Gravidez > Saúde > Gravidez em forma

Yoga na gravidez

Yoga gravidez

O periodo da gravidez na vida de uma mulher é um periodo muito especial pois é a única altura na vida onde se experimenta a união física diária com outro ser, pois o corpo da mãe e do bebé estão continuamente interligados. A Federação Portuguesa de Yoga explica-lhe os benefícios de praticar Yoga na gravidez.

O bebé depende da mãe durante os nove meses do seu desenvolvimento no útero. Apesar dos médicos e das parteiras controlarem a saúde da mãe e do bebé durante a gravidez, o yoga traz uma força, calma e um equilíbrio interior que permitem a mulher ultrapassar muitos obstáculos quer durante a gravidez, quer no trabalho de parto. Uma vez que existe uma ligação tão íntima entre a futura mãe e o bebé, o yoga é uma excelente maneira de aprender a controlar o corpo e a mente durante a gravidez e parto.

O yoga para grávidas tem como objectivo preparar o corpo da mulher para o parto, e talvez ainda mais importante, criar uma estreita relação entre a mãe e o bebé mesmo antes do nascimento. Quando praticado durante a gravidez, o yoga ajuda a construir uma ponte de contacto com harmonia entre a mãe e o bebé e isto tornará os primeiros dias de contacto com o bebé, mais fáceis.

A Prática de yoga durante a Gravidez

Durante a gravidez a prática de yoga é adaptada consoante as necessidades de cada mulher. À medida que a gravidez vai avançando, o corpo da mulher vai mudando, assim como as suas necessidades. O yoga para grávidas leva em conta estas mudanças constantes, e como tal, as asanas (posturas) praticadas, e exercícios são adaptados a cada trimestre da gravidez. A prática das asanas é suave, fluida, e acompanhada pela respiração.

As aulas são abertas às grávidas durante todo o periodo de gestação a partir das 12 semanas. As aulas baseiam-se nas asanas (posturas) do Hatha Yoga clássico adaptadas para a gravidez, assim como em exercícios específicos para a gravidez e de preparação para o parto, trabalhando também respirações tradicionais e específicas, relaxamento, meditação, mantras (som) e mudras (gesto).

Todo este exercício específico para a condição da mulher grávida, irá ser determinante no momento do parto, quer a nível físico, quer a nível mental, preparando a mãe não só para o nascimento do seu filho, mas também para o nascimento de uma mãe.

Professora Ana Pereira – PREMA YOGA

Federação Portuguesa de Yoga