Família > Crescer > Aprender

Modelos Pedagógicos

Modelos Pedagógicos

Existem diversas modelos de ensino pedagógico, conheçam as práticas educativas como Waldorf, Montessori, High Scope e Escola Moderna.

Há diversas formas de ensino pedagógico, conheçam algumas práticas educativas que nos apresentam os Connecting Dots.

Ao longo dos anos, vários estudos levaram a uma alteração da visão que tínhamos das crianças e das suas capacidades. Começou-se com a realização de que os bebés não nascem “tábuas-rasas” mas que têm uma série de capacidades que lhes permitem entrar e estar em relação com o meio ambiente e com as pessoas que os rodeiam.

Seguiram-se outras contribuições relevantes como a ênfase na importância das relações precoces para o desenvolvimento das crianças e para o estabelecimento de relações sociais futuras positivas, a visão da criança como participante ativa na construção do seu conhecimento do mundo e o interesse das interações sociais com adultos e crianças e da cultura para o desenvolvimento.

Estas conclusões levaram a um enorme questionamento sobre a forma como o ensino estava estruturado e sobre as práticas pedagógicas em curso. De facto, fizeram-nos olhar para a diferença entre a pedagogia de transmissão — assente maioritariamente num ensino unidirecional, centrado no professor e na aquisição de conteúdos — e a pedagogia de participação — que se baseia num ensino bidirecional, centrado na criança, na sua vontade e curiosidade de aprender e explorar o mundo que a rodeia.

Estes dois modelos implicam práticas educativas diferenciadas que esquematizamos abaixo, para uma melhor compreensão.

 

Tabela 1: Retirado de Forminho, Lino e Niza, 2007

Pedagogia de Transmissão  Pedagogia de Participação
Objectivos
  • Adquirir capacidades pré-académicas
  • Acelerar aprendizagens
  • Comepnsar défices
  • Promover o desenvolvimento
  • Estruturar a experiência
  • Envolver-se no processo de aprendizagem
  • Atuar com confiança
Método
  • Centrado no professor, nas transmissão e nos conteúdos
  • Centrado na aprendizagem, na resolução de problemas e na investigação
Materiais
  • Estruturados
  • Utilização regulada por normas
  • Variados e com uso flexível
  • Permitindo a experimentação
Processo de Aprendizagem
  • Mudança comportamental
  • Construção ativa da realidade física e social
Motivação
  • Externa: vinda do professor
  • Interna: vinda da criança
Interações
  • Professor-criança: alta
  • Criança-criança: baixa
  • Criança-material: baixa
  • Professor-criança: alta
  • Criança-criança: alta
  • Criança-material
Modelos Curriculares Concretos
  • Distar
  • Darcee
  • Movimento da Escola Moderna (Portugal)
  • HighScope (EUA)
  • Reggio Emília (Itália)
  • Montessori
Modelos Teóricos
  • Perspectiva transmissiva tradicional
  • Perspectiva comportamental
  • Teorias construtivistas (Piaget)
  • Teorias socioculturais (Vygotsky e Brunner)

 

 

Movimento da Escola Moderna

O que é?

Um modelo que promove a formação democrática, na qual os alunos participam de forma ativa no planeamento da sua aprendizagem, aprendem através da cooperação e participam na sua avaliação.

Palavras-chave: Democracia, cidadania, cooperação, solidariedade, responsabilidade

 

Na prática…

Os alunos planificam o trabalho, em conjunto com os professores, decidindo o que querem aprender e como. A aprendizagem é feita através de projectos, e em cooperação com o grupo. A avaliação é feita em conjunto com o professor, e não existem fichas, testes ou exames.

É na Assembleia – que pode ser de turma ou de escola – que as crianças apresentam os seus projectos, as suas críticas, as suas opiniões.

 

Para saber mais:

Curriculum HighScope

O que é?

Modelo em que o conhecimento é construído pelo aluno, agindo, reflectindo e consolidando a informação a que acede, baseando-se nos seus interesses e escolhas. A criança retira significado das experiências imediatas que vive, através da reflexão. A consideração pelas diferenças individuais, familiares e culturais é um dos valores de referência.

Palavras-chave: Aprender Fazendo, Planear-Fazer-Rever, Interação adulto-criança, ambiente de aprendizagem, rotina diária,

 

Na prática…

A sala está dividida em áreas, às quais a criança acede livremente, responsabilizando-se pela sua utilização. O dia está organizado numa rotina diária, assente no princípio Planear-Fazer-Rever.

Os adultos partilham o controlo das actividades com as crianças e brincam e interagem com elas, apoiando-as e encorajando-as a resolver os problemas.

O método HighScope propõe e aplica um método de 6 passos para a resolução de conflitos que surgem ao longo do dia.

 

Para saber mais:

 

Pedagogia Waldorf

O que é?

A pedagogia Waldorf é um modelo que aposta na liberdade de desenvolvimento das crianças, valorizando nos primeiros sete anos de vida o aspeto sensorial, em detrimento do intelectual.

Palavras chave: natureza, individualidade, sensorial

 

Na prática…

A pedagogia Waldorf valoriza a conceção e desenvolvimento do Ser Humano e promove a liberdade de desenvolvimento do Ser Humano, respeitando o ritmo de cada criança.

Para ir ao encontro das necessidades do dia-a-dia num local fundamentado na Pedagogia Waldorf é estruturado com diversas actividades: preparação da refeição (vegetarianas), brincadeiras livres, actividades rítmicas, modelagem com ceras de abelhas, desenho, bordados, cuidados da horta e do jardim.

Nestas idades a criança aprende por imitação e tendo como exemplo os adultos que fazem parte da sua vida. Neste sentido, a educadora tem um papel fundamental e a responsabilidade de guiar o dia-a-dia e realizar as diferentes tarefas. A primazia centra-se no que a educadora pensa, sente e como faz que se transmite nos seus actos e comportamentos. A criança quererá fazer da mesma forma.

Para saber mais:

 

Montessori

O que é?

Modelo que aproveita a vontade natural da criança de explorar e de conhecer o mundo, proporcionando ambientes onde esta possa experimentar, manipular, explorar, agir e assimilar. Ajuda as crianças a progredir ao seu próprio ritmo, explorando as suas capacidades e descobrindo o seu potencial.

Palavras-chave: Experiência, estimulação, liberdade, responsabilidade social, aprendizagem ativa,

Na prática…

As crianças utilizam muitos materiais didáticos que estimulam os sentidos e que têm diversos tamanhos, formas e textura. Também realizam exercícios de atividades que ocorrem na sua rotina.

Os professores são figuras centrais que guiam os alunos, observam e criam experiências e estimulações diferentes, consoante as necessidades de desenvolvimento dos alunos.

Para saber mais:

Se encontrar alguma incorreção contacte-nos por favor.