Família > Sãos e salvos > Desporto

Deixe-se inspirar pelo Surf com a ex-atleta nacional Filipa Leandro

Deixe-se inspirar pelo Surf ex-atleta nacional Filipa Leandro

Filipa Leandro, autora da coleção de livros Vem surfar com a Pipa, Jaime e Kika, partilhou com a Pumpkin a importância que o surf tem na sua vida. Podemos adiantar que depois de ler este maravilhoso testemunho vão ficar com vontade de experimentar 🙂 

O surf é um desporto espetacular que as crianças de um modo geral adoram! Fá-las fazer exercício, enquanto as “obriga” a sair da sua zona de conforto e até… terem de ter algum espírito de sacrifício, quando está muito frio, corrente, etc, mas nada que uma boa onda não as faça esquecer e passar para um patamar de felicidade, concretização, de alma cheia!

Os pequenos surfistas acabam por se tornar crianças mais autónomas, confiantes, com foco em ultrapassar obstáculos, que sabem que têm de respeitar regras para conseguir atingir objetivos e para ter uma convivência saudável dentro de água com outros surfistas… é um verdadeiro desafio.

Apenas acho que nunca se deve forçar uma criança a fazer surf… apesar de ser um desporto extraordinário, nem todos têm de ter vontade de o fazer e não há nada pior do que dar aulas e ter dentro de água crianças contrariadas. Não é bom para elas, nem para ninguém!

Para aprenderem, o melhor é comprarem o material e meterem-se na água, com supervisão dos pais, ou entrarem para uma escola, que os ajudará a desenvolver as técnicas mais rapidamente e onde poderão fazer grandes amizades.

Entretanto há uma evolução e sendo já o 2º desporto a nível nacional, o bichinho da competição muitas vezes aparece. Nesse caso aconselho a procurar alguém que possa ajudar, um treinador, porque sem dúvida que é a escolha acertada para haver resultados mais rápidos. De qualquer forma, não subestimo, quem quiser competir por si, sem ajudas…

Assim o fiz durante 10 anos, e não deixei de atingir o lugar de vice-campeã nacional! Só têm de estar federados através de um club de surf, para se poderem inscrever nos campeonatos! Ver muitos filmes de surf e competições nacionais e internacionais (através da internet, LIVE) ou ir à praia vê-las ao vivo, ajuda bastante na evolução.

Hoje em dia vêm-se imensas raparigas na água…às vezes dou por mim a dar aulas apenas a MENINAS e olho em volta e vejo que outras escolas também têm mais raparigas do que rapazes…é muito engraçado, tendo eu sido uma das primeiras surfistas a nível nacional e ter passado por várias discriminações… Pelos vistos tudo por uma boa causa…abrir portas!

Chamavam-me maria rapaz, diziam para fazer bodyboard que o surf era para os homens, etc, mas eu nunca me importei e sempre bati o pé e disse, não faz mal, é o surf que eu quero!

De maria rapaz como diziam (que até podia ser, mas não era), fui impulsionadora para muitas outras e hoje tenho um grande orgulho em ter 3 filhos lindos, sendo a do meio uma rapariga, surfista (Kika Leandro Veselko), com uns grandes cabelos loiros e olhos verdes, super feminina, a dar cartas muitas vezes aos rapazes, que ficam aflitos quando entram com ela nos campeonatos, porque ela tem o surf no pé…

Tudo para dizer que o surf feminino veio para ficar…das marias rapazes às femininas, as raparigas estão na água com as suas pranchas felizes da vida. Há já campeonatos tanto para miúdas, como para rapazes, deixou de haver qualquer diferença, somos todos SURFISTAS!

O surf é um desporto extraordinário, que muda as nossas vidas… passamos a ter um “vício” saudável, mas que não deixa de ser um vício, sim… porque o surf é viciante, é uma felicidade, uma alegria, uma adrenalina, é uma “purificação”.

A “limpeza” à alma que a água nos faz sentir, toda a coneção com a mãe Natureza, os momentos Nós e o Mar, o céu, o Pôr do Sol, os momentos Nós e os amigos dentro e fora de água, os momentos Nós e a família a surfar juntos… todos estes momentos são momentos gratificantes… e por isso mesmo, temos de aproveitá-los ao máximo, mas nunca esquecer que há outras pessoas e coisas para além do surf, que fazem parte da nossa vida.

Faço surf há 27 anos e espero poder continuar a fazer até o meu corpo ficar bem velhinho e dizer basta!

 

Filipa Leandro

Vem Surfar com a Pipa, Jaime e Kika