Família > Crescer > Desenvolvimento

O brincar livre na criança

brincar livre

É através do brincar que a criança conhece o mundo e ensaia comportamentos.

É inequívoco que brincar é a atividade principal das crianças pequenas e que o brincar se constitui uma das formas mais importantes de comunicação. A Life Academy fala-nos mais sobre a importância de deixarmos as nossas abobrinhas simplesmente brincarem.


A criança, decorrente do processo de estruturação cerebral inerente ao desenvolvimento, utiliza os brinquedos como palavras. Podemos mesmo dizer que quando a criança brinca, o seu ser está totalmente presente.

O contexto da brincadeira, com todos os seus conteúdos, simbolismos e sinergias, é de tal forma rico em autenticidade que permite o emergir do Eu da criança, sobretudo quando se trata do brincar livre. Quando brinca, a criança relaciona-se consigo própria, com os outros, com o mundo que a rodeia. Entende-se então que o brincar é realmente uma forma de atividade complexa, que envolve a criança física, mental, social e emocionalmente. No brincar, a criança manifesta e expressa os seus desejos, receios, perceção de si própria, entre outros.

É também através do brincar que a criança conhece o mundo e ensaia comportamentos, conhece as pessoas, as relações e regras sociais. Além de fonte de prazer, o brincar é simultaneamente fonte de conhecimento. No brincar a criança pode imitar o adulto, pode expressar conflitos, revelando os seus sentimentos, experiências e reações a essas mesmas experiências. Esta experiência relacional na infância é o fundamento para o desenvolvimento da autoconsciência e da personalidade, das atitudes em relação ao mundo e a procura do seu lugar nesse mundo.

O brincar tão fundamental no “aqui e agora” influencia as noções do presente mas do futuro também tais como as perspectivas de vida. Sabemos que a autoconsciência e a perceção do mundo envolvente estão profundamente ligados ao bem-estar psicológico, à auto-realização e à satisfação da vida da criança. Vamos brincar e deixar fluir?!

Ana Beatriz Saraiva

  • Gratuito

Se encontrar alguma incorreção contacte-nos por favor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *