Família > Crescer > Desenvolvimento

3 dicas para melhorar a auto-estima das crianças

Trabalhar a auto-estima das crianças

As ideias são da Magda Gomes Dias, do Mum's the Boss.

Infelizmente, imagens distorcidas sobre quem devemos ser atingem-nos cada vez mais cedo –  até as crianças lidam já com problemas de auto-estima. Magda Gomes Dias, do Mum’s the Boss, dá-nos três dicas sobre como melhorar a confiança das nossas abobrinhas.

Não sei se sentes o mesmo, mas o mundo tem-se tornado num sítio estranho, cheio de radicalismos e ameaças. Há coisas maravilhosas, claro que há, e não podemos deixar que estas coisas todas nos tirem o sono ou nos criem medos constantes. Mas creio que é impossível não pensar no nosso futuro, e sobretudo no futuro dos nossos filhos, sem nos questionarmos de como é que vai ser…

Uma coisa é certa – os nossos filhos vão ‘à vida deles’, e por isso aquilo que podemos fazer é desejar e ficar a torcer que corra tudo pelo melhor.

A verdade é que a sorte conta mas não é tudo. Conta saberem e conseguirem tomar as melhores decisões e em parte isso reside numa auto-estima saudável. E auto-estima não é só gostar de si. Auto-estima envolve uma série de conceitos como a capacidade de dizer a sua verdade, de respeitar os outros e de se respeitar a si. A resiliência, o auto-disciplina e a auto-imagem são também outros conceitos.

Dicas para trabalhar a auto-estima do seu filho, todos os dias:

Brinca com ele.

Brincar é estar num mundo bom e melhor e fazê-lo com os pais é incrivelmente especial para os miúdos. Acredita que eles gostam mesmo de nós [nascem com um chip do amor incondicional] e quando nós entramos no mundo deles, eles ficam ainda mais felizes. Porque é que isto importa? Porque somos nós que vamos ao mundo deles e isto significa que damos valor àquilo que eles gostam, àquilo que eles são. Quando gostamos de alguém, estamos interessados no que a pessoa faz, naquilo que ela é e damos-lhe valor. Auto-estima é o valor que temos. É ou não é?

Ensina-lhe coisas.

Ensinar coisas a um filho é das formas mais valiosas de lhes dizermos. sem ser por palavras, que os amamos. E parte da auto-estima constrói-se na forma como a criança se sente amada. E se neste fim-de-semana fores procura de folhas com ele e construíres um herbário? Que tal a ideia?

Oferece-lhe um caderno e uma caneta e inaugura o caderno da gratidão.

A Auto-estima passa também por estarmos gratos com o que a vida nos dá [não estou a dizer satisfeitos e sim ‘gratos’]. Um coração sossegado, que é feliz por si não escolhe por reacção ou por confronto. Trabalhar a gratidão é por isso fundamental para que a criança [e futuro adulto] possa decidir da melhor forma.

No próximo dia 27 de Maio, em Tavira, Magda Gomes Dias realizará um workshop sobre este tema, no qual aprenderá muitas estratégias, lembretes, alertas e truques para a comunicação do dia-a-dia.

Se encontrar alguma incorreção contacte-nos por favor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *