Família > Sãos e salvos > Segurança

Viajar em segurança em família e na carrinha da escola

Viajar seguranca família carrinha escola

Dicas para viajar em segurança em família e na carrinha da escola.

As viagens de carro ou na carrinha da escola fazem parte do dia-a-dia das crianças e adolescentes. Todos os dias em Portugal, em média, 12 crianças sofrem um acidente de viação (média anual 2010, 2011, 0-17 anos, feridos e mortes). O ambiente rodoviário é aquele em que mais crianças morrem, sobretudo enquanto passageiras.

Será que os pais conhecem as condições em que os seus filhos são transportados? Não corra riscos desnecessários, siga os conselhos da APSI e garanta que as suas crianças viajam em segurança.

Em família

– Utilize e garanta que todos os passageiros, crianças e adultos, utilizam o cinto de segurança bem colocado e sem folgas, em todas as viagens.

– Transporte as crianças até terem 1,5m de altura numa cadeirinha adequada à sua idade, tamanho e peso, bem instalada no automóvel – em todas as viagens (mesmo a baixas velocidades e em distâncias curtas).

– Transporte a criança de costas para o sentido do trânsito até aos 3/4 anos, de modo a que o pescoço – ainda muito frágil – fique protegido.

– Acondicione bem as bagagens pois, em caso de acidente, os objetos soltos podem causar lesões graves nos passageiros.

– Faça paragens frequentes em locais afastados do trânsito e tire as crianças das cadeirinhas para mudarem de posição, descansarem, brincarem, etc. Dê-lhes água para evitar que desidratem.

– Nas garagens ou outras zonas de estacionamento, faça as manobras, sobretudo marcha atrás, quando não houver crianças por perto.

– Nunca deixe as crianças sozinhas dentro do carro.

– Tranque sempre o carro e guarde a chave fora do alcance das crianças.

Na carrinha da escola

– Ao c ontratar um serviço de transporte regular, e antes de cada visita de estudo ou passeio, pergunte aos responsáveis se o motorista que vai transportar as crianças está certificado e se o veículo está licenciado (o que implica que as portas não possam ser abertas por dentro e que tenha cintos de segurança, por exemplo).

– Exija que o seu filho seja transportado numa cadeirinha adequada ao seu peso e tamanho – é a única forma de garantir que não sofrerá lesões graves se houver um acidente.

– Informe-se também se estará presente um outro adulto, para além do motorista, que zele pela segurança das crianças durante a viagem, no interior e exterior do veículo.