Gravidez > Grávida com estilo > Viagens e férias grávida

7 dicas para um Natal tranquilo durante a gravidez

natal e gravidez

O Natal é uma das alturas mais aguardadas do ano. É tempo de festa, de doces, de refeições especiais, de reencontros, de conversas até às tantas. Mas esta época especial pode ser mais complicada quando se está grávida, por isso a Sofia Serrano, médica ginecologista e autora do blog Café, Canela e Chocolate, deixa algumas dicas para que tudo corra da forma mais tranquila possível:

1. Não exagerar e pedir ajuda sempre que necessário. 

Para quem gosta de enfeitar a casa, montar a árvore de Natal, comprar presentes e preparar a ceia – e ter tudo impecável! – mas neste ano a barriga dificulta, é boa ideia aceitar ajuda de familiares e pedir uma colaboração com as refeições, decorações e presentes. Caso contrário, há o risco de passar as festas em repouso na cama por contracções antecipadas ou ter a surpresa de ter um parto mais cedo que o previsto.

2. Ter atenção à preparação da comida.

As grávidas devem ter especial cuidado com o que comem, por risco de toxoplasmose, mas também por eventuais gastroenterites, entre outras coisas chatas que podem interferir com a gravidez e com o bem estar da mãe e do bebé. É fundamental só consumir carne bem passada, os legumes, vegetais e frutas devem ser sempre bem lavados e devem-se evitar mariscos. E é bom ideia manter-se afastada de patés, queijos não pasteurizados e aquelas musses feitas com ovos frescos. Não vale a pena arriscar.

3. Não abusar dos doces.

Já lá vai o tempo em que se achava que a grávida podia comer por dois e que todos os desejos deviam ser satisfeitos. A gravidez é a altura ideal para adotar e manter hábitos saudáveis e o aumento de peso deve ser de 9-12kgs. Uma alimentação variada e equilibrada, tendo a água como bebida de eleição, deve ser o lema. É Natal, mas mesmo assim, é preciso moderação, em particular durante a gravidez. Não se deve abusar dos doces (provar um bocadinho, sem  grandes exageros), o melhor é escolher fruta fresca e frutos secos.

4. Cuidado com os cheiros – e os enjoos.

Nesta altura, a mesa de queijos, os enchidos e os doces deixam uma mistura de odores que para as grávidas pode ser muito complicado gerir – quem esteve grávida no Natal, em particular no primeiro trimestre, sabe do que estou a falar. A solução é manter-se o mais afastada possível dos cheiros intensos, e ir equilibrando as náuseas com um chá de gengibre, que ajuda.

5. Beber de forma saudável.

Isto significa que, apesar de ser Natal, o álcool está totalmente desaconselhado na gravidez. Mesmo que ainda seja uma fase muito inicial da gravidez, e ainda ninguém sabe da notícia, não vale a pena arriscar e o melhor é optar por beber água, chá ou sumos naturais.

6. Escolher roupa gira, mas confortável.

As grávidas também podem, e devem estar giras no Natal. Mas o conforto não deve ser esquecido, em particular numa fase mais avançada da gravidez, com a barriga mais proeminente. Uma túnica especial, com acessórios giros e umas leggings e umas sabrinas, ou um vestido confortável com sapatos rasos são boas opções para dias de festa que duram até às tantas.

7. Tirar muitas fotografias…e aproveitar!

O Natal é uma altura mágica, e a gravidez também, por isso é uma altura excelente para ficar com boas recordações da barriga, rodeado das luzes e decorações da época. E claro, aproveitar cada momento, porque o próximo Natal vai ser diferente.

Para outras questões relacionadas com a gravidez, leia Dias de uma Princesa Grávida, o livro que Sofia Serrano escreveu juntamente com Catarina Beato – da comida ao desejo sexual, da primeira ecografia ao exercício físico, dos mitos ao esclarecimento, este é um relato, tão útil como emocionante e íntimo, da viagem mais incrível da existência – aquela que dura nove meses e muda a vida de uma mulher para sempre.

Se encontrar alguma incorreção contacte-nos por favor.