Liderança não é só para homens - Pumpkin.pt

Liderança não é só para homens

liderança feminina

A Glow Woman Club partilhou com a Pumpkin as 10 dicas para acabar com este pré-conceito e ajudar todas as meninas a serem mais confiantes.

A liderança não é só para homens! 

Quando se fala em pessoas bem-sucedidas, normalmente pensa-se em personalidades masculinas. Este pré-conceito é introduzido ainda em crianças.

Se um rapaz é assertivo, é considerado um líder. Porém, quando uma menina toma a mesma atitude, diz-se que é “mandona”. Será que há mesmo diferença?

Medo de falar em público, mudança de comportamento e timidez são algumas das consequências da rotulagem nas jovens. As meninas são frequentemente alvo de troça e sofrem com isso, o que gera falta de confiança e interfere nas relações que estabelecem com os outros.

Meninas hoje, líderes amanhã

Para acabar com os preconceitos gerados em torno do comando feminino, foi criado o movimento “Ban Bossy”. No vídeo divulgado através do site, personalidades como Beyoncé e Jane Lynch defendem o lema “I’m Not Bossy. I’m the Boss”.

A campanha, promovida pelas instituições Lean In e Girls Scouts, reune dez dicas para ajudar as jovens a lidar com o dia a dia.

1. Participa nas aulas: Não tenhas vergonha de levantar a mão e improvisa

2. Não peças desculpa antes de falar: Mostra o teu ponto de vista com convicção

3. Desafia-te: Procura superar um obstáculo e mostra a ti própria que consegues

4. Pede ajuda: Os mais velhos têm mais experiência e são fontes de conhecimento

5. Não faças o trabalho dos outros: A solução passa por reunir o grupo e delegar tarefas

6. Conserva os teus amigos: As redes sociais são úteis, mas o ideal é falares cara a cara

7. Confia na tua voz interior: O teu instinto diz-te o que realmente pensas, precisas e queres

8. Muda o mundo: Adere a uma causa ou vota em ti para delegada de turma – dá-te a conhecer como líder

9. Não é fácil falares no que sentes, mas vale a pena: Confia na tua voz interior e apoia-te em quem te dá força

10. Pratica dizer o que pensas: Tudo na vida requer treino.

Glow Academy for Girls

Segura do poder do sexo feminino, Esther Liska fundou a Glow Academy for Girls. A venezuelana considera que “um líder é alguém que inspira os outros” e explica que “o ideal é incutir estas noções na idade em que são lançadas as bases da mulher em que se vão tornar”.

Licenciada em Relações Internacionais e mestre em International Business Management, a mentora do projeto vive em Portugal há mais de dez anos. Antes de avançar com a academia fundou, em 2012, o Glow Woman’s Club, porque acredita que é preciso “dar às mulheres adultas algum empowerment para se sentirem mais confiantes e não terem receio de avançar para atingirem os seus objetivos”.

Aos 41 anos, Esther relembra a adolescência e como era envergonhada. “Tinha dificuldade em falar em público e não aceitava o meu corpo, o tipo de coisas que sentia que me limitavam.” Assume que a ajuda dos pais foi fundamental: incentivaram-na a frequentar um curso na Venezuela que lhe permitiu ver-se de outra forma. “Vi uma mudança grande e deixei de sentir essas limitações. Isso marcou-me muito e tornei isto no meu objetivo de vida.”

Esther Liska

Personal Branding Coach & CEO do Glow Woman Club

 

Também vos pode interessar:

Este artigo foi útil para si?

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Ainda não tem votos)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *