Família > Passear > Dicas de viagem

Como não perder as crianças?

perder uma criança

A Pumpkin reuniu as melhores dicas de prevenção para que os seus filhos estejam sempre em segurança - e diz-lhe o que fazer se perder as crianças.

À maioria de nós já terá acontecido – aquele segundo em que, depois de colocarmos os legumes no carrinho do supermercado, falamos com o nosso filho e é o silêncio quem nos responde. Quando olhamos para trás e não o vemos, o pânico é imediato e transforma-nos. O coração acelera, os sentidos aguçam-se e parecemos baratas tontas, num movimento frenético pelos corredores. E, de repente, um pacote de bolachas e um “mamã, eu quero!” devolve-nos o alívio e a vida.

Felizmente, a história acaba muitas vezes assim, mas nem sempre, principalmente em férias, onde o risco potencial de perder uma criança é ainda maior. A pensar nisso, a Pumpkin reuniu as melhores dicas de prevenção, para que os seus filhos estejam sempre em segurança, e diz-lhe como agir em caso de desaparecimento real.

Prevenção

Pulseira “Estou Aqui”

Pulseiras Estou Aqui

A Polícia de Segurança Pública – PSP desenhou a pulseira “Estou Aqui”, destinado a proteger crianças dos 2 aos 9 anos de idade. A pulseira foi desenvolvida com elevados padrões de qualidade, de forma a garantir uma longa durabilidade (até doze meses).

A cada criança é atribuída um código alfanumérico de identificação, mas a chapa funciona nos dois sentidos, já que também indica à criança o número de telefone a utilizar em emergências: o 112. O programa da PSP dura até 30 de Setembro, mas a base de dados é mantida até 31 de Dezembro.

A pulseira pode ser utilizada também na União Europeia, já que a PSP trabalha ativamente com as polícias suas congéneres.

Pulseira “Segue-me”

segue-me

O conceito da “Segue-me” é muito semelhante ao da pulseira desenvolvida pela PSP. Cada criança tem uma pulseira com o seu nome e o número de telefone dos pais, de forma a que qualquer pessoa possa entrar em contato direto com eles e assim devolver a criança à segurança da família. As missangas podem ter cores diferentes e criam um acessório giro que os seus filhos adorarão usar. 

App Remumber

remumber

A Missing Children Europe lançou uma aplicação amigável para crianças, de forma a ajudá-las a memorizar o número de telefone de um adulto da família. O objectivo é claro e simples: que os nossos filhos sejam capazes de indicar o nosso contato a um agente de autoridade ou a alguém a quem peçam auxílio. A Pumpkin já lhe explicou o que é e como funciona a Remumber.

Mochila infantil com coleira

trela-toddlepak

Este é um método polémico, mas a sua eficácia está assegurada pela força da nossa mão. As marcas têm trabalhado no sentido de desenvolver soluções menos ofensivas aos olhos de quem vê, de forma a evitar comparações desagradáveis. A Toddlepak tem, entre outros modelos, esta mochila de leão super amorosa.

Ensinar, Preparar, Supervisionar – Outras dicas de prevenção do Instituto de Apoio à Criança

não perder crianças

– Tenha sempre definido com os seus filhos um ponto de encontro em caso de algum se afastar ou perder de si.

– É recomendado também que os lembre de que são os pais quem vão à procura deles e não o contrário. Assim, garante que a criança permanece onde está, caso não se recorde do local de encontro previamente combinado.

Diga-lhe que se mantenha em locais com muita gente, e que grite ou tente resistir caso seja abordado por algum desconhecido que o tente levar consigo ou que lhe ofereça doces em troca de alguma coisa. Alerte-os também para não confiar em ninguém que lhes diga que sabe onde estão os pais.

Lembre os seus filhos de que podem (e devem!) falar com um funcionário de uniforme, como um polícia ou um caixa de supermercado, para lhes dizer que está perdido.

Vista o seu filho com cores fortes e vivas, de forma a poder identificá-lo mais facilmente em lugares movimentados e/ou com muitas crianças.

Nunca deixe o seu filho sem supervisão, dividindo-a com pessoas da sua confiança.

Não sei do meu filho, e agora?

As crianças, quando perdidas, normalmente caminham em direção contrária à do sol. Deve por isso iniciar as suas buscas também de costas para ele. Dentro de um supermercado, por exemplo, a tendência será dirigirem-se à porta, por isso tente correr para lá o mais rápido possível, em vez de procurar desesperadamente pelos corredores. 

Só pelo facto de dominar a linguagem, não espere que o seu filho saiba pedir ajuda: a ansiedade e a angústia da situação podem rapidamente apoderar-se da criança. Ainda assim, é importante ensinar às crianças o nome completo dos pais e, aos mais velhinhos, o seu número de telemóvel. Há muitas crianças que quando questionadas dizem que a mãe se chama “mamã”. 

Se não conseguir encontrar o seu filho de forma rápida, entre em contato com a polícia local ou com o 116 000 a partir de onde quer que esteja na Europa.

miúdos no radar

Se estiver em Portugal, lance um alarme através da app Miúdos no Radar. Esta aplicação permite ao utilizador (pais, professores, educadores, gusrdiões) lançar um alerta de desaparecimento de uma criança diretamente para o servidor do Comando de Operações da Guarda Nacional Republicana e para a Associação Portuguesa de Crianças Desaparecidas

Do alerta consta uma rápida identificação da criança e a sua fotografia actual, o que permite à polícia saber exactamente de que criança se trata e quais as coordenadas GPS do local de onde foi lançado o alerta. Tenha em atenção que só o deve fazer se tiver já registado as crianças previamente no sistema

Se encontrar alguma incorreção contacte-nos por favor.

Um comentário em “Como não perder as crianças?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *