Como lavar as mãos em tempo de coronavírus (e sempre?) - Pumpkin.pt

Sabem por que é tão importante lavar bem as mãos? Nós explicamos!

lavar as mãos

Nos últimos tempos, muito se tem falado sobre a higienização correta e frequente das mãos, como uma das formas de prevenir a contaminação pelo novo coronavírus.

Muitos ainda questionam o porquê da importância deste gesto e se é realmente preciso ensinar as pessoas a fazer uma coisa, aparentemente, tão simples e básica como lavar as suas próprias mãos, um hábito de higiene diário.

É verdade, lavar bem as mãos é mesmo essencial e pode fazer a diferença entre contrair ou não este vírus. E, sim, é necessário ensinar a lavar bem as mãos, pois não basta passá-las por água e por um pouco de sabão. A Doctorino explica tudo!


Por que é tão importante lavares bem as mãos? 

Comecemos, então, pelo primeiro tópico: por que é tão importante lavar bem as mãos.

Pensemos no nosso dia-a-dia. Provavelmente, as mãos são das partes do corpo que mais utilizam diariamente, quer para pegar em objetos, quer para tocar na cara, por exemplo.

Com elas, seguram os produtos que compram no supermercado, mas também coçam os olhos, quando sentem comichão.

Com elas, pegam no telemóvel para fazer uma chamada, mas também levam alimentos à boca. Isto significa que as mãos transportam as “impressões digitais” de tudo aquilo em que tocaram e em que outros também tocaram.

E o que tem tudo isto a ver com o COVID-19?

Na situação atual de pandemia, causada pelo novo coronavírus, sabemos que os principais agentes de contágio são as gotículas, secreções e aerossóis de pessoas infetadas.

Ora, se os cuidados de higiene e a “etiqueta respiratória” de cada um não for exemplar, a consequência mais provável é a de que as mãos dos indivíduos contaminados sejam portadoras do vírus.

Logo, todas as superfícies em que eles toquem irá ficar contaminada, durante um período de tempo que dependerá, nomeadamente, do material da superfície em questão.

Assim, através deste circuito, o vírus vai circulando e basta a simples ação de levar a mão contaminada à boca para se dar o contágio pelo novo coronavírus.

Deste modo, lavar as mãos bem e regularmente, sobretudo depois de se tocar em objetos ou superfícies que não sabemos se estão ou não contaminadas, é fundamental para evitar a propagação do vírus.

Aprendam a lavar as mãos corretamente

Pode ser difícil de acreditar, mas a maior parte das pessoas não lava as mãos adequadamente. Muitos de nós, limitam-se a passar as mãos por água e por um pouco de sabão/sabonete/ gel de mãos. Uma ação que, geralmente, ocupa menos de 10 segundos e que se revela insuficiente no momento de eliminar um vírus que tenhamos nas nossas mãos.

Este é um momento de aprendizagem para toda a humanidade e uma excelente altura para mudar hábitos para melhor. Um gesto tão simples, fácil e salutar como lavar bem as mãos pode salvar a nossa vida e a dos que estão à nossa volta e tem benefícios não só no imediato, como no futuro.

Quem tem crianças deve, desde já, começar a sensibilizá-las para esta atitude que pode ser tão determinante em termos de saúde individual, como de saúde pública. Para terem uma ideia, higienizar bem as mãos não deve demorar menos de 20 segundos (o equivalente à duração da canção “Parabéns a você”!).

Por isso, vão lavar as mãos, cumprindo as seguintes recomendações da Direção Geral da Saúde:

  1. Principiem por molhar as mãos com água.
  2. Cubram toda a superfície das mãos com sabão.
  3. Esfreguem as palmas das mãos uma na outra.
  4. Juntem as palmas das mãos e entrelaçem os dedos.
  5. Esfreguem rotativamente todos os dedos.
  6. Esfreguem a região do pulso.
  7. Enxaguem as mãos em água abundante.
  8. Sequem bem as mãos num toalhete descartável ou numa toalha (devendo mudar com frequência as toalhas disponíveis).

Fonte: Direção Geral de Saúde


Querem receber conselhos sobre esta e outras medidas de prevenção do novo coronavírus? Sigam o blog ou marquem uma vídeo consulta com um médico através da doctorino.pt.

Também vos pode interessar:

  • Coronavírus: sabem que os sintomas são semelhantes aos da gripe?

Este artigo foi útil para si?

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *