Família > Sãos e salvos > Segurança

Brincar sobre rodas

Brincar sobre rodas

Dicas sobre como andar de bicicleta, patins ou skate de forma divertida e segura.

Andar de bicicleta, patins ou skate são atividades saudáveis e divertidas e que apetecem cada vez mais, quando os dias se tornam mais longos e as tardes mais quentes. Mas, os acidentes podem acontecer e é preciso garantir que as suas consequências não são graves (só queremos recordações boas destes momentos!).

A regra número um é usar sempre capacete, pois, em caso de queda, este equipamento protege a cabeça e reduz em sete vezes a possibilidade de uma lesão cerebral.

Não se esqueça que o exemplo dos adultos é fundamental, por isso, sempre que andar de bicicleta ou patins, use também um capacete.

Leia estas dicas e tenha diversão e segurança garantidas!

– As crianças devem usar capacete sempre que brincam sobre rodas, seja nos patins, na trotineta, no triciclo ou na bicicleta (mesmo com “rodinhas”), seja nas cadeiras das bicicletas dos adultos.

– Escolha um capacete que apresente a marcação CE. Garanta que é um equipamento de proteção, aprovado de acordo com as normas de segurança europeias para este tipo de artigo (EN 1078).

– Se a criança não gosta de usar capacete, explique-lhe que até os melhores ciclistas por vezes caem e que o capacete evita que possam magoar-se gravemente. Deixe-a escolher um capacete ao seu gosto, com cores, desenhos ou autocolantes – mas que cumpra as normas de segurança.

– O capacete deve ser adequado ao tamanho da cabeça e ficar bem ajustado. Coloque-o centrado na parte superior da cabeça, e nunca inclinado para trás ou para a frente. Uma das correias deve ser colocada pela frente da orelha e a outra por trás e devem ser apertadas bem justas por baixo do queixo.

– Escolha uma bicicleta, trotineta, patins ou skate adequado ao tamanho da criança (na bicicleta deverá chegar com os pés ao chão) e verifique regularmente se está em bom estado (travões, pneus ou rodas, luzes, campainha).

– Ensine as crianças a manobrar a bicicleta, os patins, o skate ou trotineta e a travar em segurança.

– Escolha locais adequados para estas brincadeiras sobre rodas, afastados da estrada e do trânsito.

– As crianças mais crescidas, e que já dominam bem os equipamentos, podem começar gradualmente a utilizar vias próximas do trânsito automóvel, mas, na primeira fase, sempre acompanhadas. Para além disso, devem usar, materiais refletores na bicicleta, no capacete, nas calças ou nos sapatos, de dia e de noite, para que os condutores as vejam melhor.

– A utilização de joelheiras, cotoveleiras e proteções para os pulsos podem aumentar o conforto e a segurança. As calças largas e os chinelos devem ser evitados porque aumentam a probabilidade de quedas.