Família > Sãos e salvos > Segurança

Vamos deixar que este verão seja igual aos outros?

Vamos deixar verão seja igual outros?

Chegou o Verão! E com ele inicia-se a pior época do ano em termos de afogamentos com crianças. Todos os anos, em média, 9 crianças morrem na sequência de um afogamento e 32 são internadas.

“É verdade que o número de mortes e internamentos com crianças e jovens diminuiu muito face a 2003, primeiro ano em que a APSI lançou a campanha A Morte por Afogamento é Rápida e Silenciosa, mas continua a ser inaceitável os casos de afogamentos a que assistimos todos os anos: acontecem sempre da mesma forma e são facilmente evitáveis”, refere Sandra Nascimento, Presidente da APSI.

Ao longo dos últimos quatro anos 35 crianças morreram e 129 foram internadas. Os meses mais críticos são julho e agosto.

A maior parte dos afogamentos acontece com rapazes e com crianças dos 0 aos 4 anos de idade. As piscinas e os rios/ribeiras/lagoas são os locais onde se verificam mais afogamentos.“Nas piscinas acontecem com as crianças mais pequenas, em casa ou perto dela, com os adultos presentes; nos rios, ribeiras e lagoas com as crianças mais velhas, quando vão passear ou brincar com os amigos ou familiares para estes locais”, acrescenta a responsável.

O afogamento acontece em muito pouca água, é rápido e silencioso. Pode acontecer a qualquer família.

A APSI lança mais uma vez a campanha ‘A Morte por Afogamento é Rápida e Silenciosa´. Não queremos outro verão como os anteriores.

Saiba como agir em www.apsi.org.pt