Gravidez > Crescimento > Semana a semana

28 semanas de gravidez: faltam (SÓ) dois meses!

28 semanas de gravidez

Já só faltam dois meses para conhecer o seu bebé.

Em contagem decrescente: Faltam dois meses!

28 semanas de gravidez

O bebé já percebe a luz através da pele da barriga da sua mãe, o que o faz distinguir o dia da noite.

Dessa forma, ele começa a estabelecer uma rotina de sono.

A sua pele está agora menos enrugada do que antes, porque já tem gordura suficiente para ter uma aparência mais saudável e já tem mais peso. Existe a possibilidade de nascer já nesta semana. Apesar de ser ainda considerado um bebé prematuro, há grandes probabilidades de sobrevivência. No entanto, deve ficar internado até que os seus pulmões amadureçam e consigam trabalhar normalmente e sem ajuda e quando chegar ao peso adequado para a sua idade.

28 semanas são quantos meses?

Se contabilizarmos 4 semanas como um mês, 28 semanas corresponde ao sétimo mês de gravidez.

Sintomas

  • Digestão mais lenta ou indigestão e prisão de ventre;
  • Pressão arterial mais elevada;
  • Dificuldade na respiração;
  • Cansaço extra com atividades simples do dia-a-dia, como subir as escadas ou ir ao supermercado;
  • Sensação de bexiga sempre cheia (os intervalos entre as idas à casa de banho serão cada vez menores);
  • Inchaço e pernas pesadas (tende a piorar com o evoluir da gravidez);
  • Dores no baixo ventre, na barriga e nas costas.

Tamanho e peso do bebé

Às 28 semanas de gravidez, apesar do bebé ter 26 semanas semanas de idade (isto porque a ovulação e fecundação contam para o cálculo da data prevista do parto), já é do peso de uma couve roxa, ou seja, mede cerca de 38 cm, e pesa 1000 gramas aproximadamente.28 semanas de gravidez - O tamanho do seu bebé esta semana

Mudanças no seu corpo

Durante a gravidez, os órgãos reorganizam-se dentro do corpo da mulher, porque há que ceder mais espaço para que o útero (e o seu pequeno habitante) cresça. Por esse motivo, tanto o estômago, o intestino, os rins e até mesmo o coração sentem estas mudanças, precisando de trabalhar o dobro. Contudo, os órgãos mais “sacrificados” (aos quais mais é exigido) durante a gestação são os pulmões e o coração, visto que têm de transportar oxigénio a dobrar – para a mamã e o bebé. Como os pulmões e o coração são pressionados para as costelas, é bastante provável que sinta alguma dificuldade em respirar em alguns momentos.

É precisamente devido a essa reorganização que a azia, a indigestão e a prisão de ventre começam a incomodá-la, com maior intensidade, no seu dia-a-dia.

Também é comum que se sinta mais cansada ao andar, subir ruas ou passar algum tempo em pé. A barriga já cresceu muito (podem aparecer varizes e estrias) e já pesa, causando dores nas costas. No entanto, é muito importante que se sentir que está a ficar muito mais cansada do que o esperado para esta fase da gravidez, marque uma consulta com o seu obstetra para verificar se estará ou não perante um quadro de anemia na gravidez, que não passa de uma quantidade insuficiente de glóbulos vermelhos no corpo.

Se o médico aconselhar e permitir, é fulcral que pratique algum tipo de exercício físico na gravidez. Ajuda não só na retenção de líquidos, como no combate com inchaço e ajuda às pernas pesadas.  Para diminuir as dores é importante que faça atividades como pilates e yoga para grávidas, por exemplo. É ainda importante começar a preparar o períneo para o momento do parto, através de exercícios próprios para o efeito.

Qual o tamanho da barriga?

28 semanas de gravidez- barriga

A sua barriga começa a ficar bem redonda! Mas, atenção, o tamanho da barriga varia de mulher para mulher. Há mulheres que fazem barrigas muito grandes e outras que fazem barrigas pequenas.

Nunca se pode esquecer de uma coisa muito importante: cada mulher é uma mulher!

Peso ideal para a futura mãe

Durante a gravidez, o aconselhável é que não ganhe mais do que 13/14 kg (mais kg menos kg), dependendo da estrutura da mulher e do seu historial clínico.

Agora, o aumento de peso é muito rápido, portanto há que ter cuidado com a alimentação na gravidez. O ganho excessivo de peso na gravidez pode aumentar o  risco de hipertensão na gravidez e diabetes gestacional, podendo originar complicações durante o parto. Mas não se preocupe que o médico fará essa análise e indicar-lhe-á se estiver acima ou abaixo do peso ideal para a fase da gravidez em que se encontra e recomendar-lhe-á as medidas a tomar.

Saúde (consultas, exames e outras informações)

Nas consultas de pré-natal, o médico obstetra que acompanha a sua gravidez irá medir a sua pressão arterial, ouvir o coração do bebé e pedir diferentes análises de sangue e de urina para cada etapa da gravidez, com o propósito de controlar ou detetar problemas típicos da gravidez como pré-eclâmpsia e a diabetes.

Para mulheres que têm sangue Rh negativo e o bebé ser Rh positivo, está na hora de tomar a vacina de forma a evitar problemas na altura do parto.

A partir das 20 semanas de gravidez, é possível que seja aconselhada a dormir de lado para evitar o excesso de pressão sobre a aorta e a veia cava, os principais vasos sanguíneos que, se tiverem comprimidos, podem comprometer a circulação do sangue e, consequentemente, uma correta capacidade de irrigação dos órgãos e do cérebro.

Como já deve ter notado, com o avançar das semanas, sente a bexiga cada vez mais “apertada”, o que é normal. Apenas deve estar atenta se sentir ardor ou dor a fazer xixi, falando com o médico, uma vez que estes sintomas podem indicar uma infeção urinária (bastante comum nesta fase da gestação), que, se não for curada, pode trazer consequências para o bebé aquando da sua passagem pelo canal de parto.

O aumento de peso pode também fazê-la sentir algum desequilíbrio e estar mais propensa a quedas. Portanto, proteja-se e tenha cuidado!

Além disso, as pernas podem começar a inchar e ficar pesadas, dando origem às varizes. Mas não há mal que não se cure! Ficar algum tempo em pé, andar um pouco e dobrar as pernas quando se senta são alguns truques.

Ainda no que toca à saúde, é essencial que tenha cuidados redobrados com os seus dentes e gengivas, que podem estar mais sensíveis (válido para toda a gravidez).

Faltam apenas 12 semanas para a data prevista do parto, portanto pode começar a pensar em preparar o quartinho do bebé. O tempo passa a correr!

Se sentir que as contrações não são de treinamento e que está (mesmo) a entrar em trabalho de parto, é importante deslocar-se de imediato para o hospital para que os médicos possam trabalhar no sentido de atrasar o parto, para que seu bebé tenha mais tempo para continuar a desenvolver-se.

Informações-chave desta semana de gravidez:

  • O bebé consegue distinguir quando é dia e quando é de noite;
  • Apesar de ser ainda considerado um bebé prematuro, há grandes probabilidades de sobrevivência caso o seu bebé decida nascer agora;
  • As mulheres que têm sangue Rh negativo e o bebé ser Rh positivo, está na hora de tomar a vacina de forma a evitar problemas na altura do parto;
  • É comum que se sinta mais cansada ao andar, as pernas inchadas ou com retenção de líquidos;
  • Atenção à alimentação, exercício físico e infeções vaginais;
  • É essencial que a futura-mamã tenha cuidados redobrados com os seus dentes, com o seu equilíbrio e, em geral, com o seu corpo.

Consulte a semana seguinte – 29 semanas de gravidez – ou volte ao Guia de Gravidez Semana a Semana.

Temas da Semana:

Veja também:

  • Dicas para as grávidas: Para que serve o pré-natal?
  • Parto: as diferentes formas de ver a magia acontecer!

Se encontrar alguma incorreção contacte-nos por favor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *