Gravidez > Saúde > Sintomas da gravidez

Cuidados a ter com os seios na gravidez

seios na gravidez- cuidados a ter

A gravidez implica, normalmente, o aumento dos seios. Conheça os cuidados deve ter nesta área tão sensível do corpo.

Os seios mais volumosos são um dos primeiros sinais de gravidez. Algumas mulheres ficam felizes por isso, outras nem tanto. Mas, satisfeita ou não, é necessário cuidar do peito, e das suas mudanças de dimensão, que prejudicam a firmeza, desde os primeiros dias de gestação.

Seios na gravidez

Os meus seios estão a desenvolver-se e tudo corre bem!

A natureza sabe o que faz, e, desde o início da gravidez, as alterações hormonais aumentam o tamanho das condutas e das glândulas nos seios para prepará-los para a amamentação, fazendo aumentar o volume mamário.

As veias azuladas tornam-se visíveis, a pigmentação em torno do mamilo pode tornar-se mais intensa, e daí a tonalidade mais escura do mamilo, e uma sensação de tensão surge, podendo ser, por vezes, dolorosa. No entanto, tudo isto faz parte do “pacote”.

Cuidados a ter com os seios na gravidez

O aumento dos seios é ligeiro em algumas mulheres e bastante percetíveis para outras. As maminhas irão atingir o seu máximo volume dois a três dias após o parto, com a subida do leite. Se não estiver a amamentar, os níveis hormonais vão descer a pique, o que fará os seios diminuírem rapidamente de volume.

Caso esteja a amamentar, o processo será mais gradual. Independentemente do seu caso, quanto mais cedo começar com os cuidados da pele, mais facilmente conseguirá preservar a firmeza do peito.

  • Novos soutiens

Para o seu bem-estar pessoal e para a saúde dos seus seios, é recomendado investir em novos soutiens, como o soutien de amamentação, a partir do momento em que se sinta desconfortável a usar os soutiens que utilizava antes da gravidez. E não há um tempo ou semana específica para que isso aconteça. É algo natural e que depende da fisionomia e da forma como o corpo da mulher lida com todas as alterações hormonais que a gravidez acarreta. Algumas podem começar a utilizar soutiens de desporto ou de amamentação (que são bem mais confortáveis) logo no início da gravidez, como outras podem só sentir essa necessidade já na reta final, no terceiro trimestre de gravidez.

Estima-se que, em média, no final da gravidez, cada mama terá mais 500 gramas, o equivalente a cerca de dois tamanhos de copa acima.

Portanto, é importante que vá medindo os seus seios a cada trimestre, o que lhe irá permitir escolher soutiens com o tamanho de copas adequado à largura das alças. Dessa forma, consegue garantir que o seu peito têm o suporte necessário sem a apertar e sendo confortável mesmo para o uso noturno.

  • Use cremes reafirmantes e suavizantes

Os seios não são suportados por nenhum músculo, a sua manutenção depende da tonicidade da sua pele. Esta vai ser posta à prova durante estes nove meses da gravidez. O aumento súbito do volume do peito prejudica a elasticidade da pele e, simultaneamente, causa desconforto e até dor.

Embora a aplicação de compressas embebidas em água fria aliviem a tensão mamária, o efeito é apenas temporário, e não tem qualquer impacto sobre a flexibilidade da pele. Assim, desde o início da gravidez e até deixar de amamentar o seu bebé é necessário tomar muito cuidado com as maminhas, massajando-as devagar, com cremes específicos e realizada suavemente em torno dos seios, de dentro para fora, deslocando-se gradualmente para cima na direção do pescoço.

Opte por fórmulas apropriadas para a gravidez, que excluam ingredientes desaconselhados (parabenos, ftalatos, fenoxietanol, cafeína, bisfenol A e S, álcool) e que sejam compatíveis com a amamentação, se necessário.

Este ritual de beleza diário preservará a elasticidade da sua pele e estimulará a produção de fibras de suporte da pele, proporcionando um efeito de hidratação profunda e acalmando a reatividade da pele causada pela alteração de volume.

Como um procedimento preventivo, este ritual pode ser combinado com um cuidado para a prevenção das estrias na gravidez, pois os seios apresentam grande predisposição para as desenvolver devido às mudanças hormonais e a distensão repentina da pele.

  • Cuide das costas e dos músculos do peito

Damos a lei da gravidade como algo realmente existente quando na gravidez, os seios, maiores cada vez maiores, “empurram” o peito para a frente, fazendo um peso extra e que, por sua vez, irá fazer com que arqueie as costas. Se deixar que isso aconteça, o tónus muscular peitoral pode sair prejudicado e originar dores nas costas.

Além de um soutien adequado e das massagens, é fulcral que tenha em atenção a sua postura corporal, de forma a evitar a tensão nos seios, no pescoço e nos músculos superiores das costas (os trapézios).

Pode tonificar os músculos do peito, que contribuem para o suporte dos seus seios, com o seguinte exercício:

  • com os cotovelos à altura dos ombros, pressione as palmas das mãos juntas enquanto inspira, mantenha a pressão durante três segundos, relaxe enquanto expira e repita o exercício cerca de quinze vezes.

“Cuide do seu bebé, mas não se esqueça de si e cuide-se também!”, é o lema.

Veja também:

  • Dicas para as grávidas: Para que serve o pré-natal?
  • Parto: as diferentes formas de ver a magia acontecer!

Se encontrar alguma incorreção contacte-nos por favor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *