Gravidez > Crescimento > Semana a semana

30 semanas de gravidez: toca a fazer a malinha da maternidade!

30 semanas de gravidez

Arrumar a roupinha e tudo o que precisa para levar para a maternidade. Vamos fazer a mala?

Faltam apenas 10 semanas. Está na altura de começar a separar a roupinha do bebé e fazer a mala para levar para a maternidade e começar a pensar no quartinho do bebé – isto se ainda não tratou disso.

30 semanas de gravidez

Nas 30 semanas de gravidez, o foco é a sensibilidade ocular do bebé – já consegue responder aos estímulos (luzes apontadas para a barriga) e consegue distinguir o claro do escuro.

O seu corpo e membros superiores e inferiores estão totalmente desenvolvidos – é um menino já a ficar mais gordinho.

Apesar de ainda não conseguir controlar os seus movimentos, o bebé, como já vimos a semana passada, já chucha no dedo, mexe os braços e as pernas e brinca com o cordão umbilical e (até, espante-se) puxe os cabelos quando os encontrar.

Os seus pulmões, bem como o sistema respiratório e digestivo já estão prontos para trabalhar. A partir desta semana, o seu crescimento será mais lento e o objetivo é ganhar peso.

Com o evoluir da gravidez, é possível que pareça que o bebé não se mexa tanto, mas isso acontece porque, à medida que o bebé vai crescendo, vai ocupando cada vez mais espaço e já não tem tanta margem de manobras para andar às voltinhas. Ou seja, pode parecer menos movimentos, mas na verdade são “manobras” potentes do pequeno ginasta.

29 semanas são quantos meses?

Se contabilizarmos 4 semanas como um mês, 30 semanas correspondem a sete meses e duas semanas de gravidez (sete meses e meio).

Sintomas

Como tem sido recorrente nas últimas semanas, existem uma quantidade grandita – vá – de sintomas que se vêm repetindo ao longo destas semanas, tais como:

  • A mamã sente-se mais pesada;
  • Digestão mais lenta ou indigestão e prisão de ventre;
  • Pressão arterial mais elevada;
  • Dificuldade a respirar;
  • Cansaço extra com atividades simples do dia-a-dia, como subir as escadas ou ir ao supermercado;
  • Sensação de bexiga sempre cheia;
  • Inchaço e pernas pesadas (tende a piorar com o evoluir da gravidez);
  • Dores no baixo ventre, na barriga e nas costas.

Tamanho e peso do bebé

Às 30 semanas de gravidez, apesar do bebé ter 28 semanas semanas de idade (isto porque a ovulação e fecundação contam para o cálculo da data prevista do parto), já está quase do tamanho de uma couve portuguesa, ou seja, mede cerca de 40 cm, e pesa 1300 gramas aproximadamente.

30 semanas de gravidez - o tamanho do seu bebé esta semana

Mudanças no seu corpo

A reorganização do corpo da mulher, visível através da nova ordem dos órgãos no seu corpo, faz com que sinta azia, indigestão e prisão de ventre.

Como tem sido normal nas últimas semanas, é comum que se sinta mais cansada a fazer algumas simples tarefas do dia-a-dia. Mas, é importante que se sentir que fica mais cansada do que o esperado para esta fase da gravidez, marcar uma consulta com o seu obstetra para verificar se estará ou não perante um quadro de anemia na gravidez (quantidade insuficiente de glóbulos vermelhos no corpo).

Além disso, estará a sentir-se mais pesada, o que é normal – afinal, está a gerar um pequeno ser humano no seu ventre.

A dificuldade em respirar pode também começar a manifestar-se e acontece devido à pressão que o útero começa a exercer sobre o seu diafragma.

O cansaço volta em força e é normal que sinta novamente muito sono, tal como no primeiro trimestre, mas a barriga (que ocupa agora muito espaço) e a bexiga nem sempre lhe permitem uma noite reparadora. Mas, não se esqueça que deve aproveitar para descansar sempre que puder se não conseguir dormir bem de noite. Espera-a uma aventura gigante! Aproveite agora para descansar. E, não esqueça, cuide de si. Vá ao cabeleireiro arranjar as unhas, cuidar do cabelo ou uma outra atividade que lhe dê prazer e na qual sente que está a cuidar de si enquanto mulher.

Nunca é demais reforçar que, se o médico aconselhar, praticar exercício físico na gravidez ajuda não só na retenção de líquidos, como no combate com inchaço e ajuda às pernas pesadas.

Dicas: Para diminuir as dores é importante que faça atividades como yoga para grávidas, por exemplo. É extremamente importante começar a preparar o períneo para o momento do parto, através de exercícios próprios para o efeito (como os realizados no Centro pré e Pós Parto).

Faltam apenas 10 semanas para a data prevista do parto, pelo que convém começar a pensar no quarto do bebé (veja as nossas dicas para o quarto montessoriano), tendo sempre em conta a segurança e a facilidade e usabilidade do espaço para todos (pai, mãe e bebé). Veja ainda as 9 dicas para preparar a casa para a chegada do bebé.

Há que começar a pensar em preparar a roupinha do bebé e preparar a mala de maternidade. Assim, nada faltará na ida para a maternidade!

Qual o tamanho da barriga?

30 semanas de gravidez - barriga

A sua barriga já está bem grandota! Mas, atenção, o tamanho da barriga varia de mulher para mulher. Há mulheres que fazem barrigas muito grandes e outras que fazem barrigas ditas “pequenas”. Existem barrigas de todos os formatos e tamanhos: altas, baixas, pontiagudas, redondinhas… E nada disso lhe irá indicar se está à espera de um menino ou menina, como muitas pessoas ainda acreditam. Trata-se apenas de um dos mitos da gravidez.

Nunca se pode esquecer de uma coisa muito importante: cada mulher é uma mulher!

Peso ideal para a futura mãe

Durante a gravidez, o aconselhável é que não ganhe mais do que 13/14 kg (mais kg menos kg), peso este variável de acordo com a estrutura da mulher e do seu historial clínico.

É recomendável que ganhe cerca de 500 gramas, sensivelmente, por semana. No sétimo mês de gestação é provável que ganhe entre 1,5 a 2 kg.

O ganho de peso é muito célere, pelo que há que ter cuidado com a alimentação na gravidez. O peso excessivo pode aumentar o risco de hipertensão ou diabetes gestacional, o que pode despoletar complicações no parto. Mas não se preocupe que o médico fará essa análise e indicar-lhe-á se estiver acima ou abaixo do peso ideal para a fase da gravidez em que se encontra e recomendar-lhe-á as medidas a tomar.

Saúde (consultas, exames e outras informações)

O seu apetite está a aumentar, porque o bebé está a crescer a olhos vistos e começa a precisar de energia extra. Como o bebé consome muito ferro da mãe, é importante comer alimentos como feijão e vegetais de folha escura, ricos em ferro, o que ajuda para corrigir a anemia ou afastar essa possibilidade.

Além disso, existem muitos obstetras que recomendam vitaminas específicas para o pré-natal que contêm ferro e cálcio. Mas, há um senão: esses suplementos vitamínicos podem agravar o normal funcionamento digestivo, causando prisão de ventre. Para combater esse “efeito secundário” opte por comer muitas fibras.

Nesta altura da gravidez, a etapa final da gravidez, as consultas de pré-natal serão realizadas de duas em duas semanas, as consultas deverão ser de quinzenais e não mensais como tem sido até agora. Em determinados casos, a partir das 30 semanas de gravidez o obstetra pode querer acompanhar a gravidez semanalmente.

É muito provável que, se ainda não foi, seja aconselhada a dormir de lado para evitar o excesso de pressão sobre a aorta e a veia cava, os principais vasos sanguíneos que, se tiverem comprimidos, podem comprometer a circulação do sangue e, consequentemente, uma correta capacidade de irrigação dos órgãos e do cérebro.

À medida que a gravidez avança, a bexiga vai ficando cada vez mais “apertada”. Apenas deve estar atenta se sentir ardor ou mesmo dor a fazer xixi – o que pode indicar uma infeção que deve ser curada o quanto antes para que não passe para o bebé.

O aumento de peso e volume da barriga pode também fazê-la sentir algum desequilíbrio e estar mais propensa a quedas. Também, as pernas podem começar a inchar e ficar pesadas, dando origem às varizes. Ficar algum tempo em pé, andar um pouco e dobrar as pernas quando se senta são alguns truques.

Ainda no que toca à saúde, é essencial que tenha cuidados redobrados com os seus dentes e gengivas, que podem estar mais sensíveis(válido para toda a gravidez).

É essencial, especialmente agora, a ingestão de vitaminas como ferro, acido fólico, cálcio e vitamina C são essenciais para o correto desenvolvimento do bebé. Opte por uma alimentação saudável, ingerindo alimentos ricos nestas vitaminas.

Se sentir que as contrações não são de treinamento e que está (mesmo) a entrar em trabalho de parto – um dos sinais podem ser contrações cada vez mais regulares e com dores, é importante deslocar-se de imediato para o hospital para que os médicos possam trabalhar no sentido de atrasar o parto, para que seu bebé tenha mais tempo para continuar a desenvolver-se.

Informações-chave desta semana de gravidez:

  • O corpo e membros superiores e inferiores do bebé estão totalmente desenvolvidos;
  • Por estar cada vez maior e com cada vez menos espaço é normal que a mamã sinta menos movimentos, mas mais intensos;
  • É comum que se sinta mais cansada ao andar, com mais sono, as pernas inchadas ou com retenção de líquidos;
  • A partir das 20 semanas de gravidez, é possível que seja aconselhada a dormir de lado para evitar o excesso de pressão sobre a aorta e a veia cava;
  • É essencial, especialmente agora, a ingestão de vitaminas como ferro, acido fólico, cálcio e vitamina C
  • Atenção à alimentação, exercício físico e infeções vaginais;
  • É essencial que a futura-mamã tenha cuidados redobrados com os seus dentes, com o seu equilíbrio e, em geral, com o seu corpo.

Consulte a semana seguinte – 31 semanas de gravidez – ou volte ao Guia de Gravidez Semana a Semana.

Temas da Semana:

Veja também:

  • Dicas para as grávidas: Para que serve o pré-natal?
  • Parto: as diferentes formas de ver a magia acontecer!

Se encontrar alguma incorreção contacte-nos por favor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *