Família > Comer > Comer bem

Os miúdos e os Restaurantes

miúdos Restaurantes

Crianças e Restaurantes: Geralmente é sinónimo de Pânico! Mas o Bebé Gourmet apresenta-nos algumas dicas, para nos anteciparmos aos obstáculos e conseguirmos defrutar de uma boa refeição, com um bom ambiente child friendly.

É preciso pensar se estamos num sítio seguro, se tem espaço playground onde os pequenotes se consigam entreter pelo menos uns escassos segundos, se a política da casa é “friendly”, se temos onde nos esconder caso algum dos nossos faça uma birra descomunal e, por último, mas não menos importante, a ementa adequada.

A comida oferecida na maior parte dos restaurantes tem elevados teores de sal, gordura e açúcar, contribuindo para alimentar um flagelo cada vez com mais expressão nos dias que correm… a obesidade infantil!

As nossas papilas gustativas presentes na boca e nos olhos (sim, os olhos também saboreiam), apreciam melhor um lustroso prato de lasanha a afogar-se em bechamel e queijo derretido, do que um peixinho ao vapor com legumes.

Associada à Lasanha, vem também um pote de açúcar, vulgarmente conhecido como “um suminho”. Quem tem filhos sabe do que falo e quem não os tem, com certeza já apreciou os vizinhos da mesa ao lado a negociar o menu com os pequenos terroristas.

Mudar a rotina é quase sempre O problema. Pode parecer difícil mas é possível!

Uma dica: antecipe-se aos obstáculos, pense em tudo. A chegada ao restaurante pode ser um momento bastante stressante, o ambiente é novo, as cores são estimulantes, existem outras pessoas, outro ruído, outra vista.

Para os pequenotes é um novo espaço para explorar.

Antecipe: dê uma volta calma pela sala de jantar, com o pequenote de mão dada, pare e explore com ele também, falando em voz baixa e calma, como se tivessem todo o tempo do mundo.

Depois combinem que está na hora de explorar a mesa onde vão jantar.

Ainda antes de sair de casa, se a criança estiver cansada e tiver combinado um jantar, antecipe: promova atividades calmas e relaxantes e uma soneca durante a tarde.

A criança tem fome: Não saia de casa sem oferecer uma refeição ligeira baseado em fruta, iogurte ou até mesmo uma sopa.

Se tiver tempo, antecipe mais um obstáculo e leve de casa uma refeição adequada na marmita, assim já nem se preocupa com os aspectos da ementa.

Se não tiver tempo, opte por um restaurante family friendly, um conceito a crescer a olhos vistos. A ideia por tras destes restaurantes é que os adultos possam relaxar e conversar, as crianças divertir-se e garantir a satisfação de pequenos e graúdos.

São restaurantes com ementas infantis saudáveis e equilibradas, pratos apelativos à criançada e muitas vezes com um cantinho ao alcance visual dos pais, destinado às brincadeiras e às vontades criativas das crianças.

O único problema agora parece ser a hora de ir embora…

 

Carolina Fernandes Nutricionista e Coordenadora de Produção da Bebé Gourmet