Família > Sãos e salvos > Ambiente e Natureza

Pequenas mudanças, grandes diferenças: como ajudar o planeta?

pequenas mudanças sustentáveis

Se todos fizermos um bocadinho...

A Associação Mundial de Educadores Infantis (AMEI – Espanha) lançou um guia com sugestões para que as crianças vivam uma vida mais verde que podem, e devem (até os adultos mais distraídos) adotar já. Descubram como ajudar o planeta!

Expliquem-lhes a importância e as consequências positivas de cada uma destas ideias, para que, mais do que reproduzir comportamentos, as abobrinhas entendam o impacto das suas ações.

A água é um bem escasso

Quando lavarem os dentes depois de comer, ou as mãos antes das refeições, não se devem esquecer de fechar (bem!) a torneira, quando terminarem mas também durante o processo. Molhem a escova e as mãos e desliguem a água enquanto escovam bem a boca ou esfregam o sabonete.

Quando já estiverem bem lavadinhos, podem abrir novamente a torneira, bochechar, tirar a espuma e voltar a desligar. Certifiquem-se de que a torneira não fica a pingar.

Tentem também apressar o mais possível os duches e evitem os banhos de imersão.

O mundo vai agradecer-vos por pouparem água!

O lixo no lixo

Não atirem papel para o chão; os caixotes do lixo na rua existem para que as nossas cidades não se tornem lixeiras a céu aberto, como, infelizmente, já se vê em algumas zonas do mundo.

Se estiverem na rua e não virem nenhum caixote por perto guardem o lixo no bolso e depositem-no mais tarde, em casa. Também pode acontecer que entretanto, durante o vosso passeio, se cruzem com contentores adequados.

O lixo no lixo!

Luzes, câmeras… proteção!

Apaguem a luz do quarto, da cozinha, da sala e da casa de banho sempre que abandonarem a divisão, mesmo que por poucos minutos. Evitem ter a luz acesa durante muito tempo, principalmente durante o dia, quando podem, e devem, aproveitar a luz natural. Abram as janelas e economizem energia elétrica.

No partilhar está o ganho

Como os recursos do nosso planeta são limitados e estão a esgotar-se num mar de produção excessiva, repensem as vossas atitudes de consumo e de gestão, também, daquilo que já não vos serve.

Procurem lojas em segunda mão, seja para comprar ou para entregar bens. Doem os vossos brinquedos, material escolar e roupa em bom estado – há sempre alguém que gosta, ou precisa, daquilo que não nos faz falta.

Afinal, Reduzir, Reutilizar e Reciclar também se aplica… aqui.

Frente e verso

Há abobrinhas artistas por aí? Quando quiserem desenhar ou pintar, aproveitem sempre a parte de trás das folhas já usadas. Poupem papel ao máximo, é um bem precioso.

Plantar o futuro

As plantas são seres vivos, portanto, nos jardins e parques, não devem ser pisadas nem arrancadas, porque têm uma importância gigante no nosso ecossistema e na produção do ar que respiramos.

Se tiverem plantas em casa, não se esqueçam de as regar, sem desperdícios de água, mas respeitando as necessidades de cada planta. Umas precisam de cuidado diário, outras semanal, e algumas sobrevivem até alguns meses sem água.

Os melhores amigos do homem

Os animais de estimação também dependem dos nossos cuidados. As abobrinhas podem ajudar a cuidar deles, servindo-lhes água e comida, levando-os a passear e acompanhando-vos nas idas ao veterinário. Como acontece connosco, faz sentido que os nossos bichinhos façam consultas de check-up com regularidade, para garantir que estão bem de saúde.

Além dos cuidados básicos de sobrevivência, não se esqueçam de lhes dar algo ainda mais importante: a vossa companhia e o vosso amor diário. Este convívio com animais de estimação é um gatilho e incentivo óbvios para o respeito para com os outros animais que habitam este planeta.

Não os devemos magoar. Também vale para formigas, insetos ou abelhas. Não os matem! Sabiam que sem elas o mundo como o conhecemos não existiria? Há quem diga que toda a vida na Terra depende das abelhas, porque, sem elas, os ecossistemas como hoje os conhecemos morreriam.

Construam-lhes um Hotel de Abelhas para as ajudar!

Respeitar para preservar

O património público pertence a todos e não devemos destrui-lo ou sujá-lo.

Temos que cuidar e respeitar o meio ambiente, mas também temos que respeitar e cuidar de as coisas e as pessoas que nos rodeiam.

A mudança Pumpkin: Pegada mais verde

Reduzir a nossa pegada ambiental tem sido um dos grandes objetivos da Pumpkin, e, para isso, temos tido a preocupação de nos informarmos, pesquisarmos e encontrarmos alternativas adaptáveis ao nosso dia a dia.

Não temos a pretensão de ser perfeitos; a intenção é apenas a de fazer o nosso melhor, de nos inspirarmos e inspirar quem nos rodeia e, sobretudo, mostrar às nossas abobrinhas quais os comportamentos que acreditamos serem os certos para um futuro mais risonho.

Ainda andamos muito longe do Zero Waste, mas temos feito algumas mudanças:

  • Passámos a utilizar escovas de dentes de bambu, que felizmente já se encontram à venda em muitos supermercados;
  • No escritório e nas lancheiras das crianças optamos por garrafas térmicas e/ou damos novas vidas às de plástico, que com os cuidados certos podem ser reutilizadas durante algum tempo;
  • Temos recusado sempre que nos oferecem palhinhas nos restaurantes, e vamos comprar de inox (ou em massa, sabiam que existe?) para quando as abobrinhas estão mais preguiçosas;
  • Levamos sempre sacos de pano nas nossas idas ao supermercado, e evitamos escolher produtos embalados em plástico desnecessariamente;
  • Já experimentaram shampoo seco? Nós ainda não, mas temos muita curiosidade;
  • A abobrinha mais nova tornou-se vegetariana por opção própria e todos nós temos, à boleia, aproveitado para reduzir o consumo de carne nas nossas refeições em família.

Mais artigos para explicar o ambiente às crianças:

– Sustentabilidade: ideias para um mundo mais verde!

– Trocado por miúdos: o ambiente explicado às crianças

– O ABC da Reciclagem para crianças

– A História da Hora do Planeta

Se encontrar alguma incorreção contacte-nos por favor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *