Família > Passear > Sitios a visitar

O que visitar na Ilha do Faial com crianças

ilha-faial

Conheça o nosso roteiro para se deslumbrar e divertir na "Ilha Azul".

A Ilha do Faial é a terceira mais habitada do Arquipélago dos Açores e oferece muitas experiências diferentes àqueles que a escolherem para explorar solo açoreano. Se procura estar em contacto com a natureza, em terra e em mar, aproveite as maravilhas que o Faial oferece e crie memórias que os seus filhos vão agradecer para sempre.

Natureza:

Miradouro do Cabeço Gordo e Cratera da Caldeira.

cratera-caldeira

Do ponto mais elevado da ilha podem observar o terreno deslizar suavemente até ao oceano, onde um outro “mar”, este de hortênsias, traz consigo para terra os tons azuis que dão nome à Ilha.

Com uma altitude de 1043 metros, é neste miradouro que se abre a imensa Cratera da Caldeira. Considerado o melhor miradouro da ilha, proporciona uma vista panorâmica de beleza única, que alcança o vale dos Flamengos, as duas baías da cidade da Horta, e a Ilha do Pico, ao fundo. Em dias de bom tempo e horizontes límpidos, o olhar pode atingir todas as ilhas do triângulo (Pico e São Jorge) e a Graciosa.

A Caldeira espanta pela imensidão e pelo revestimento de flores, plantas e árvores. As paredes desta depressão vulcânica estão cobertas por faias, louros, cedros-do-mato, musgos e fetos, entre outras espécies que pintam de verde a região. Antes de a visitar, passem pela Casa do Cantoneiro.

Parque Natural do Faial.

leveda-faial
Fotografia: JardimBotânico

Muitos dos locais citados neste guia pertencem ao Parque Natural do Faial. Ainda assim, queremos destacar o Parque como um todo, pelas infinitas possibilidades de passeios, trilhos e contacto com a natureza que proporciona. Adequados a diferentes níveis físicos, os trilhos apresentam vários níveis de dificuldade, mas muitos deles podem ser percorridos com crianças, desde que tomados os cuidados devidos. Levem bastante água e mantimentos para dar energia, calçado confortável, e animação!

Partam à descoberta do percurso da Levada, por exemplo, com uma extensão de 3km e dificuldade reduzida.  Antes de se iniciar o trilho, já de si belíssimo, é sugerida a passagem pelo Cabeço dos Trinta, um antigo cone vulcânico basáltico. Para além de podermos percorrer esta estrutura geológica, é possível entrar nela através de um túnel e visitar o centro da cratera deste antigo vulcão, hoje em dia revestido de vegetação. Uau!

Vulcão dos Capelinhos.

vulcao-capelinhos

O Vulcão dos Capelinhos ergue-se majestoso, como testemunho da última erupção vulcânica que ocorreu nos Açores e que acrescentou nova terra à Ilha do Faial. Visitar esta área é como ir à lua: cinzento por todo o lado! Ainda assim, as cinzas que contam a histórias das erupções vividas entre 1957 e 1958 começam a desaparecer, apagadas pelo verde que surge com o passar do tempo.

Um local imperdível!

Miradouro da Espalamaca.

miradouro_espalamaca
Fotografia: https://www.visitazores.com

Daqui também é possível avistar-se as outras ilhas do grupo central. Por muitos considerado o melhor miradouro do Faial, desde a Espalamaca vão poder apreciar uma excelente panorâmica sobre a cidade, a marina, a praia do Almoxarife e o Farol da Ribeirinha. Para os mais devotos, outro ponto de interesse: ergue-se aqui um monumento em honra de Nossa Senhora da Conceição, com mais de 30 metros de altura.

Monte da Guia.

monte-da-guia

Mesmo às portas da cidade da Horta, este “monte” é na prática um cone vulcânico com 145 metros de altura e com origem submarina.

Para se chegar ao cimo do monte basta seguir um caminho que desde a entrada do Porto da Horta conduz à crista do monte, local de onde se obtêm uma vista excelente a cidade da horta, a Ilha do Pico, a ilha de São Jorge e a ilha Graciosa, além de um imenso mar que enche o horizonte.

No cimo do monte podem também ver a capela dedicada a Nossa Senhora da Guia.

Praia de Porto Pim.

praia-porto-pim
Fotografia: JardimBotânico

Esta é a praia mais frequentada da ilha do Faial, localizando-se dentro da cidade, num recanto do Monte da Guia. É uma zona balnear de excelência e permite desfrutarem de uma maravilhosa vista enquanto se banham nas águas do Atlântico e se divertem e relaxam em família.

Jardim Botânico do Faial.

Jardim Botanico do Faial
Fotografia: Governo dos Açores

Neste belíssimo Jardim Botânico do Faial poderá conhecer as mais raras plantas dos Açores! Aqui encontram-se culturas agrícolas históricas, um orquidário extraordinário, uma coleção muito interessante de plantas medicinais e aromáticas, e também as principais plantas invasoras.

Cultura e Lazer:

Centro de Interpretação do Vulcão dos Capelinhos.

centro-interpretação-vulcao-capelinhos

O Centro de Interpretação do Vulcão dos Capelinhos explica, com um conjunto de exposições didácticas, como é que aconteceu a erupção do Vulcão dos Capelinhos, e como é que se deu a formação do arquipélago dos Açores. De uma forma diferente e muito interessante, vai poder aprender com as suas abobrinhas e saber mais sobre os diversos tipos de atividade vulcânica no mundo e a história dos faróis açorianos.

O Centro de Interpretação do Vulcão dos Capelinhos encontra-se soterrado, para não interferir com a paisagem, e foi nomeado pelo European Museum Forum para Melhor Museu da Europa em 2012.

No final da visita, subam ao Farol e tenham uma visão diferente da área cinzenta que abraça o Vulcão dos Capelinhos.

Fábrica da Baleia de Porto Pim.

fabrica-baleia-porto-pim

Baleias! Baleias por todo o lado (algumas delas gigantes e a pender do tecto!).

Aqui pode conhecer-se todo o processo de transformação e aproveitamento dos cetáceos, desde o desmanche até à recolha do âmbar, óleo e ensacamento da farinha. É visível toda a maquinaria utilizada em todo este processo , num Museu que conta a história e estórias da baleação da ilha do Faial até aos anos 80.

Na Fábrica da Baleia de Porto Pim está também instalado o Centro Virtual de Interpretação Marinha, que nos permite fazer uma viagem virtual até  3000m de profundidade, rumo aos diferentes ambientes costeiros e oceânicos dos Açores.

Forte de Santa Cruz.

forte-santa-cruz

O Forte de Santa Cruz da Horta, também conhecido como Castelo de Santa Cruz, foi erguido junto ao cais de desembarque da cidade, tornando-se na principal fortificação da ilha. Perdeu o seu carácter militar, com o passar dos anos, mas não a utilidade: abriu as suas portas e tornou-se a Pousada Forte da Horta – uma boa opção de alojamento, juntando História e conforto!

Peter Café Sport.

peter-cafe-sport

E agora para algo completamente diferente! Se há na família fãs de Vela, então é provável que já tenham ouvido falar deste espaço, inaugurado em 1918: é considerado o melhor bar para velejistas do mundo. Senão, merece ainda assim a visita: é o ponto de encontro cosmopolita que viu passar ao longo da sua história todo o tipo de gente, desde baleeiros, funcionários das companhias telefónicas, agentes secretos a navegadores.

Depois de uma deliciosa refeição neste espaço cheio de mística, mais um atractivo: o Museu de Scrimshaw do “Peter” nasceu em 1986 e constitui hoje um local de visita obrigatória para todos os que visitam o Faial. A sua importância é por todos reconhecida na medida em que lá se preserva, através das peças em exposição, o testemunho e a memória dessa grande aventura que foi a caça à baleia, principalmente nas ilhas do Faial e Pico.

E com a caça à baleia veio também o “Scrimshaw”. Goi a bordo dos navios baleeiros que o “artesanato de bordo” se desenvolveu. À excitação da caça e da captura da baleia sucediam-se rapidamente grandes períodos de rotina e monotonia a bordo. Este artesanato em osso e dentes de baleia é uma forma de arte muito própria que aqui tem a sua maior expressão.

Casa dos Dabney.

casa-dabney

Os Dabney instalaram-se no Faial em 1806 e cujo legado é ainda hoje visível no Faial. A contribuição cultural, histórica e científica desta família norte-americana pode ser comprovada na Casa dos Dabney, um dia sua habitação e agora uma espécie de Museu muito interessante. Além de descobrirem como era a vida de um Cônsul, neste complexo residencial podem visitar a casa com cisterna, o cais e abrigo para dois botes, um miradouro com uma vista lindíssima, uma pequena área de vinhas que se estende pela encosta em direção à baía de Porto Pim, e uma adega.

Aquário do Porto Pim – Estação de Peixes Vivos.

Aquario do Porto Pim
Fotografia: Siaram

Este Aquário encontra-se num edifício cheio de história, espaço onde no antigamente os homens se dedicavam a lavores como a seca do bacalhau e a primeira fábrica de óleo de baleia. A promoção do conhecimento sobre a biodiversidade do mar dos Açores, a par da sensibilização ambiental e recuperação de animais marinhos sensíveis, é o objectivo do Parque Natural do Faial, que gere também o Aquário.

O Aquário do Porto Pim – Estação de Peixes Vivos é um local fantástico para se aprender sobre a biodiversidade e sobre as espécies marítimas nos Açores: inclui um tanque central e dois conjuntos de tanques com as espécies costeiras mais comuns dos Açores, tal como uma exposição sobre o mar profundo.

É interessante e informativo, tanto para os mais pequenos como para os pais, e um local a não perder na ilha do Faial.

Tudo sobre férias em família

Férias em família em Portugal: explore as sugestões da Pumpkin

Descubra quando ir e quais os Museus Grátis por todo o país

Veja as recomendações dos nossos leitores de sítios a visitar com crianças por todo o país

Espreite as nossas dicas para viajar em família sem stress

Também lhe pode interessar:

Aventura, natureza, paz, cultura, descoberta e renovação: nos Açores há tudo!

Roteiro com dicas imperdíveis para conhecer uma Ilha que vai superar todas as suas expectativas.

Conheça a Ilha do Sol!

Conheça a segunda maior ilha dos Açores!

Fomos descobrir esta ilha maravilhosa do arquipélago dos Açores e ficámos encantados!

Conhecida como "a Ilha das Fajãs", tem muito mais a oferecer!

Mergulhe à descoberta da Graciosa, nos Açores.

Da natureza à cultura, listámos aquilo que não deve mesmo perder nestas duas ilhas açoreanas.

Se encontrar alguma incorreção contacte-nos por favor.