Escolas > Notícias para escolas > Pumpkin Ajuda

Quais os truques para captar a atenção de alunos com défice de atenção?

défice de atenção

Acha que nunca vai conseguir a atenção dos seus alunos mais distraídos?

Sente que por mais que se esforçe não consegue resolver a situação? Não se preocupe mais, o nosso parceiro Pegadas – Centro Desenvolvimento Educativo partilha alguns métodos fundamentais para melhor lidar com alunos com défice de atenção. 

Muitos dos alunos hoje em dia são distraídos e desorganizados. Isto não significa que não sejam capazes; eles são brilhantes, imaginativos, amáveis e inteligentes.

Muitas vezes pode até chegar a perguntar-se “será que estou a fazer alguma coisa errada?”.

Nos alunos distraídos, por vezes o progresso é lento e, por isso é preciso os professores encontrarem estratégias explícitas para apoiar estes alunos, numa função executiva.

O que é uma função executiva? É a capacidade de definir uma meta e alcançá-la. Os especialistas em funções executivas, Drs. Peg Dawson e Richard Guare, criaram uma lista.

Lista de habilidades de funções executivas:

  •  Planeamento
  •  Organização
  •  A gestão do tempo
  •  A memória de trabalho
  •  Metacognição
  •  Resposta Inibidora
  •  Controle emocional
  •  A atenção sustentada
  •  Iniciação Tarefa
  •  Flexibilidade
  •  Persistência para o objetivo

Como Professor, pode estar a pensar que, relativamente às crianças que conhece com défice de atenção, dificilmente pode seguir estas linhas orientadoras, no entanto a função executiva adiada é um défice não uma perda, isto é são competências que os alunos desde cedo podem aprender em sala de aula, com o apoio do docente a ajudar nesse sentido de forma a amadurecer e a atingir os resultados pretendidos.

Na verdade, todos nós temos umas habilidades executivas mais fortes e outras a desenvolver. Ao identificar os nossos pontos fortes, podemos desenvolver estratégias para fortalecer os nossos pontos menos positivos. Ao ensinar essas funções executivas estará também a fortalecer o seu próprio sistema executivo.

O que poderá fazer?

 Ensinar os alunos a autocontrolar a sua atenção

Se sentir que está a gastar toda a sua aula a chamar a atenção de um aluno, o que você deve fazer? Gentilmente, ajudar o aluno a reconhecer que não está a concentrar na tarefa, pode até pedir ao aluno para se acalmar e concentrar na respiração.

Criar o ambiente propício

Certifique-se que as mesas estão limpas.

Coloque as distrações fora do campo visual dos alunos mais distraídos.

Peça aos alunos para deixarem telefones, brinquedos ou outros objetos nas mochilas ou num armário.

Mantenha as paredes da sala livre da desordem e com muita informação.

Se for explicador tente:

Dar a explicação numa parte livre de distrações, num espaço tranquilo da casa e evitar interrupções (pergunte à família).

Gerir o tempo do aluno

O conceito de tempo é diferente nas crianças, e para os alunos mais distraídos ou com défice de atenção geralmente é um conceito muito estranho, eles não tem ideia de como desenvolver as tarefas diárias ao longo do dia. O que poderá fazer:

  •  Manter uma rotina previsível das atividades. Anote a sua programação diária e deixe o aluno sequenciar seu tempo consigo.
  •  Ensine os alunos a usar o planeamento diário.
  •  Use o relógio para ajudar a ver o tempo.
  •  Incentivar o aluno a estimar quanto tempo leva cada tarefa.
  •  No final compare as estimativas do aluno para o tempo real decorrido.

Pretendemos que os alunos consigam:

  • identificar e realizar as etapas das atividades (planeamento);
  • mantenham o controlo do material escolar (organização);
  • saibam gerir o seu tempo;
  • lembrem-se das instruções (memória do trabalho);
  • saibam responder e dizer como fizeram as tarefas (metacognição);
  • pensem antes de agir (resposta inibidora);
  • saibam lidar com as frustrações quotidianas (controlo emocional);
  • realizem uma só tarefa autonomamente (atenção sustentada);
  • comecem autonomamente uma atividade ou projeto (iniciação de tarefa);
  • adaptem-se às circunstâncias e imprevistos (flexibilidade);
  • saibam perseverar numa tarefa ou desafio (persistência).

Se encontrar alguma incorreção contacte-nos por favor.