links externos

5 passos para desenvolver melhores relações familiares

Relações Familiares Renovadas

Como "renovar" as ligações entre todos?

Ser e Viver em Família nem sempre é fácil. Os laços afetivos e de sangue que unem cada elemento nem sempre são suficientes para que se mantenha um bom convívio entre todos. Olga Simões, Psicóloga na Relações em Família, dá-nos alguns passos para conseguir desenvolver melhores relações familiares.


Pensando a Família como o primeiro grupo social ao qual pertencemos, e como qualquer interação social, facilmente compreendemos que possam surgir aqui os primeiros desafios interpessoais. Cada família é constituída por diferentes pessoas, com características e experiências próprias que influenciam a sua forma de agir, de pensar e de se relacionar.

As relações familiares têm um papel muito importante no desenvolvimento e crescimento de cada elemento e não só das crianças ou dos jovens. Todos são influenciados pela família e, por outro lado, cada um, com as suas particularidades influencia o equilíbrio e o crescimento de todo o sistema familiar.

Indo um pouco mais longe ainda, podemos dizer que este grande sistema que é a Família e o seu equilíbrio tem também influencia em todos os outros contextos e grupos em que estamos inseridos. Ou seja, a família irá influenciar a motivação e o desempenho de cada um no trabalho, na escola, com os amigos… Quem nunca chegou a trabalho aborrecido por ter acabado de passar por aquela birra matinal ou aquela discussão que começou ao jantar e continuou ao pequeno-almoço?

É preciso equilíbrio e este encontra-se na vontade e no compromisso com que cada um assume o seu papel na vida do outro.

Como podemos desenvolver melhores relações familiares?

1. Com empatia

“Vestir” a pele do outro, seja adulto ou criança, ajuda-nos sempre a melhorar a nossa reação ou comportamento porque (quase!!) conseguimos sentir o que o outro sente e agir sem julgamentos e de forma justa.

2. Com respeito

É preciso respeitar. Respeitar que existem opiniões diferentes, não necessariamente erradas e respeitar que cada um tem o seu espaço e tempo para agir, para amadurecer cada ideia, para refletir cada situação.

3. Com tolerância

Ninguém é perfeito, nem nós mesmos, e por isso é importante ser tolerante com os erros, defeitos e incapacidades dos outros (e com as nossas!).

4. Com bom senso

Nem todos os momentos são bons momentos para ter aquela conversa séria ou debater aquele assunto que nos preocupa. É preciso bom senso para escolher os momentos e as palavras para cada situação.

5. Com pragmatismo

Nem todos os desafios são um enorme problema e nem todos valorizamos de igual forma cada situação. Por vezes exageramos na reação face a um “pequeno” desafio. Não temos que o desvalorizar apenas dar-lhe a importância e o valor que tem na realidade.

É mais simples do que parece, basta desligar o complicómetro familiar e procurar o lado positivo de cada situação, de cada momento e de cada elemento.

  • Gratuito

Se encontrar alguma incorreção contacte-nos por favor.

Um comentário em “5 passos para desenvolver melhores relações familiares

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *