Família > Lifestyle > Miúdos com estilo

Como escolher o sapato certo para os seus filhos?

Como escolher sapato certo seus filhos?

Escolher os melhores sapatos para os seus filhos requer algum cuidado. Descubra aqui algumas dicas para assegurar a melhor escolha de sapatos para a sua família!

Nos primeiros meses de vida, o pé constitui um órgão sensorial importante para a criança, pois é também através dele que recebe informações do ambiente e aprende a conhecer a realidade que a rodeia. De facto, até aos 8/9 meses a planta do pé tem uma sensibilidade superficial muito superior à da mão.

Um bom sapatinho deve ser obviamente confortável, não deve apertar nem sobrecarregar o pezinho, a sua forma deve garantir a máxima liberdade de movimentos do pé e dos dedos.

Neste sentido,é importantíssimo verificar regularmente o comprimento do pé certificando-se de que há, pelo menos, um espaço de meio polegar entre os dedos e a ponta do sapato.

É perfeitamente normal que o pé de uma criança em rápido crescimento possa ter dois tamanhos diferentes ao longo de um ano.Inicialmente, o pé deve andar o mais livre possível, pelo que o primeiro sapatinho deve ser muito macio e, sobretudo, prático, protegendo do frio e de impactos.

Pé a gatinhar

O primeiro sapato estruturado deve começar a ser utilizado mais tarde, na fase do gatinhar, à qual se seguem, naturalmente, os primeiros passos.

É importante lembrar que as crianças podem ter tempos de desenvolvimento muito diferentes umas das outras, pelo que esta fase pode decorrer num período que varia entre os 7/8 e os 18 meses.

Mas em média é por volta dos 9 meses que começa então a fase do gatinhar, importante para a formação da lordose cervical, para a aquisição da coordenação motora, bem como para a exploração do ambiente circundante. 

A sola deve ser leve e suave, particularmente flexível debaixo dos metatarsos (Flexzone) para que o pé possa dobrar mais facilmente. A sola deve estimular o impulso do ante pé durante o desenvolvimento do passo e ainda incluir na parte posterior algum suporte para o calcanhar (sob o tornozelo).

Deste modo, o pezinho consegue manter-se direito sem se desviar para fora nem para dentro. Por sua vez, a biqueira deve ter uma forma arredondada e reforçada, apropriada para gatinhar.

pes

A palmilha deve ser macia, flexível para acompanhar o movimento do pé e, sobretudo, deve estimular delicadamente a planta do pé e não deve usar palmilhas anatómicas pelo menos até aos 3-4 anos, pois até lá o arco plantar está ainda a formar-se naturalmente.

Cada sapatinho é único: os especialistas em Ortopedia Pediátrica nunca aconselham a reciclagem dos sapatos utilizados anteriormente pelos irmãos, porque o calçado usado durante dois ou três meses assume a morfologia do pé e pode fazer com que a criança não tenha uma postura correta dado que fica deformado. 

 

Informação fornecido pelo Chicco