Família > Crescer > Desenvolvimento

Gratidão, sim Obrigado!

Gratidão, sim Obrigado

“Obrigado” é uma palavra que, desde cedo, ensinamos aos nossos filhos, em retribuição de algo que é oferecido, de uma gentileza ou atitude de afecto.

Mas a gratidão pode ser um conceito mais alargado e os estudos científicos sobre este tema consideram-na bem mais que uma atitude. A gratidão pode ser vista como uma emoção, um traço de personalidade e até mesmo uma forma de estar na vida.

Os estudos dos benefícios associados à gratidão, evidenciam que o hábito diário de contar bênçãos e registá-las, permite adquirir uma maior consciência sobre as pequenas e grandes riquezas que cada um possui.

Quem persiste neste tipo de prática, mantendo, por exemplo, um diário de gratidão, tem tendência a:

  • Aumentar os níveis de bem-estar
  • Estabelecer relações interpessoais mais satisfatórias
  • Incrementar a prática de exercício físico
  • Diminuir o número de queixas de saúde
  • Sentir maior grau de satisfação com a vida

Apesar de sabermos que a criança só consegue entender a perspectiva do outro por volta dos 7 anos, a infância é a altura certa para promover atitudes saudáveis.

Tal como para os adultos, a gratidão pode ser uma boa ferramenta para ajudar as crianças a equilibrar os momentos positivos e menos positivos da vida.

E como a gratidão é contagiante, para fomentar a sua prática junto dos mais pequenos, podemos começar por ser bons modelos:

  • Diminuindo as queixas com as situações menos positivas da nossa vida
  • Dando ênfase a tudo o que temos, em vez de nos lamentarmos pelo que ainda gostaríamos de ter
  • Comparando-nos com quem tem menos
  • Praticando, em família, a contagem das coisas boas de cada dia
  • Demonstrando uma atitude apreciativa perante nós, os outros e o que nos rodeia
  • Valorizando coisas como a saúde, os amigos, a família, um dia de sol, um abraço ou um sorriso
  • Oferecendo bilhetes de agradecimento por pequenos ou grandes gestos de amizade e carinho

Bons exercícios de gratidão!

 

Alexandra Frias (Técnica Superior de Educação)

Nuno Francisco Maia (Psicólogo)