Precisamos de beber leite de vaca para obter cálcio? - Pumpkin.pt

Precisamos de beber leite de vaca para obter cálcio?

E aí em casa, bebem leite de vaca? A Aliança Animal explica-nos porque é que este alimento não é essencial e fala-nos de alternativas mais saudáveis.

O número de famílias que elimina o leite de vaca da sua alimentação está a aumentar, e por bons motivos. É que, contrariamente ao que se promovia há alguns anos, o leite de vaca não é a única – nem a melhor! – fonte de cálcio.

Esta é uma reflexão baseada em factos e com sugestões de alternativas ao leite, desenhada para desafiar aquilo que pensamos já saber. Para ler e ponderar a mudança.

A autora deste artigo, Catarina Sanches, da Aliança Animal, faz e promove uma alimentação familiar sem proteína animal. É mãe do pequeno Lucas, um bebé também vegano, saudável e muito feliz!


‘Não bebes leite de vaca? Então e o cálcio?’

Em primeiro lugar convém esclarecer que o cálcio é um mineral e não um ingrediente. Ou seja, leite de vaca não é sinónimo de leite, mas antes um alimento que contém esse mineral essencial na sua composição.

Em segundo lugar, mas não menos importante, já parámos para pensar que somos os únicos animais que continuam a ingerir leite em idade adulta? Já, sim. E, ainda assim, não nos parece estranho que o façamos. Por que será?

Vamos a alguns factos?

  • O leite materno é produzido pelo corpo de uma mãe para alimentar a sua cria;
  • Assim como nós, a vaca só produz leite quando dá à luz – sim, é mesmo assim. Mesmo a chamada ‘vaca leiteira’ só o consegue produzir depois de ter um/a filho/a;
  • Sabemos que o leite materno (humano) vai alterando a sua composição nutricional à medida que o bebé vai crescendo para se adaptar às várias etapas do seu crescimento;
  • Caso ainda não tenhamos parado para pensar nisso: as etapas de crescimento de um bezerro são completamente diferentes das nossas (e das nossas crianças).

Ou seja, será que o leite materno de uma vaca é assim tão nutricionalmente equilibrado para nos alimentar a nós? Talvez agora já comecemos a questionar por que o bebemos, sobretudo quando já não estamos a crescer?

O leite de vaca e a absorção de cálcio

Vamos agora a alguns dados sobre o leite de vaca e a absorção de cálcio:

  • Ele é rico em cálcio? É. Mas também tem três vezes mais proteína do que o leite materno humano (por exemplo), dado que é destinado a suprimir as necessidades nutricionais de um animal bastante diferente de nós (e que é suposto engordar entre 500 e 1000g/dia). Ou seja, é um alimento que é rico em várias outras coisas, nomeadamente em algumas que não nos fazem tão bem;
  • Qual é um dos principais fatores de afetam a perda de cálcio? As dietas demasiado ricas em proteínas (não sendo o único, naturalmente);
  • E, por fim: será que conseguimos absorver todo o cálcio presente no leite de vaca? Não (não é feito para nós, lembram-se?). Na verdade, nós só somos capazes de absorver uma pequena parte, mais concretamente cerca de 32%/33%.

Com que alimentos podemos obter cálcio de forma mais saudável?

Vamos agora a um último exercício: alguma vez ouviram falar em ‘sementes de sésamo sem lactose’, ‘amêndoas light’ ou ‘tofu desnatado’? Não, pois não?

Estes são apenas alguns exemplos de alimentos de origem vegetal que fornecem cálcio de boa biodisponibilidade (o que significa que conseguimos facilmente absorver o cálcio presente na sua composição) e que podemos consumir livremente sem quaisquer contraindicações, dado que não foram produzidos pela Natureza para alimentar um animal com necessidades nutricionais completamente diferentes das nossas.

Vamos conhecê-los melhor?

  • Vegetais escuros (brócolos, couve-galega, acelga, espinafre) – são excelentes fontes de cálcio assim como de outros nutrientes importantes para o metabolismo deste mineral, tais como o potássio e vitamina K.
  • Oleaginosas (nozes, castanhas, amêndoas) – ricas em cálcio, magnésio, além de selénio e de muitas outras vitaminas.
  • Alimentos como o tofu, que é produzido com sulfato de cálcio, e outros iogurtes e bebidas vegetais que contenham igualmente sulfato de cálcio na sua composição;
  • Sementes (sésamo, chia, linhaça) – ricas em (quase) todo o tipo de nutrientes.

‘Então, e o cálcio?’ perguntamo-vos agora eu e o meu pequeno Lucas 🙂

Juntem-se ao Desafio Vegetariano da Aliança Animal!

Podem acompanhar o trabalho da Aliança Animal no site, Facebook e Instagram.

Se quiserem receber receitas 100% vegetais e todo o apoio, inscrevam-se em https://desafiovegetariano.com – É simples, é grátis, e muito saboroso!

Também vos pode interessar:

Este artigo foi útil para si?

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 4,00 out of 5)
Loading...

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

<