Família > Sãos e salvos > Segurança

No inverno em segurança

No inverno seguranca

Dicas para ter um inverno em segurança.

– Deve evitar-se roupa em excesso e demasiado apertada. Os adultos esquecem-se que devem vestir às crianças o mesmo tipo de roupa que eles próprios vestem. Aquecer demasiado os bebés pode ser muito perigoso, pois nos primeiros meses de vida o seu “termóstato” interior ainda não está bem regulado, correndo por isso maior risco de sobreaquecimento.

– Na cama das crianças com menos de um ano é mais seguro utilizar lençol e um ou mais cobertores leves de lã em vez de um édredon.

– Se utilizarmos uma botija ou saco de água quente na cama da criança, este deverá ser retirado antes de a deitarmos para que não se queime pelo contacto com o objeto quente. Existe também o risco de este rebentar, ou deixar escapar água muito quente, o que poderá causar queimaduras graves.

– É frequente aquecermos demasiado o quarto do bebé ou toda a casa, o que contribui para agravar o risco de sobreaquecimento. A escolha do sistema de aquecimento é importante, pois alguns têm um risco acrescido de acidentes. Assim, no quarto das crianças é preferível o aquecedor a óleo que mantém uma temperatura estável e não seca demasiado o ar, não havendo risco de intoxicação por monóxido de carbono.

– O monóxido de carbono é um gás sem cheiro, que se acumula em salas ou quartos aquecidos por lareiras, braseiras ou aquecedores a gás. É fundamental manter sempre a porta destas divisões da casa um pouco aberta para evitar a sua acumulação. Pelo mesmo motivo, o esquentador nunca deverá ser instalado na casa de banho – a cozinha é um lugar mais seguro, mas a porta deve ficar entreaberta sempre que esteja a ser utilizado. Os primeiros sintomas desta intoxicação são cansaço ou sonolência e por vezes não dão tempo para nos apercebermos do que está a acontecer e pedirmos ajuda.

– Em algumas casas ainda é habitual colocar brasas da lareira em braseiras para aquecer algumas divisões ou zonas de passagem. Além das intoxicações há ainda o risco de queimadura por contacto, sobretudo em crianças pequenas que aprendem a andar. Facilmente gatinham para dentro da braseira ou caem sobre ela quando se desequilibram. As braseiras, lareiras ou salamandras apresentam ainda um risco acrescido de queimadura pelo fogo e incêndio da casa. Todos os aquecimentos deverão ser desligados ou apagados quando saímos de casa e antes de nos deitarmos.