Gravidez > Saúde > Sintomas da gravidez

Como evitar as estrias na gravidez

estrias na gravidez - foto capa

As estrias são as marcas das quais algumas mulheres tentam evitar, especialmente em algumas fases da vida, como a gravidez. Nada é melhor do que se cuidar desde o dia em que sabe que está grávida!

As estrias na gravidez são aquelas marcas que representam um grande incómodo para algumas mulheres e são encaradas como algo natural para outras. A verdade é que essas marcas representam que já houve um (ou vários) habitante(s) nessa “casinha”, a sua barriga!

Apesar de haver uma pré disposição genética – não muito simpática, diga-se de passagem – que contribui para o aparecimento das estrias na gravidez, existem vários cuidados que pode ter para evitar o seu aparecimento. Caso já estejam instaladas, há algumas dicas que podem ajudá-la a disfarçar e impedir o seu crescimento, até porque podem causar algum embaraço como a comichão excessiva (mais à frente iremos abordar esse assunto!).

Estrias na gravidez

Porque surgem em maior quantidade durante a gestação?

As estrias resultam do aumento do peso e do volume corporal, mas não só, sendo que as alterações hormonais têm também um impacto significativo no seu aparecimento.

Ainda que a pele tenha alguma elasticidade, quando esta se encontra sujeita a uma distensão rápida as suas fibras de elastina, fibronectina e colagénio podem quebrar e, consequentemente, originar a formação de estrias.

Durante a gestação, as hormonas cortisol e estrogénio reduzem a eficácia das células que produzem o colagénio (fibroblastos) – células essas essenciais para a flexibilidade e resistência da pele. É, por esse motivo, que é bastante frequente surgirem estrias durante a gravidez.

É frequente aparecerem no abdómen, nas coxas e nos seios, visto serem as zonas que mais volume ganham com este novo “estado” da mulher.

Mas calma, as estrias podem ser evitadas e se já as tiver no corpo, pense antes que são uma marca do momento em que toda a sua vida mudou e saiba que também pode disfarçá-las!

Como as evitar?

estrias na gravidez - cuidados a terO segredo está em cuidar da sua pele ainda antes de estar grávida e redobrar os cuidados assim que recebe a notícia.

Aqui vos deixamos alguns truques:

– Ingerir com conta, peso e medida os doces.

Bem sabemos que estar grávida é sinónimo de ser comer tudo o que apetece com a desculpa dos desejos, mas há que pesar bem as consequências desse ato

– Hidratar e esfoliar o corpo.

Logo a seguir a tomar banho hidrate-o bem. Desta forma, irá aumentar a elasticidade e tonicidade da pele, evitando que as estrias tomem conta do seu corpo. A esfoliação deve ser especialmente concebida para peles sensíveis e deve ser feita uma vez por semana. Com este simples ato e uns minutos extra no banho irá remover as impurezas da pele e remover as peles mortes, além de acabar com a sensação de ter a pele suave e macia de um bebé.

– Massagem circular com um creme anti estrias.

Com este simples ato pode evitar o aparecimento das nada simpáticas estrias, ao mesmo tempo que estimula a pele com vista a tornar a sua regeneração mais célere. Quanto mais tempo dispensar na massagem circular, melhor será a sua eficácia. O truque é começar a aplicá-los ainda antes da barriga começar a crescer, para a pele se manter com uma boa elasticidade, e manter a sua aplicação depois do parto, até voltar ao peso habitual. Deve ser aplicado de manhã, depois do banho e à noite.

Deve, no entanto, ter cuidado na escolha do creme – devem ser cremes especificamente formulados para combater as estrias na gravidez, com ingredientes 100% naturais.

Mas os truques não se ficam por aqui. Sofia Serrano, médica ginecologista e autora do blog Café, Canela e Chocolate, que já passou por duas gravidezes, contou-nos três dos hábitos que a salvaram das malditas estrias:

1. Beber muita água e ter uma alimentação saudável e equilibrada

Isso fará com que pele se mantenha hidratada e se mantenha saudável e brilhante.

2. Controlar o aumento de peso

Aumentos de peso muito acentuados e muito rápidos são meio caminho andado para os “tracinhos” na barriga. Por esse motivo, há que ter cuidado com o peso (o aumento recomendado na gravidez é entre 9 e 12 kg). E, claro, se estiver grávida de gémeos ou múltiplos, há que ter ainda mais cuidados, pois a probabilidade de desenvolver estrias na gravidez aumenta bastante, uma vez que vai ficar bem maior.

3. Usar cinta ou faixa de gravidez

Muita gente não gosta, porque sente mais calor ou se sente desconfortável, mas o facto é que a cinta e a faixa ajudam a suportar o peso da barriga em crescimento e concedem-lhe uma maior resistência, diminuindo assim a probabilidade de aparecimento de estrias. Para além disso, fornecem ainda um reforço da zona lombar e uma melhor distribuição do peso extra, diminuindo as dores de costas.

Sintomas que levam ao aparecimento das estrias na gravidez

estrias na gravidez

Alguns dos sinais que indicam que é provável aparecerem estrias na gravidez é a comichão, derivada da pele seca e do alargamento da pele, sintomas que requerem cuidados especiais.

No momento em que fica grávida, as alterações hormonais que ocorrem levam a uma desidratação da pele, fazendo com que esta fique áspera. Se já tiver a pele naturalmente seca irá sentir esse desconforto de forma ainda mais intensa. Além de se estabelecer um novo equilíbrio cutâneo ao longo destes meses, a sua microcirculação fica diminuída, deixando a pele mais reativa, principalmente no momento em que o crescimento do bebé está a colocar à prova a elasticidade da sua pele.

E, de facto, a sua barriga é a zona do seu corpo onde sentirá maior desidratação e estiramento cutâneo, e é simultaneamente o local onde a maior parte das estrias surgem.

4 Passos-chave para aliviar as irritações e secura cutânea

É difícil não coçar quando se está com comichão, mas deve resistir a essa tentação para evitar o aparecimento de feridas, que são uma “porta de entrada” para bactérias e outros micróbios. Manter as unhas curtas e usar apenas a ponta dos seus dedos ou as palmas das mãos para coçar é a melhor opção, mas lembre-se: coçar não vai resolver o seu problema.

A verdadeira solução passa por ter uma rotina de cuidados diários, que será tão importante durante a gravidez como depois do bebé nascer, uma vez que os sintomas não desaparecem de imediato após o nascimento do seu bebé.

1. Evite os banhos quentes

A água demasiado quente tende a agravar a secura da pele, que já carece naturalmente de uma película protetora lipídica (gordurosa), especialmente se a água sair do chuveiro com muita pressão. Deve ter algumas precauções se tomar banhos de imersão, como adicionar um óleo nutritivo à água para ajudar a hidratar a pele e eliminar a ação calcária da água.

2. Opte por um gel de banho específico para o efeito

Nem todos os produtos de higiene são constituídos de forma a cuidar da pele delicada das futuras-mamãs. Por isso, é muito importante que escolha um produto que seja suave e nutritivo e cuja composição não inclua sabão.

3. Seque a pele delicadamente

Seque-se lenta e delicadamente, porque caso contrário só irá tornar a sua pele mais sensível e irritada. Em vez de secar a pele com uma toalha tradicional, seque com uma toalha de microfibra, que irá absorver a água sem prejudicar ou irritar a sua pele. Certifique-se também que seca completamente as zonas do seu corpo com dobras (axilas, virilhas, à volta dos seios) – estas áreas estão ainda mais sensíveis à irritação.

 4. Hidrate e nutra generosamente a pele 

A pele precisa de ser “alimentada” diariamente. Se assim for, a barreira cutânea regenera-se e pode reagir melhor aos fatores externos agressivos, ficando menos sensível e mais suave.

A aplicação de cremes hidratantes é especialmente importante para acalmar a secura e a comichão da pele. Mais uma vez, é fundamental que opte por cuidados específicos de máxima segurança para a gravidez, de forma a garantir que estes serão eficazes e, simultaneamente, completamente seguros para si e para o seu bebé.

É também importante utilizar um creme anti-estrias, de forma a aumentar as fibras de colagénio, suavizar a pele e, ao mesmo tempo, aliviar a comichão. Este tipo de produto também irá aumentar a elasticidade e a resistência aos estiramentos, e assim prevenir o aparecimento das estrias.

Por fim, deve evitar a utilização de roupas com fibras sintéticas, que irritam a pele, e optar por escolher peças de algodão ou linho.

Veja ainda quais as formas de alimentação na gravidez que podem ajudar a manter o seu e o corpo do seu filho saudável e informe-se acerca das dicas para uma gravidez saudável.

Além disso, espreite outros dos sintomas mais comuns durante a gravidez e veja as nossas dicas para que os possa amenizar, como a azia na gravidez e os enjoos na gravidez.

Se encontrar alguma incorreção contacte-nos por favor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *