Família > Passear > Sitios a visitar

Parque Monsanto, uma floresta no meio da cidade

parque florestal de monsanto

Viva os diversos espaços deste incrível parque florestal.

O Parque Monsanto é um espaço com cerca de 900 hectares! Neste parque florestal existem diversos outros parques, com uma oferta variedade de lazer e contato com a natureza.

Por lá, é possível descansar em família, realizar passeios pelos trilhos ou ainda aproveitar a relva e os parques infantis para um belo piquenique em família! Se vierem do centro de Lisboa, experimentem percorrer o Corredor Verde de Monsanto, que permite um acesso direto ao Parque para peões e ciclistas a partir da Baixa de Lisboa e do Parque Eduardo VII.

Melhores parques em Monsanto para se divertirem com as crianças

Reúnam as crianças, preparem o cesto de piquenique e boa diversão. No Parque Monsanto não faltam opções divertidas de lazer para as abobrinhas. Espreitem os nossos favoritos:

Parque do Alvito

Parque do Alvito

O Parque do Alvito tem 3 zonas diferentes de parque infantil, conforme as idades: uma zona de torres multi-funções, dois baloiços para bebés, seis molas e quatro escorregas para os meninos até aos 5 anos; uma outra zona com com aranhas, escorregas e torres multi-funções para crianças dos 6 aos 12 anos.

Lá mais em cima, há também um parque Aventura para crianças dos 6 aos 12 anos, com uma caravela muito gira! As crianças vão amar brincar aos piratas!

As zonas de merendas são várias e com características diferentes, umas perto e outras longe das zonas de diversão dos miúdos. Há ainda um campo de futebol no primeiro piso no lado esquerdo de quem entra. O café com esplanada situa-se no segundo piso. Ah! Uma boa notícia: há diversos grelhadores perto da zona de merendas.

Parque da Serafina

Parque da Serafina

Inaugurado em 1992, o Parque da Serafina tem uma área de 5,6 hectares, com muitas opções giras para um dia com as abobrinhas, como parques infantis, escola de condução infantil, parques de merendas, restauração e um miradouro onde se pode desfrutar de uma incrível vista sobre a cidade.

A diversão está garantida para toda a família, já que as diversões do parque são apropriadas para as mais diversas faixas etárias! Somente os cãezinhos ficam de fora, pois não é permitida a entrada de animais domésticos (somente cães de assistência). A infraestrutura é muito boa e o Parque conta com casa de banho e fraldário.

Parque da Pedra

Parque da Pedra

O Parque da Pedra é um dos mais recentes Parques de Merendas do Parque Florestal de Monsanto! Se a vossa família gosta de adrenalina e de natureza, é um sítio que devem visitar… para ontem!

O espaço situa-se numa zona bastante agradável, com muitas sombras. Por lá, encontram vários equipamentos para as abobrinhas aventureiras, como a parede de escalada, o circuito de obstáculos e trilho de BTT. Radical!

Se a fome apertar, não se preocupem: o Parque da Pedra tem grelhador e uma zona de merendas com mesas e bancos, portanto, o churrasco está garantido!

Fauna e Flora do Parque Monsanto

Situado em pleno coração da cidade, o Parque Florestal de Monsanto desempenha um papel essencial para os animais, servindo ora de refúgio a espécies com dificuldade em sobreviver à presença humana ora de abrigo e/ou de alimentação a espécies migratórias ao longo do seu trajeto.

Por isso, pode dizer-se que o Ecossistema do Parque Florestal de Monsanto é uma “caixinha de surpresas” dada a enorme diversidade de animais existentes, entre répteis, anfíbios, aves e mamíferos.

Aves

Chapim Preto

São as mais comuns e as que existem em maior número. Não é preciso estar muito atento para as poder observar a todo o momento nos seus vôos sobre o Parque Florestal de Monsanto. Atualmente, existem várias espécies de aves residentes, que aumentam significativamente no início da primavera e outono.

As mais comuns são o Chapim-preto (Parus ater), a Toutinegra-de-barrete-preto (Sylvia atricapilla), o Melro (Turdus merula), o Verdilhão-comum (Carduelis chloris) e o Chamariz (Serinus serinus).

Há ainda as aves de rapina. É possível encontrar espécies de hábitos diurnos e de hábitos noturnos durante todo o ano, uma vez que são bastante tolerantes à presença humana. O facto de serem predadoras atribui-lhes um papel importante em toda a dinâmica do Parque, uma vez que controlam o número de outras espécies. A Águia-de-asa-redonda (Buteo buteo) e o Peneireiro-vulgar (Falco tinnunculus) são espécies diurnas, enquanto que o Mocho-galego (Athene noctua vidalli) e a Coruja-das-torres (Tyto alba) têm hábitos noturnos.

Mamíferos

A Classe dos Mamíferos não fica muito atrás! Na verdade, existe um número apreciável de espécies no Parque Florestal de Monsanto e que podem ser divididas em vários grupos, de acordo com o porte e o tipo de alimentação. Assim, há os micromamíferos roedores, os pequenos mamíferos insectívoros, os mamíferos herbívoros de médio porte e os mamíferos carnívoros de médio porte.

A detecção e identificação destes animais efetua-se frequentemente com base em vestígios, como pegadas, restos alimentares e local de refúgio (tocas, por exemplo).

Entre os micromamíferos roedores, grupo com uma significativa diversidade, encontram-se o Rato-cego (Microtus lusitanicus), o Rato-das-casas (Mus musculus), o Rato-do-campo (Apodemus sylvaticus dicrurus), o Esquilo-comum (Sciurus vulgaris infuscatus), entre outros.

Também lhe pode interessar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *