  • Dores musculares e articulares, sobretudo nas costas, braços e pernas
  • Dor de cabeça
  • Tosse seca
  • Calafrios e suores
  • Sensação de secura no nariz e na garganta
  • Pode também ocorrer inflamação dos olhos

Sintomas de constipação

Uma constipação normalmente dura um a dois dias, e os seus sintomas são limitados às vias respiratórias superiores:

  • Febre ocasional mas geralmente baixa
  • Nariz entupido com pingo e congestionado
  • Dor e irritação na garganta
  • Tosse
  • Espirros
  • Dor de cabeça
  • Olhos vermelhos e lacrimejantes
  • Perda de apetite, e por vezes náuseas e vómitos.

Raramente ocorre febre alta ou dores no corpo. Os sintomas e sinais da constipação surgem de forma gradual, enquanto que na gripe o inicio é súbito.

 

Tratamento para gripe e constipação na gravidez: o que fazer?

Cuide bem de si:

Fique em casa, em repouso; aproveite para dormir bastante e descansar sempre que sentir necessidade.

Não se agasalhe demasiado, e meça a temperatura ao longo do dia para avaliar a evolução da sua febre;

Alimente-se bem, regularmente e com uma dieta equilibrada, com muito vegetais e frutas, que são excelentes fontes naturais de vitaminas, minerais, carboidratos.

Beba muitos líquidos. A temperatura elevada e o nariz a pingar contribuem para a sua desidratação e neste momento você e o seu bebé precisam imenso de líquidos: muita água, sumos de fruta, sobretudo rica em vitamina C, e chá de limão com mel, que ajuda também a diminuir a irritação da garganta;

Utilize soro fisiológico para tratar a obstrução nasal e experimente deitar-se com a cabeça um pouco mais elevada para que as secreções não a incomodem enquanto descansa.

Não tome nenhum medicamento sem falar com o seu médico – há vários medicamentos que usamos tranqulamente quando não estamos grávidas e que contêm substâncias que podem prejudicar o desenvolvimento e a saúde do bebê em formação, incluindo antigripais e anti-congestionantes.

Lembre-se de que deve sempre consultar o seu médico para saber que medicamentos são seguros e eficazes na gravidez.

Tosse na gravidez – como tratar

Mistura calmante – Mel e Limão

Pode fazer uma mistura calmante, misturando quantidades iguais de mel (xarope de milho para crianças com menos de um ano) e de limão concentrado

Mistura calmante – Xarope de cenoura

Bater a cenoura no liquidificador, coar na peneira e depois acrescentar mel e ferver até virar um xarope ou cortar a cenoura às rodelas finas e adicionar açúcar mascavado.

 

Saiba mais sobre a gripe sazonal e veja o nosso especial gripes e constipações para toda a família. Pode encontrar mais informações no site da Direção Geral de Saúde.

Se encontrar alguma incorreção contacte-nos por favor.