Reabertura das Escolas: Pré-Escolar e alguns ATLs a 1 de junho - Pumpkin.pt

Reabertura das Escolas: Pré-Escolar e alguns ATLs a 1 de junho

reabertura pré escolar e atls

O pré-escolar e alguns ATLs reabriram a 1 de junho. Que medidas vão ser adotadas e como podemos preparar os mais novos para esta transição?

Chegámos à 3ª fase de desconfinamento depois do choque da pandemia: significa isto que reabrem mais sítios para passear em família, os teatros e cinemas, os centros comerciais, entre outros espaços. Continua também a reabertura das escolas: alguns ATLs e jardins de infância voltaram a funcionar, juntando-se às creches, que já tinham aberto a 18 de maio.

NOTA: existem vários tipos de ATLs, e nem todos voltaram a funcionar, sendo que alguns só abrirão portas no próximo ano letivo. Confirmem junto do ATL das vossas abobrinhas quais são os planos de reabertura.

Os miúdos estão nervosos e os pais ainda mais, mas, em alguns casos, é mesmo inevitável voltar a deixá-los na escolinha. Reunimos informações úteis, documentos importantes e recursos explicativos para tornar esta transição mais fácil para todos.

Condições de reabertura do pré-escolar e alguns ATLs

Documentos úteis

O Governo Português e a DGS publicaram dois documentos destinados tanto a profissionais de ensino como aos encarregados de educação dos estabelecimentos de ensino que já começaram a reabrir. A consultar, em caso de dúvidas: “Medidas de Prevenção e Controlo em Creches, Creches familiares e Amas” e “Orientações para a Reabertura da Educação Pré-Escolar“.

Medidas adotadas

São muitas as regras que vão estar em funcionamento na reabertura das escolas, mas tentámos sintetizar as perguntas e respostas mais importantes. Para uma leitura mais completa, por favor consultem os links no parágrafo acima.

As crianças vão ter de usar máscara?

O uso de máscara é aconselhado pela DGS a crianças a partir dos 6 anos de idade. Assim, integrando-se o pré-escolar e os ATLs numa faixa etária inferior, as crianças que os frequentam não precisarão de máscara, mas sim de cumprir com algumas regras para as quais os educadores as vão orientar. Todos os educadores terão de usar máscara cirúrgica.

E vão poder brincar?

Sim, a brincadeira não vai ser posta de parte. Na realidade, existem muitas formas de brincar seguindo as regras de segurança, e este é apenas mais um desafio da reabertura das escolas para o qual os educadores e as escolas estão a arranjar soluções muito criativas – como, por exemplo, separar as crianças em grupos e optar por jogos com pouco contacto.

reabertura das escolas distanciamento crianças

Qual será a preparação dos estabelecimentos antes da abertura?

  • Todas as escolas que reabrem têm de estar devidamente preparadas para a abordagem de casos suspeitos de COVID-19, assim como para prevenir e minimizar a transmissão desta doença, através da ativação e atualização dos seus Planos de Contingência – orientações para tal explícitas nos documentos acima;
  • Todos os funcionários (educativos e não educativos) terão formação específica;
  • Condições necessárias a ser asseguradas pelas escolas: a. Instalações sanitárias com água, sabão líquido com dispositivo doseador e toalhetes de papel de uso único, para a promoção das boas práticas de higiene, nomeadamente a higienização das mãos; b. Gestão de resíduos diária, sem necessidade de proceder a tratamento especial; c. Material para os procedimentos adequados de desinfeção e limpeza dos edifícios escolares, de acordo com a Orientação 014/2020 da DGS; d. Equipamentos de proteção, tais como máscaras, para todo o pessoal; e. Dispensador de solução à base de álcool para as pessoas desinfetarem as mãos à entrada e à saída da escola e nas salas de atividades (um por sala);
  • Se a escola tiver espaços que não estão a ser utilizados, pode ser viável uma expansão para estes espaços, desde que permita garantir a segurança das crianças;
  • Todos os encarregados de educação devem ser informados sobre as normas de conduta da escola e as medidas de prevenção e controlo da transmissão do Covid-19 . Esta informação deve estar afixada em locais visíveis à entrada da escola e/ou ser enviada por meio eletrónico. Se não obteve ainda nenhuma informação sobre a creche, pré-escola ou ATL dos seus educandos, não hesite em contactar a escola.

Quais são as medidas gerais de funcionamento das escolas?

  • Redução do número de crianças por sala, para maximizar o distanciamento;
  • Medidas de distanciamento também em mesas, berços e/ou espreguiçadeiras, cumprindo uma distância de 1,5m a 2m entre crianças;
  • Cada grupo (crianças + funcionário) deve ter salas fixas, para evitar o contacto entre grupos;
  • Definição de horários e circuitos para evitar o cruzamento de pessoas; do mesmo modo, os encarregados de educação não devem circular dentro da escola;
  • Privilegiam-se as atividades ao ar livre, (pátios, logradouros, jardins) em regime rotativo dos grupos;
  • Ventilação e arejamento adequados das salas;
  • Devem existir espaços sujos e espaços limpos na escola, e as crianças devem ter um calçado exclusivo para usar apenas no espaço do Jardim de Infância, que será desinfetado ao final de cada dia;
  • Garantir que não há partilha de objetos e brinquedos entre as crianças, e que estes são desinfetados entre utilizações; do mesmo modo, deve ser garantido o material individual necessário para cada atividade e todos os objetos não necessários devem ficar em casa;
  • Serviços de limpeza regular reforçados de acordo com a Orientação 014/2020 da DGS, incluindo brinquedos, puxadores, corrimãos, botões e acessórios em instalações sanitárias, teclados de computador e mesas. A higienização deve ser especialmente rigorosa nas superfícies que estão à altura das crianças. A limpeza com água e detergente será, na maioria dos casos, suficiente, mas em casos específicos pode ser decidido fazer igualmente a desinfeção;
  • Medidas de distanciamento e higiene no período de refeições: deslocação desfasada ou refeições na própria sala do grupo, lavagem das mãos assistida, lugares marcados e descontaminação do espaço entre utilizações;
  • Todos os funcionários devem usar máscara cirúrgica de forma adequada.
medidas preventivas em creches dgs

Como vai funcionar o transporte de crianças?

  • Deve ser privilegiado, sempre que possível, o transporte individual pelos encarregados de educação;
  • Caso a escola tenha um transporte colectivo de crianças, este terá de seguir as orientações da DGS, nomeadamente: redução da lotação máxima, distância de segurança entre passageiros, disponibilização de desinfetante à entrada e saída da viatura e descontaminação da viatura após cada viagem;
  • As cadeirinhas de transporte ou “ovo” utilizados no transporte das crianças devem permanecer em locais separados das salas de atividades e distantes umas das outras.

O que fazem as escolas quando há um caso suspeito?

  • Se os educadores identificarem um caso suspeito de contaminação por COVID-19, encaminham a criança para a área de isolamento por circuitos específicos, informando imediatamente os encarregados de educação;
  • O próximo passo é contactar o SNS 24 (808 24 24 24);
  • Se houver um caso suspeito, todos os encarregados de educação dos alunos da escola serão informados;
  • A Autoridade de Saúde Local deve ser imediatamente informada do caso suspeito, bem como dos seus contactos, de forma a facilitar a aplicação de medidas de Saúde Pública aos contactos próximos;
  • As superfícies utilizadas por essa criança terão limpeza reforçada, assim como a área de isolamento, e os resíduos por ela produzidos serão acondicionados e deitados fora seguindo toda uma série de normas de segurança.

Como preparar as abobrinhas para a nova realidade?

Nada disto é fácil: nem o termos ficado em casa, nem o voltarmos a sair aos poucos, nem o facto de a reabertura das escolas não acontecer ao mesmo tempo para todas ou de estas terem agora regras especiais.

Deixamos alguns conselhos e recursos úteis para ajudar os mais novos a compreender todas estas mudanças.

Com calma e transparência

A melhor forma de os tranquilizarmos é sendo sinceros com eles, explicando tudo, pesquisando juntos se não tivermos respostas para lhes dar, mas respondendo sempre, não os deixando com dúvidas que podem gerar ansiedade e medo em relação à escola, aos amigos e à sua segurança em geral.

A Fale Connosco – Saúde Personalizada partilhou connosco um artigo muito útil sobre a (Re)adaptação à creche em tempos de pandemia, que vale a pena ler, e no qual sobressaem as seguintes dicas para as famílias no retorno dos mais pequenos à creche:

  • A forma como os pais se sentem é transmitida à criança: tenham calma, lembrem-se que tudo vai correr bem e vão ver que fica mais fácil para vocês e para eles;
  • Todos os medos e ansiedades que os pais possam sentir são válidos e devem ter um espaço para serem expressos: seja no seio familiar, junto dos profissionais da creche ou, até mesmo, num processo psicoterapêutico se sentirem que pode ser benéfico;
  • Nos períodos de ansiedade de separação, é natural que a criança demonstre dificuldade em separar-se dos pais;
  • Conversar com a criança sobre o que ela sente e antecipar o que vai acontecer poderá ser um facilitador da boa adaptação à creche;
  • É importante que os pais sejam firmes na hora da despedida, não prolongando esse momento.

Graça Freitas responde às dúvidas das crianças

O Observador convidou a diretora-geral da saúde a responder a questões de 6 crianças sobre o Covid-19 via videochamada, e o resultado é um vídeo muito útil para miúdos e graúdos.

Porque é que as creches já abriram e a primária não? Podemos brincar com os amigos como dantes? O Covid-19 causa depressão? E quando é que isto acaba? – estas são algumas das perguntas a que Graça Freitas responde de forma muito clara e simples. Vale a pena ver, mostrar às abobrinhas e partilhar!

Os Coronavírus são Bichinhos Maus: um filme explicativo

O Adão Conde, ilustrador que talvez já conheçam do projeto ARTECEDÁRIO, que ensina crianças e adultos a desenhar tudo o que quiserem com apenas 6 tipos de linhas, partilhou connosco um vídeo muito especial para ajudar as pequenas abóboras nesta transição.

“Os Coronavírus são Bichinhos Maus” é um filminho para crianças de 3 e 4 anos com argumento e narração de Anabela Fernandes e ilustrações de Adão Conde que explica o coronavírus de uma forma simples e algum recurso à magia, para quem preferir.

Também vos pode interessar:

Este artigo foi útil para si?

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

<