Família > Sãos e salvos > Ambiente e Natureza

Golfinhos ganham tempo em Laos

Golfinhos ganham tempo Laos

O rio Mekong é o lar de uma população de golfinhos criticamente ameaçada, de apenas 85 golfinhos Irrawaddy. Um grupo de golfinhos isolados na fronteira do Laos, República Democrática (Laos) e Camboja são os únicos golfinhos desta espécie.

Planos para a construção da barragem hidroelétrica Don Sahong num canal onde habitam estes golfinhos é uma grande ameaça tanto para esse grupo como para toda a população do Mekong. Barragens hidro elétricas criam eletricidade e pode suportar algumas aspirações de desenvolvimento do governo do Laos, no entanto elas também representam uma ameaça significativa para a biodiversidade. Golfinhos de água doce requerem habitat hidrologicamente complexo que pode ser degradado pela infra-estrutura, e os golfinhos são muito sensíveis a distúrbios como a construção.

Felizmente o governo de Laos ouviu os apelos de uma campanha que a WWF desenvolveu e decidiu que o projeto hidroelétrico Don Sahong terá que passar por um processo de consulta formal, uma decisão susceptível de atrasar a construção do mesmo. O processo de consulta requer a realização de consultas intergovernamentais antes de prosseguir com a represa, e obriga à partilhar de estudos sobre os impactos sociais e ambientais. O processo vai demorar pelo menos seis meses até ser concluído.