Gravidez > Saúde > Problemas de saúde

Anemia na gravidez: o que é e como tratar

anemia na gravidez - unsplash

A anemia na gravidez é mais comum do que se pensa. Saiba no que consiste e o que fazer para a tratar!

A anemia na gravidez é um acontecimento normal entre o segundo e o terceiro trimestre da gestação, diz Sheila Sediciais, ginecologista colaboradora do portal Tua Saúde. Este acontecimento deve-se à redução da quantidade de hemoglobina no sangue e ao aumento das necessidades de ferro das gestantes.

Anemia na gravidez

De acordo com a rede clínica e hospitalar CUF, “a anemia é uma situação clínica que resulta da diminuição do número de glóbulos vermelhos no sangue ou do conteúdo de hemoglobina no sangue para valores inferiores aos considerados normais”.

No seu site, os profissionais de saúde explicam, em primeiro lugar, do que é composto o nosso sangue para que, posteriormente, perceba afinal o que é a anemia.

O sangue tem na sua génese três tipos de células com diferentes funções que se complementam entre si: os glóbulos vermelhos, que contêm a hemoglobina, são os responsáveis por transportar o oxigénio dos pulmões para o restante corpo e o dióxido de carbono dos tecidos para ser eliminado pelos pulmões; os glóbulos brancos, cuja principal função é ajudar a combater as infeções; e as plaquetas, essenciais para uma boa coagulação. Estas três células formam-se na medula óssea, que se encontra no interior dos ossos.

O que é a anemia?

A anemia é uma condição na qual não há glóbulos vermelhos saudáveis em número suficiente para transportar eficazmente o oxigénio para os tecidos do corpo, de forma a satisfazer as necessidades do organismo. Segundo os especialistas da rede laboratorial Germano de Sousa, a anemia “é caracterizada pela descida, para valores inferiores aos normais, de um ou mais dos principais parâmetros eritrocitários (concentração da hemoglobina, hematócrito ou glóbulos vermelhos)”, o que origina vários sintomas.

Sintomas da anemia na gravidez

anemia na gravidez - Jordan Bauer Unsplash
Foto: Jordan Bauer (Unsplash)

Como todas as outras condições físicas, também esta tem um conjunto de sinais que podem indicar um quadro de anemia na gravidez.

O cansaço, as tonturas, dores de cabeça, dores nas pernas, falta de apetite, uma tez pálida, a parte de dentro da pálpebra esbranquiçada, a presença de tensão arterial baixa, desmaios, dificuldades de concentração, queda de cabelo são alguns desses sintomas.

Apesar de alguns serem comuns aos normais sinais de uma gravidez, é importante estar alerta. No caso de dúvida, consulte o seu médico.

Riscos da anemia na gravidez

A anemia na gravidez traz riscos para a mulher, como por exemplo uma maior probabilidade de sofrer de infeções pós-parto, mas também pode afetar o desenvolvimento do bebé. A doença pode provocar um parto prematura, um bebé com baixo peso ou até resultar num aborto.

Como prevenir e tratar a anemia

A melhor forma de prevenção e de tratar a anemia baseia-se numa dieta saudável e equilibrada, onde não podem faltar alguns ingredientes, tais como carne, peixe, vegetais de folha verde, fruta e, para ajudar na absorção do ferro, há que não esquecer os frutos ricos em vitamina C – citrinos (laranja, limão, abacaxi ou tangerina) e os quivis.

Na gravidez e na amamentação nem sempre as quantidades existentes nos alimentos são suficientes para dar ao corpo a quantidade de que necessita, sendo, por isso, normal que a gestante e a recente mãe tenha que recorrer a suplementos de ferro, seguindo sempre (como não pode deixar de ser) as indicações do seu médico assistente.

Se encontrar alguma incorreção contacte-nos por favor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *