Gravidez > Nascimento > Parto

Afinal, fazer força mais cedo é benéfico para a mãe e para o bebé!

força no parto

Quem o diz é um novo estudo norte-americano!

Na fase inicial do parto, é regularmente dito à mulher para não fazer força quando tem contrações, ainda que possa sentir vontade de o fazer, mas esteja ainda numa altura precoce da fase de expulsão do feto. No entanto, uma equipa de investigadores da Universidade de Medicina de Washington, nos E.U.A. afirma que começar a fazer força num estado precoce do trabalho de parto pode trazer inúmeros benefícios para a mulher e bebé.

Alison  que as “mães de primeira leva que optam por um parto com anestesia local [epidural] não devem adiar nem evitar fazer força com a intenção der ver aumentadas as hipóteses de ter um parto vaginal”.

O estudo, publicado no 

Contudo, existem pelos menos duas distinções a apontar: as mulheres que começavam a fazer força mais cedo tinham menos 40% de probabilidade de sofrer uma hemorragia e menos 30% de desenvolver uma infeção do que as restantes.

Além disso, enquanto os investigadores incitavam as mulheres a fazerem força cerca de nove minutos mais cedo do que o suposto (na segunda fase do parto – no processo ativo de parto, o de expulsão), comparativamente com o outro grupo, o tempo total de trabalho viu-se reduzido em 32 minutos. Também neste primeiro grupo a utilização de fórceps e ventosas foi bastante mais baixa.

Até agora, “não era ainda claro que era seguro para a mãe e para o bebé as mulheres fazerem pressão para expulsar o bebé mais cedo”, afirmou Dana Gossett, professora de Obstetrícia e Ginecologia da Universidade da California, São Francisco.

Agora, com os resultados deste estudo, podemos afirmar que a pressão precoce não só é completamente segura, como benéfica para a mãe e para o seu bebé.

Se encontrar alguma incorreção contacte-nos por favor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *