Família > Passear > Dicas de viagem

10 dicas para viajar com crianças

dicas-viagem-familia

Todos sabemos que viajar com crianças tem os seus desafios!

Está a pensar em viajar com os seus filhos? Parabéns, muito provavelmente isso significa que é um bom pai! Todos sabemos que viajar com crianças tem os seus desafios, e que nem todos os pais estão dispostos a lidar com os “sacrifícios” impostos. Mas a verdade é que deviam! As suas crianças só têm a ganhar com mudar de ares, e de certeza que após a viagem só as boas memórias permanecerão, enquanto as situações potencialmente mais stressantes são enfiadas debaixo da areia.

Leia estas 10 dicas para criar memórias que os seus filhos guardarão com um sorriso para toda a vida, para aprender a reduzir o stress e para desfrutarem de uma viagem inesquecível!

1. A atitude é o mais importante.

As coisas vão correr mal. Nem tudo sairá como previsto. Vão existir momentos de fome, aborrecimento, dores de cabeça, vão-se perder, vão perder o comboio ou o chapéu de praia… O segredo é não entrar em pânico nem ficar triste. Seja mais flexível e continue a sorrir. Ao invés de stressar por não conseguir encontrar o hotel, transforme esse problema numa aventura. Diga aos seus filhos que estão a fazer uma caça ao tesouro e prometa um prémio a quem encontrar o hotel primeiro. Ver o lado bom das coisas ajuda a esquecer qualquer problema.

2.    Prefira visitas guiadas.

A melhor maneira possível de reduzir o stress, de evitar a ansiedade e de descontrair, enquanto aproveita ao máximo o tempo em família, é deixar o planeamento da viagem nas mãos de um profissional. Contratem um guia, por exemplo! Livra-se da parte mais chata de organização, ao mesmo tempo que isso lhe permite ver o local com os olhos de quem o conhece melhor do que ninguém. Sentir-se-ão seguros e relaxados.

3.    Escolha bem os brinquedos.

Corremos sempre o risco de levar brinquedos a mais ou a menos. Tenha noção de para onde vai e quantas horas demorará o passeio. Em caso de dúvida, leve sempre os brinquedos favoritos do seu filhos, ou algum novo que tenha recebido há pouco tempo e que ainda desperte muito interesse na criança. Também pode comprar-lhe uma prenda durante a viagem, claro, mas deixe-o escolher. Ha que lembrar que a deslocação é, para as crianças, a parte mais aborrecida da aventura. Tenha brinquedos práticos com que eles se possam entreter em qualquer meio de transporte.

4.    Dê responsabilidades às crianças.

As crianças amam responsabilidades. Sentem-se importantes e respeitados. Incluam-nos no planeamento. Dê-lhes uma lista de hotéis para que possam dizer aquele de que mais gostam, deixe-os escolher em que dias preferem fazer cada atividade, conversem sobre o dinheiro disponível e as melhores formas de o aproveitar… Os seus filhos terão uma maior noção dos porquês de alguns “não” seus se compreenderem exatamente quanto dinheiro têm convosco. Pode até dar-lhes a hipótese de negociar: “Sabes o dinheiro que temos. Se comprarmos isso, não vamos poder faze aquela atividade tão gira que programámos. O que é que preferes?”. Converse com eles e respeite as suas ideias, trate-os como adultos, e eles vão respeitá-lo e amá-lo ainda mais.

5.    Aprendam algo novo juntos.

Isto é tão importante! Aprendam a surfar, vão mergulhar juntos, andem de canoa, visitem um monumento ou museu e ouçam com atenção as histórias contadas pelos guias ou pelos locais. Terão mais assunto para conversar sobre coisas de que todos gostem, e eles vão achar o máximo ter pais tão aventureiros e curiosos. Além de que cultura nunca é demais!

6.    Deixe o melhor para o início.

Lembra-se da primeira dica? Espere o inesperado e esteja preparado para todas as eventualidades. E por isso mesmo, há que estabelecer prioridades. Faça uma lista das atividades mais divertidas por ordem decrescente de interesse. Faça as do topo da lista primeiro. Às vezes azares acontecem, e não vai querer regressar a casa com a sensação de que desaproveitou as férias porque não fez a atividade com que andava a sonhar há meses.

7.    Escreva um diário de viagem. (Quer dizer, deixe-os escrever). As crianças têm muito mais energia do que nós. Quando regressamos cansados ao quarto de hotel depois de um longo dia de diversão, os seus filhos ainda vão querer mais.. Funcionam a Pilhas Duracell! Dê-lhes algo divertido e criativo, para acalmar as emoções. Um diário de viagem é uma atividade perfeita. Guardarão as melhores memórias, ainda tão vivas, pelas suas próprias palavras. Façam também um álbum de fotografias da viagem – não precisa de ser só no regresso, já há tantos locais onde pode imprimir rapidamente os seus melhores clicks!

8.    Encontrem “coisas grátis” para fazer.

Feiras, concertos so ar livre, eventos culturais, aproveitar a praia, brincar no parque, visitar museus de acesso livre, todas estas atividades são grátis e ainda assim tão interessantes. As crianças não querem saber se a atividade é cara ou barata, eles querem apenas sentir-se incluídos e passar tempo de qualidade com os pais.

9.    Tenham um ponto de encontro definido.

Perder uma criança é o pior medo quando se viaja. A primeira coisa a fazer quando se chega é definir com os filhos um ponto de encontro. A Pumpkin reuniu uma lista essencial com todas as dicas e meios para prevenir um desaparecimento.

10.  Promova a interação com as crianças locais.

As crianças adoram poder dizer que têm amigos de outros países. Sentem-se orgulhos! E é, acima de tudo, uma experiência cultural interessante e uma forma única de alargar os horizontes dos seus filhos. Aprender os costumes de alguém que não vive no mesmo país promove a tolerância e abre espaço à educação e crescimento de crianças mais felizes. Nem sequer é necessário que falem a mesma língua – as crianças conseguem sempre comunicar. Leve-os ao um parque infantil perto do hotel e diga-lhes que brinquem com as outras crianças.

Esperemos que este artigo, escrito originalmente pela Tourvia e traduzido pela Pumpkin com autorização do autor, o ajude a planear as próximas férias em família. Se já tiver viajado com as suas crianças e tiver mais alguma dica, conte-nos!

Se encontrar alguma incorreção contacte-nos por favor.