Gravidez > Crescimento > Semana a semana

27 semanas de gravidez: o bebé já sonha!

27 semanas de gravidez

ZzZz... vamos dormir e sonhar! As mamãs com os seus bebés e vice-versa!

Terceiro trimestre de gravidez aqui vamos nós!

27 semanas de gravidez

Agora que está perto da fase final da gravidez, nas últimas semanas, e já no terceiro trimestre, o bebé começa a preencher o espaço que tem disponível na barriga.

O bebé abre e fecha os olhos, dorme e acorda, chupa no dedo, mexe nas mãos e nos pés e até brinca com o cordão umbilical. Apesar dos pulmões estarem ainda em formação, já estão habilitados a funcionar com ajuda médica, se por acaso o maroto decidir nascer antes da data prevista do parto.

Pode estar a sentir uns saltinhos dentro do seu corpo. Não se preocupe! É o pequeno a soluçar! Estes soluços não costumam durar muito tempo e servem um propósito: treinar o seu pequeno diafragma. Se ainda não sente, não se preocupe que, com o passar das semanas, não restarão dúvidas de que o seu filho está efetivamente com soluços.

As ligações sensitivas do cérebro já estão ligadas e ativas. Nesta fase, o bebé já é capaz de sonhar!

27 semanas são quantos meses?

Se contabilizarmos 4 semanas como um mês, 27 semanas correspondem a seis meses e três semanas de gravidez.

Sintomas

  • Pressão arterial mais elevada;
  • Hemorroidas;
  • Dificuldade na respiração;
  • Cansaço extra com atividades simples do dia-a-dia, como subir as escadas ou ir ao supermercado;
  • Sensação de bexiga sempre cheia (os intervalos entre as idas à casa de banho serão cada vez menores);
  • Pernas pesadas;
  • Dores no baixo ventre, na barriga e nas costas.

Tamanho e peso do bebé

Às 27 semanas de gravidez, apesar do bebé ter 26 semanas semanas de idade (isto porque a ovulação e fecundação contam para o cálculo da data prevista do parto), já é do peso de uma couve-flor pequena, ou seja, mede cerca de 37 cm, e pesa 875 gramas aproximadamente.O tamanho do seu bebé esta semana

Mudanças no seu corpo

Durante a gravidez, os órgãos reorganizam-se dentro do corpo da mulher, porque há que ceder agora um espaço para que o útero cresça. Por esse motivo, tanto o estômago, o intestino, os rins e até mesmo o coração sentem estas mudanças, precisando de trabalhar o dobro. Contudo, os órgãos mais “sacrificados” (aos quais mais é exigido) durante a gestação são os pulmões e o coração, visto que têm de transportar oxigénio a dobrar – para a mamã e o bebé. Como os pulmões e o coração são pressionados para as costelas, é bastante provável que sinta alguma dificuldade em respirar em alguns momentos.

Também é comum que se sinta mais cansada ao andar, subir ruas ou passar algum tempo em pé. A barriga já cresceu muito (podem aparecer varizes e estrias) e já pesa, causando dores nas costas. No entanto, é muito importante que se sentir que está a ficar muito mais cansada do que o esperado para esta fase da gravidez, marque uma consulta com o seu obstetra para verificar se estará ou não perante um quadro de anemia na gravidez, que não passa de uma quantidade insuficiente de glóbulos vermelhos no corpo.

Se o médico aconselhar e permitir, é fulcral que pratique algum tipo de exercício físico na gravidez. Ajuda não só na retenção de líquidos, como no combate com inchaço e ajuda às pernas pesadas uma vez que ajuda  Para diminuir as dores é importante que faça atividades como pilates e yoga para grávidas, por exemplo. É ainda importante começar a preparar o períneo para o momento do parto, através de exercícios próprios para o efeito.

Além disso, é bastante provável que a sua pressão arterial esteja mais alta do que o normal. Contudo, fique alerta, pois se aumentar muito de peso, tiver a vista embaciada e os pés e mãos incharem repentinamente, pode estar perante um quadro de pré-eclâmpsia e nesse caso deverá deslocar-se de imediato a uma urgência hospitalar.

Qual o tamanho da barriga?

27 semanas de gravidez barriga

A sua barriga começa a ficar com um volume já bastante percetível! Mas, atenção, o tamanho da barriga varia de mulher para mulher. Há mulheres que fazem barrigas muito grandes e outras que fazem barrigas pequenas.

Nunca se pode esquecer de uma coisa muito importante: cada mulher é uma mulher!

Peso ideal para a futura mãe

Durante a gravidez, o aconselhável é que não ganhe mais do que 13/14 kg (mais kg menos kg), dependendo da estrutura da mulher e do seu historial clínico.

Agora, o aumento de peso é bastante célere, portanto há que ter cuidado com a alimentaçãoO ganho excessivo de peso na gravidez pode aumentar o  risco de hipertensão na gravidez e diabetes gestacional, podendo originar complicações durante o parto. Mas não se preocupe que o médico fará essa análise e indicar-lhe-á se estiver acima ou abaixo do peso ideal para a fase da gravidez em que se encontra e recomendar-lhe-á as medidas a tomar.

Saúde (consultas, exames e outras informações)

Nas consultas de pré-natal, o médico obstetra que acompanha a sua gravidez irá medir a sua pressão arterial, ouvir o coração do bebé e pedir diferentes análises de sangue e de urina para cada etapa da gravidez, com o propósito de controlar ou detetar problemas típicos da gravidez como pré-eclâmpsia e diabetes gestacional.

A partir das 20 semanas de gravidez, é possível que seja aconselhada a dormir de lado para evitar o excesso de pressão sobre a aorta e a veia cava, os principais vasos sanguíneos que, se tiverem comprimidos, podem comprometer a circulação do sangue e, consequentemente, uma correta capacidade de irrigação dos órgãos e do cérebro.

Como já deve ter notado, com o avançar das semanas, sente a bexiga cada vez mais “apertada”, o que é normal. Apenas deve estar atenta se sentir ardor ou dor a fazer xixi, falando com o médico, uma vez que estes sintomas podem indicar uma infeção urinária (bastante comum nesta fase da gestação), que se não for curada pode trazer consequências ao bebé aquando da sua passagem pelo canal de parto.

Com o aumento de peso, pode também sentir algum desequilíbrio e estar mais propensa a quedas. Portanto, proteja-se e tenha cuidados a desempenhar certas tarefas.

Além disso, as pernas podem começar a inchar e ficar pesadas, dando origem às varizes. Mas não há mal que não se cure! Ficar algum tempo em pé, andar um pouco e dobrar as pernas quando se senta são alguns truques.

Ainda no que toca à saúde, é essencial que tenha cuidados redobrados com os seus dentes e gengivas, que podem estar mais sensíveis (isto é válido para toda a gravidez).

Se sentir que as contrações não são de treinamento e que está (mesmo) a entrar em trabalho de parto, é importante deslocar-se de imediato para o hospital para que os médicos possam trabalhar no sentido de atrasar o parto, para que seu bebé tenha mais tempo para continuar a desenvolver-se.

Informações-chave desta semana de gravidez:

  • O pai já consegue sentir o bebé;
  • Apesar dos pulmões estarem ainda em formação, já estão habilitados a funcionar com ajuda médica;
  • Os soluços do bebé não costumam durar muito tempo e servem para treinar o seu pequeno diafragma;
  • É comum que se sinta mais cansada ao andar, as pernas inchadas ou com retenção de líquidos;
  • Atenção à alimentação, exercício físico e infeções vaginais;
  • É essencial que a futura-mamã tenha cuidados redobrados com o seu corpo.

Consulte a semana seguinte – 28 semanas de gravidez – ou volte ao Guia de Gravidez Semana a Semana.

Temas da Semana:

Veja também:

  • Dicas para as grávidas: Para que serve o pré-natal?
  • Parto: as diferentes formas de ver a magia acontecer!

Se encontrar alguma incorreção contacte-nos por favor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *