Brincar de Rua: voltar à essência!

Brincar? Brincar é na rua!

As crianças querem brincar na rua, os especialistas dizem que é fundamental para o seu crescimento, mas os pais não conseguem dar o passo, porque sentem insegurança nas ruas. O Brincar de Rua é o programa que está a permitir que as crianças voltem a brincar em segurança nas ruas dos seus bairros, através da criação de Grupos Comunitários do Brincar.

Como participar no Brincar de Rua?

Procurem os Grupos Comunitários do Brincar já existentes e as zonas potenciais, que a equipa do Brincar de Rua avaliou, para que possam criar o vosso!

Quero ser Brincador

brincador

Para se ser um Brincador é necessário uma coisa essencial: vontade de brincar. E nem é preciso ser muita. Pode até ser pouca ou assim-assim ou mesmo variável consoante os dias.

Depois, qualquer criança entre os 5 e os 12 anos que, lá está, tenha vontade de brincar, já reúne mais que todas as condições! Mas atenção: as idades são meramente indicativas. Se os pais julgarem que a sua criança tem autonomia suficiente e os voluntários do grupo concordarem, uma criança de 4 ou de 13 pode inscrever-se.

Preparados? Vamos começar a aventura! Espreitem os grupos.

Quero ser Guardião

Guardião do Brincar

O Guardião do Brincar é um voluntário que desafia brincadeiras, monitoriza e acompanha, em conjunto com outros Guardiões, um grupo de crianças (máximo 15) num bairro enquanto as crianças brincam, em segurança. É alguém que é feliz a brincar e está disposto a mudar o mundo (e a sua comunidade) com pequenas ações.

Este grupo, chamado Grupo Comunitário do Brincar, reúne sempre no mesmo dia, horário e local definido pelos Guardiões do grupo e dá tempo e espaço para as crianças brincarem ao ar livre, sem guião ou atividades estruturadas. A energia e as brincadeiras partem da imaginação de cada criança: uma corda pode virar um baloiço; os paus podem construir casas de joaninhas e borboletas; os cartões podem ser foguetões… tudo vale a pena e os ecrãs são a única brincadeira que não entra em cena.

O Brincar de Rua está à procura, para 2020, de super-heróis do brincar em várias localizações:

  • Lisboa (freguesia de Santa Maria Maior, Penha de França e São Vicente);
  • Aveiro;
  • Gafanha da Nazaré;
  • Ílhavo;
  • Ovar;
  • Águeda;
  • Leiria;
  • Porto de Mós;
  • Caldas da Rainha;
  • Alcobaça;
  • Marinha Grande;
  • Peniche;
  • Pombal;
  • Alvaiázere;
  • Torres Vedras;
  • Coimbra;
  • Figueira da Foz;
  • Viseu;
  • Guarda;
  • Covilhã;
  • Fundão;
  • Fátima;
  • Ourém;
  • Torres Novas;
  • Tomar;
  • Abrantes.

Para se ser Guardião do Brincar, é necessário cumprir alguns requisitos essenciais: 2 horas livres por semana; vontade de proporcionar memórias felizes às crianças do bairro através do brincar; acreditar que brincar de rua é sinónimo de crianças mais ativas, com menos tempo de ecrãs e relações de vizinhança mais fortes; ter mais de 18 anos; acima de tudo, gostar de brincar.

É necessário ainda que o voluntário entregue o seu registo criminal – para assegurar a sua idoneidade e a segurança do grupo – e tenha disponibilidade dia 15 fevereiro (ou dia 8 feveiro, no caso de Lisboa) para um dia intenso de formação.

A inscrição para Guardião do Brincar (voluntário) nestas localizações pode ser feita em Guardião do Brincar.

Também vos pode interessar:

Este artigo foi útil para si?

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Ainda não tem votos)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *