Família > Sãos e salvos > Desporto

Benefícios do Yoga para os mais pequenos

benefícios do yoga - foto Pediatric Surgical Associates- crianças a fazer yoga

Foto: Pediatric Surgical Associates

As modalidades desportivas para as crianças não tem de ser só o futebol, ballet e dança. Há cada vez mais crianças a praticar yoga e meditação! Conheça os benefícios desta modalidade.

Atualmente, as práticas desportivas estão a reunir cada vez mais adeptos, resultado talvez de uma população mais preocupada com o seu corpo e consciente de que o mesmo precisa de desacelerar da rotina alucinante do dia-a-dia. Por isso mesmo, as modalidades como yoga, meditação e outras que prometem acalmar o corpo e mente têm registado uma grande adesão. Mas desengane-se se pensa que só os adultos beneficiam desta modalidade, também para as crianças o yoga traz inúmeros benefícios.

No mundo oriental é uma prática comum desde os tempos ancestrais, mas no mundo ocidental estas atividades relacionadas com o relaxamento do corpo e da união do corpo com a mente chegou há relativamente poucos anos. É certo e sabido que o yoga e a meditação têm efeitos muito positivos na saúde física e mental, tanto dos adultos como das crianças. E, por isso, começamos a ver cada vez mais escolas a implementarem atividades de yoga (na hora de almoço ou no intervalo da manhã) para os seus alunos, com o objetivo de os acalmar e de aprenderem a focar-se na concentração, treinando ainda diversos campos que serão úteis no seu futuro académico, profissional e pessoal!

Benefícios do Yoga para as crianças

Vamos conhecer então os misteriosos e mágicos benefícios do yoga nos mais pequenos.

1. Melhora a sua concentração, memória e atenção

“O yoga tem tudo de bom para ser útil na rotina da criança”, começa por dizer-nos a professora de yoga Teresa Viana. Desde o lado físico, à mobilidade.  Além de ajudar “a despertar a consciência do corpo e a controlar a respiração”, também trabalha a postura na sala de aula e na vida, e, como diz a professora Teresa “a partir daí abrimos as portas para aumentar ou melhorar a concentração, memória e atenção.

A todos estes benefícios juntam-se mais dois, não menos importantes: “ajuda a acalmar a criança mais agitada e a dar energia positiva à criança que naquele dia está triste ou desanimada”.

2. Aprendem a respeitar o corpo

“É um trabalho conjunto”, afirma Teresa Viana. Ou seja, de acordo com a professora de yoga, para que os resultados sejam visíveis o ideal é que tanto os pais, quanto os professores possam sentir e praticar yoga.

Com esta modalidade, “aprendem-se princípios como respeitar o nosso próprio corpo, saber escutá-lo e senti-lo, aprende-se a respeitar os nossos sentimentos/emoções e vontades, mas tendo [sempre] em conta os outros – amigos, familiares, professores, cuidadores e também os desconhecidos”, afirma.

Em declarações à Revista Saber Viver, Rosa Xufre Banastrinha, professora de yoga para crianças, explica, que esta atividade, para além de ser importante para as crianças conhecerem bem o seu corpo, é “essencial para que saibam respirar melhor, aprendam a concentrar-se e a gerir a sua energia corretamente”.

benefícios do yoga - foto Pinterest - criança a fazer yoga com a mãe

Foto: Pinterest

3. Ensina-os a ter mais disciplina e saberem organizar o seu tempo

Depois do yoga, as crianças “chegam a casa mais seremos e são capazes de respeitar os pedidos dos pais e terem a disciplina de saber organizar o tempo e descansar melhor para que, no dia seguinte, estejam leves  [e mais pré-dispostas] para uma nova experiência”.

4. Ensina-os que existem outras filosofias de vida

Numa altura em que as crianças já nascem na era digital e, por conseguinte, estão desde pequenas e constantemente emergidas nos ecrãs nos aparelhos eletrónicos (televisão, tablet, telemóvel, playstation ou computador), acaba por lhes ser mais difícil desligar desse mundo e apreciar os singelos momentos do dia-a-dia, num clima de paz e de bem-estar interior.

5. Aprendem a relaxar

“Na sua essência o yoga é praticado logo pela manhã e seria bom nas escolas ter yoga para iniciar o dia”, declara Teresa Viana à Pumpkin, explicando que esta prática prepara o corpo, a mente e o espírito para um dia de escola, estudo e brincadeiras.

No entanto, explica ainda as benesses da sua sua prática ao final do dia:

No final de um dia movimentado, o yoga, através do alongamento dos músculos, tranquiliza a mente e regenera o corpo, permitindo “integrar melhor o que foi aprendido e proporciona uma noite descansada e recuperadora”.

Meditação

Meditação para crianças

benefícios do yoga - foto Active For Life - crianças a meditar

Foto: Active For Life

A meditação está intrinsecamente ligada ao yoga, sendo, na maioria das suas diferentes vertentes, uma parte importante desta atividade. É através da meditação que as crianças se conseguem isolar do que está ao seu redor, tomar consciência do seu corpo e focar-se em algo bom, normalmente um caminho percorrido com indicações da professora durante a aula [a chamada meditação guiada].

Apesar de parece ser difícil uma criança manter-se sossegada durante cerca de 10 minutos, tempo médio da meditação, a verdade é que é extramemente importante no seu dia-a-dia, uma vez que traz inúmeras vantagens ao seu desenvolvimento.

“Ajuda-as a desenvolver a sua própria segurança, autoestima e a ouvir a sua voz interior“, para que tenham consciência do que realmente é importante na sua vida, explica à revista Saber Viver a especialista em meditação para crianças, Patrícia Almeida.

Esta atividade, quando realizada regularmente, pode ter efeitos positivos nos outros campos da vida da criança. De acordo com Patrícia Almeida, faz com que haja um maior entendimento entre colegas, pais e professores, resultando numa maior harmonia com os seus pares.

Yoga e Meditação

A iniciação

benefícios do yoga - foto stock - criança a fazer uma posição de yoga

Tanto o yoga como a meditação podem ser atividades complementares às atividades extracurriculares praticadas nas escolas e podem ser praticadas tanto por crianças mais agitadas, como por crianças mais introvertidas e menos sociáveis.

Ao contrário do que se possa pensar, os príncipios do yoga podem começar a ser postos em prática pela mãe quando o filho/a ainda é bebé, através do toque e das massagens, que contribuem também para o fortalecimento da ligação entre mãe e filho/a.

Contudo, como nos explica a professora Teresa Viana, a iniciação ao yoga para crianças deve ser realizada a partir dos 3 anos de idade, sendo os seus príncipios basilares aplicados através de brincadeiras e jogos. Porém, é somente a partir dos 6 anos que esta atividade física é trabalhada numa perspetiva de autoconhecimento e autoaceitação, na qual é explorada a consciência corporal, a postura, o foco na respiração e nos pensamentos.

Já a meditação começa a ser praticada a partir dos quatro anos.

Quanto mais cedo a criança começar a praticar, melhor para o seu desenvolvimento e para se tornar num adulto mais equilibrado.

Teresa Viana, declara que a prática de “uma modalidade desportiva que se gosta é sempre uma mais valia”. As crianças ficarão entusiasmadas e mais felizes, para além de desenvolverem novas competências através dessa modalidade.

Reforça, no entanto, que “o yoga vai a áreas que outras modalidades não chegam, como à respiração, ao relaxamento ou alongamentos mais prolongados”. Mas, segundo a professora de yoga, o mais gratificante é:

vê-los a crescer respeitando o que são e os que estão à sua volta, saberem quando é hora de brincar e quando é hora para estarem concentrados. Observar que começam a ter consciência na respiração e, antes ou durante um teste ou competição ou outra situação stressante, controlam esse estado e isso ajuda-os a concentrarem-se no que vão fazer”.

Além disso, ajuda-os “a terem uma mente criativa e um coração bom que ajuda e é amigo. Tornam-se crianças observadoras do mundo e mantêm os sonhos ativos. É bonito de vê-los crescer e transformarem-se nestes seres maravilhosos”.

Se encontrar alguma incorreção contacte-nos por favor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *