Ilhas Cíes: descubram em família estas ilhas paradisíacas - Pumpkin.pt

Ilhas Cíes: descubram em família estas ilhas paradisíacas

Ilhas Cíes

Contamos como reservar, onde dormir e o que fazer com os mais pequenos neste sítio incrível aqui mesmo ao lado.

Também conhecida como Ilhas das Gaivotas e llhas dos Faróis – a primeira alcunha pela quantidade impressionante destes pássaros que lá habitam; a segunda, pelos três exemplares com vistas giríssimas – as Ilhas Cíes são um destino incrível para passar uns dias relaxados em família.

Fica na costa galega da vizinha Espanha e mesmo aqui ao lado, somente a 1h30 do Porto. Se forem de Lisboa, a viagem é de aproximadamente 4h30: aproveitem e explorem também a costa norte portuguesa, há sítios giros para ir com as abobrinhas por todo o percurso!

O arquipélago é formado por 3 ilhas: Ilha do Norte (ou de Monteagudo), Ilha do Meio (ou Ilha do Farol) e Ilha do Sul (ou de San Martiño).

Enquanto as duas primeiras estão unidas pela praia das Rodas e por um pequeno caminho, à última chega-se apenas com embarcação própria.

Fonte: Parque Nacional Illas Atlanticas

Há muito para ver e fazer nas Ilhas do Meio e do Norte: descarreguem o folheto completo, planeiem a vossa visita com as nossas dicas e preparem as malas!

Prontos para a aventura?

Ilhas Cíes: saibam tudo antes de ir

Situação Coronavírus

Nós sentimo-nos bastantes confortáveis na Ilha: apesar de ser temporada alta, o limite de visitas diárias faz com que haja um espaço confortável para todos, principalmente nas praias. É obrigatório o uso de máscaras no barco, ao circularem pela Ilha e pelo Camping, e para acederem às casas de banho.

Por enquanto as reservas do Camping estão a funcionar normalmente, mas, caso tenham algum imprevisto, podem modificar ou cancelar a reserva com um aviso prévio de 7 dias à data de entrada – em caso de cancelamentos, o Camping devolve o valor integral da reserva.

Logo à chegada da Ilha há também um mapa com QR Code – assim podem planear o vosso dia com tranquilidade e segurança a partir do telemóvel.

Artigo atualizado no dia 28/08/2020.

Ilhas Cíes: Reservas e Autorização

Para manter o equilíbrio nas visitas e preservar o ecossistema das Ilhas Atlânticas, é necessário solicitar previamente uma autorização administrativa gratuita à Xunta de Galícia – o limite é de 1.800 pessoas por dia para as Ilhas Cíes, incluindo visitantes e campistas.

Se estiverem a pensar em dormir na ilha, o próprio Camping tramita a autorização necessária para as datas reservadas. Neste caso, precisam apenas de comprar os bilhetes de barco para a travessia.

Se optarem por passar somente o dia, devem pedir a autorização por conta própria no site da Xunta. Depois de finalizarem o processo, receberão um código de pré-reserva provisório e, a partir deste momento, não percam tempo: têm duas horas para adquirir os bilhetes de transporte num barco autorizado! Se neste período não adquirirem os bilhetes, o código de pré-reserva perde a validade e devem iniciar um novo processo de autorização.

O fato de os bilhetes serem limitados obriga-nos a planear a viagem com mais antecedência, mas, graças a esta limitação, mesmo nos dias com mais movimento há um espaço confortável para todos aproveitarem, filas aceitáveis nos restaurantes e, em tempos de pandemia, uma liberdade que nos permite manter a distância de segurança. Só vantagens, não é?

Ilhas Cíes: Como ir

Cómo comprar billetes para ir en barco a islas Cíes: horarios ...
Fonte: Guias Viajar

A única maneira de chegar às Ilhas Cíes é de barco: o serviço regular de travessia funciona na Páscoa, nos fins-de-semana de Junho e diariamente entre 1 de Julho e 15 de Setembro. Fora deste período, podem ir com excursões guiadas para grupos ou em barcos particulares.

Os barcos para as Ilhas Cíes saem de Vigo, Cangas, Baiona, Portonovo e Sanxenxo, sendo Vigo o principal porto de partida e chegada.

No porto é preciso trocar os bilhetes comprados pela internet na bilheteira da respetiva companhia antes de embarcar – nós fomos pela Mar de Ons e correu muito bem! Podem espreitar ainda outras companhias autorizadas aqui.

Os horários de partida e chegada variam de companhia para companhia, então consultem diretamente os sites de cada empresa e vejam qual se encaixa melhor no vosso roteiro.

Para chegar a Vigo, podem ir de de carro – está a 1h30 do Porto e aproximadamente a 4h30 de Lisboa – ou de avião, já que há um aeroporto em Vigo.

Nós já estávamos em Espanha, então fomos até Vigo de carro e estacionámos no parque privado O Berbes (30€ por dia). Recomendamos reservar a vossa vaga antes de ir – o parque é também bastante concorrido!

A travessia até as ilhas dura um pouco menos de 1 hora e, apesar do mau tempo (com neblina na ida e chuva no regresso), foi bastante tranquila. O uso de máscaras é obrigatório durante todo o percurso.

Ilhas Cíes Camping

Camping Ilha Cíes. Fonte: Facebook Camping Islas Cíes
Fonte: Facebook Camping Islas Cíes

Só há uma opção de alojamento para dormir na Ilha e a reserva é obrigatória: um Camping com vista incrível para o lago! Podem alugar uma parcela e levar a própria tenda ou alugar uma tenda já montada e que possui cama.

Apesar de a primeira opção ser mais barata, a segunda pode ser mais prática, pois não perdem tempo a montar a tenda e podem viajar com menos malas e peso.

Quando fizemos a reserva, só havia disponível a opção de levar a própria tenda: apesar de uma noite de muita chuva, adorámos a experiência!

O Camping conta ainda com uma infraestrutura incrível:

  • Supermercado com produtos básicos de alimentação e higiene;
  • Bar/restaurante de tapas para tomar um café ou uma cerveja com vista para o mar e para o lago;
  • Restaurante self-service (temos de pedir a comida num balcão e depois os empregados de mesa levam-na à mesa). É o único do camping com opções vegetarianas, além de pacotes de batatas fritas: há vários sabores de hambúrguer vegetarianos, provámos o de seitan e era muito bom! Neste restaurante é também onde servem o pequeno almoço;
  • Restaurante a la carte com praticamente as mesmas opções do restaurante self-service;
  • Dois balneários – ambos grandes e limpos – sendo um deles só com sanitários e outro com duches. Quem está hospedado recebe uma ficha para um banho de água quente de 3 minutos e, já no duche, podemos colocar mais moedas para aumentar o tempo de água quente.

O checkout é às 12h, mas se o vosso barco só sair mais tarde, podem deixar as malas num espaço do camping logo à entrada.

Atividades para crianças no Camping

Além de tudo o que podem fazer na ilha, o Camping possui uma zona de relvado também com vista para o lago, onde se organizam atividades para os mais pequenos.

Há jogos para miúdos com mais de 4 anos, observação astronómica (gratuito para abobrinhas até 5 anos, 2€ para abobrinhas de 5 a 10 anos e 6€ para abobrinhas acima de 10 anos e adultos) e sessão de cinema ao ar livre – na noite em que lá estivemos estava a passar Peter Pan.

O que fazer nas Ilhas Cíes

Praias, mergulhos, trilhas, observação de animais e de estrelas: por mar e por terra, há muito o que descobrir neste paraíso atlântico!

Desfrutar das praias

Praia de Rodas: é a praia cartão-postal da Ilha e não por acaso – são kilómetros de areia branca fininha, banhadas por um mar azul turquesa digno de Caribe. Do outro lado, a vista para o lago cheio de aves completa esta praia gira, gira! É também esta a praia que une as ilhas do Meio e do Norte, lembram?

Praia das Figueiras: esta praia intimista fica ao lado da praia de Rodas. Nós gostamos por ser igualmente linda, mas mais vazia e com árvores que ajudam a aliviar o calor nos dias mais quentes. Nela é permitido o nudismo.

Praia da Cantareira: é uma praia de calhaus, sem areia e, apesar da vista bonita, pode não ser a mais confortável para banhar-se.

Praia das Margaridas: há que andar um pouco mais para chegar a esta pequena praia, mas serão recompensados com uma praia inteirinhas para vocês – está quase sempre vazia. Recomendam também como um bom spot para mergulhar.

Calas Mixueiro y Areina: pequeninas e ao lado do porto, são duas calas tranquilas e ideais para um último banho antes de apanharem o barco.

Praia dos Bolos: também conhecida como Praia das Conchas pelo grande número de exemplares que ali encontram, está localizada ao final da Praia de Rodas e é a mais próxima ao Camping.

Praia da Nossa Senhora: é uma praia bem localizada e protegida, bom refúgio nos dias em que o vento sopra forte do norte. É também conhecida por ser um ótimo local para snorkel.

Percorrer uma (ou todas!) as rotas

Farol da Porta Ilhas Cíes

Há quatros rotas bem delimitadas e, no geral, tranquilas para serem feitas com crianças: a mais curta dura 45 minutos (somente ida). Espreitem só:

  • Rota do Alto do Príncipe (cor azul): 1,7km do posto de informação até ao Alto do Príncipe. Duração aproximada de 45min (só ida).
  • Rota do Farol da Porta (cor verde): 2,6km do posto de informação até ao Farol da Porta. Duração aproximada de 1h (só ida).
  • Rota do Farol do Peito (cor laranja) : 2,5km do posto de informação até ao Farol da Porta. Duração aproximada de 1h (só ida).
  • Rota do Farol de Cíes (cor amarela): 3,5km do posto de informação até ao Farol de Cíes. Duração aproximada de 1h30min (só ida)

Prontos para explorar as Ilha Cíes a pé?

Aventurar-se em desportos aquáticos

Kayak, Stand Up Paddle, Snorkel… Com suas águas cristalinas e calmas, as Ilhas Cíes são ideais para praticarem desportos aquáticos!

Podem descobrir a sua fauna e flora marítma – são mais de 100 espécies! – a fazer snorkeling ou, se quiserem uma experiência ainda mais imersiva, a mergulhar. Há diversas empresas que oferecem estes serviços.

Quando fomos, os serviços de kayak do Camping estavam suspensos como medida de segurança do Covid.

Ver estrelas

Fonte: Naviera Nabia

Com um céu livre de poluição e longe da costa, o parque nacional é também considerado um destino Starlight! O Camping organiza excursões de observação astronómica acompanhadas por um guia, que vos explicará tudo sobre as principais constelações e planetas.

Podem reservar a atividade diretamente na recepção do Camping ou por email.

Observar aves

As Ilhas Cíes são um refúgio para um grande número de aves marinhas e, por isso, foram declaradas como Zona de Especial Proteção para Aves.

Lá habita a maior colónia do mundo de gaivotas pata-amarela, de corvos-marinhos e de gaivotas prateadas! Podem admirá-las num dos dois observatório de aves que lá existem – além de desfrutar das vistas incríveis, é claro.

Restaurantes Ilhas Cíes

Há várias opções de restauração nas Ilhas, a começar pelo restaurante Rodas logo em frente ao porto – e sempre mais cheio exatamente por este motivo. Podem comer dentro do restaurante, nas mesas do lado de fora (cuidado com as gaivotas!) ou reservar para comer no terraço. Há bom marisco, peixe fresco e vinho (as especialidades são Rías Baixas e Ribeiro) e, se forem de doces, provem a Tarta de Santiago, que é mesmo boa!

Os restaurantes do camping também são bons e com preços acessíveis (mais detalhes acima). Existem ainda dois bares que não tivemos oportunidade de ir: Bar Serafín, especializado em petiscos, e Bar Begoña, de sanduíches quentes e frias.

Outras informações importantes:

  • Não se esqueçam de acrescentar 1 hora ao vosso relógio – o fuso horário de Espanha é outro!
  • Levem sacos de lixo: na ilha não há caixotes e cada um deve entregar os seus próprios resíduos no porto de origem. Muito sustentável, não é?
  • É sempre uma boa opção levar alguns lanches, como sandes e frutas, além de água – quando fomos, os parques de merendas estavam fechados por causa do COVID, mas podem comer na praia;
  • Levem calçado desportivo, roupa cómoda, protetor solar, chapéus e toalhas, mas também um agasalho e capa de chuva mesmo no verão, principalmente se forem dormir por lá;
  • Não é permitido animais domésticos (excluindo cães de guia);

Tudo a postos? Boa viagem!

Também vos pode interessar:

Este artigo foi útil para si?

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *