Família > Fazer com os miúdos > Livros

9 livros infantis de “autores para crescidos” que as abobrinhas vão adorar ler

Os autores que os pais adoram ler escrevem também livros para os mais pequenos! 

Escolher livros infantis para oferecer às abobrinhas é uma tarefa difícil, mas com estas sugestões temos a tarefa facilitada: é que estes autores nós sabemos mesmo que são bons!

A Maior Flor do Mundo

a maior flor do mundo

“A Maior Flor do Mundo” é um livro delicado e escrito pela prosa inconfundível de José Saramago, o único português Nobel da Literatura, conta a história de um rapaz que vivia aventuras e que um dia descobriu uma flor já murcha, prestes a morrer. É então que decide salvá-la e fazer dela a maior do mundo.

O Segredo do Rio

o_segredo_do_rio

À inquietação de um dos filhos em saber por que é que as estrelas não caem do céu, Miguel Sousa Tavares escreveu este O Segredo do Rio, uma história sobre a amizade entre um menino e um peixe. Sem uma vertente moralista, esta é uma obra de aprendizagem da vida e dos seus mistérios, das relações humanas e da descoberta de sentimentos.

Os Livros que Devoraram o meu Pai

os_livros_devoram_meu_pai

Vivaldo Bonfim é um escriturário entediado que leva romances e novelas para a repartição de finanças onde está empregado. Um dia, enquanto finge trabalhar, perde-se na leitura e desaparece deste mundo. Esta é a sua verdadeira história — contada na primeira pessoa pelo filho, Elias Bonfim, que irá à procura do seu pai, percorrendo clássicos da literatura cheios de assassinos, paixões devastadoras, feras e outros perigos feitos de letras.

A escrita original de Afonso Cruz é perfeita para pais e filhos devorarem o livro num conjunto!

Ynari, a Menina das Cinco Tranças

Ynari-A-Menina-das-Cinco-Trancas

Esta é a história de uma menina de cinco tranças que vive com a sua família numa aldeia da savana africana e tem muita vontade de conhecer outras aldeias. Perto do rio, Ynari encontra um homem pequenino e descobre que a guerra também faz parte do mundo. Com a ajuda das suas cinco tranças, a menina vai mostrar que as crianças, com magia e ternura, podem mudar todas as aldeias e acabar com todas as guerras.

É, sobretudo, uma história sobre a magia das palavras e da amizade, o respeito pelos outros e a vitória da paz. “A Menina das Cinco Tranças” foi escrito por Ondjaki, um dos mais proeminentes escritores angolanos da atualidade.

A Mãe que Chovia

A-Mae-Que-Chovia

O protagonista do primeiro livro infantil de José Luís Peixoto é filho da chuva. Com uma mãe tão original, tão necessária a todos, tem de aprender a partilhar com o mundo aquilo que lhe é mais importante, o amor materno. Através de uma ternura invulgar, de poesia e de uma simplicidade desarmante, este livro homenageia e exalta uma das forças mais poderosas da natureza: o amor incondicional das mães.

A Girafa que Comia Estrelas

A-Girafa-que-Comia-Estrelas

Era uma vez Olímpia, uma girafa, que andava sempre com a cabeça nas nuvens, a tentar ver anjos e a comer estrelas, e Dona Margarida, uma galinha do mato com a cabeça cheia de frase feitas. Conhecem-se e ficam amigas. Queriam resolver o problema da seca que tanto prejudicava a sua terra. Será que conseguiram?

Com humor, mestria e simplicidade, José Eduardo Agualusa conta uma bela história de amizade e engenho.

As Naus de Verde Pinho

As_naus_verde_pinho

“As Naus de Verde Pinho” é uma obra muito bonita e interessante de Manuel Alegre, que relata a história da viagem de Bartolomeu Dias e ensina aos mais pequenos as aventuras de uma maneira mais divertida e alegre.

Este é um belo poema sobre os Descobrimentos, que mereceu o Prémio António Botto 1998.

A Viúva e o Papagaio

a viuva e o papagaio

A surpreendente história de uma simpática viúva, uma herança choruda e um belo papagaio, contada por uma das maiores escritoras do século XX. É obrigatório ler, mesmo!

Este conto faz parte das Metas Curriculares de Português para o Ensino Básico e é recomendado pelo Plano Nacional de Leitura.

O Senhor Henri

o senhor henri

“O Senhor Henri”, herói das 36 curtas histórias deste livro, gosta de jogos de linguagem, é uma pessoa muito bem informada e um fervoroso leitor da enciclopédia que sabe de cor as datas de vários acontecimentos importantes. Mas é uma pessoa só, tendo por companhia a sua bebida de cor esverdeada, o absinto, e não partilha este conhecimento com ninguém.

“O Senhor Henri”, de Gonçalo M. Tavares, é um livro recomendado pelo Plano Nacional de Leitura para crianças a frequentar o 3º ciclo de escolaridade.

Se encontrar alguma incorreção contacte-nos por favor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *