Família > Crescer > Aprender

Ser Popular na Escola!

Ser Popular Escola

Todos sabemos que na escola há crianças mais e menos populares. Acreditamos que só a popularidade positiva vale a pena. O destaque pelo mau comportamento e/ou aproveitamento, ainda que possa tornar um aluno conhecido na sua escola, não é desejável nem tão pouco uma experiência compensadora.

O tema da popularidade tem vindo a ser muito abordada em múltiplas séries infantis/juvenis. Muitas vezes associada a fatores mais superficiais como a atratividade física ou o poder económico para comprar as últimas novidades do momento e, com isso, “ditar as modas”. Mas outras vezes, também, convidando à descoberta da “boa popularidade”, como aquela que está ligada à opção pela verdade, à fidelidade na amizade ou ao vencer os próprios medos.

Mas o que faz, afinal, com que um aluno seja popular? Haverá uma “receita” para a popularidade?

Há crianças que, naturalmente, conseguem atrair a atenção dos outros: quer pelo seu sorriso, simpatia, quer pela sua capacidade de comunicar. As crianças mais populares também são, habitualmente, mais autoconfiantes e seguras, e não receiam tanto o julgamento ou reprovação dos outros. Estas crianças não são necessariamente as mais bonitas ou elegantes, sendo antes a tolerância e a empatia as características que mais parecem pesar na boa popularidade.

Muitas vezes, os alunos mais populares têm bom aproveitamento mas, quando tal não acontece, conseguem destacar-se pelo seu empenho, dedicação e persistência perante o trabalho escolar. Para algumas crianças, as características aqui destacadas fazem parte da sua personalidade e estão enraizadas na sua maneira de ser. Para outras, elas precisarão de ser mais “trabalhadas”.

Apesar de não haver uma “receita” para a popularidade, ficam algumas sugestões que podem e devem ser treinadas por aqueles que gostariam de melhorar a sua forma de estar com os outros:

  • Age com naturalidade, humildade e sem “dar graxa”. Esta atitude ajuda a atrair amizades
  • Não tentes imitar os outros na sua forma de falar ou vestir. Cada um deve ter o seu próprio estilo
  • Sê respeitador e interage de forma positiva com os colegas e professores. Não receies dar a tua opinião, mas elimina comentários ofensivos e desagradáveis
  • Sê solidário e ajuda os teus colegas
  • Enfrenta com otimismo os desafios da tua vida escolar e ajuda os outros a ver o lado bom de cada situação
  • Não inventes histórias para te valorizares, a mentira não ajuda ninguém a tornar-se popular
  • Apura os teus talentos e capacidades naturais, com o objetivo de te superares a ti próprio e não aos outros
  • Acredita que o “ser” é bem mais importante que o “ter”

A prática destas atitudes pode ser um ótimo contributo não só para a melhoria do relacionamento com os outros, mas também para o aumento da autoconfiança e da autoestima. Nem todos serão líderes do seu grupo de amigos ou colegas, mas cada um pode deixar a sua marca e fazer a diferença, deixando saudades por onde passar.

 

Alexandra Frias (Técnica Superior de Educação)

Nuno Francisco Maia (Psicólogo)