Família > Sãos e salvos > Ambiente e Natureza

Vamos descobrir o Planeta Azul?

preservar o planeta

É essencial preservarmos o nosso meio e nunca é demasiado cedo para começar! Os ideais de conservação do mundo natural deverão estar presentes no dia-a-dia das crianças. Como? Ainda bem que pergunta!

Como são maravilhosas as imagens do planeta Terra visto do Espaço! Não concorda? Este é o nosso planeta azul, um pedaço de rocha e água a flutuar pelo espaço em torno de uma bola brilhante de gás. Esta é, claro, uma maneira muito simplificada de descrever o nosso planeta e o sol que ele orbita!

Mas há uma pequena palavra, ainda mais simples, que descreve este planeta azul: casa. Aliás, a não ser que os esforços do senhor Elon Musk e das agências espaciais internacionais deem frutos rapidamente, poderemos acrescentar: “a nossa única” casa.

Portanto, é essencial preservarmos o nosso meio e nunca é demasiado cedo para começar! Os ideais de conservação do mundo natural deverão estar presentes no dia-a-dia das crianças. Como? Ainda bem que pergunta, porque a Triboo Kids dá-nos algumas ideias.

Passeie, explore, suje-se

passear em família

Para quem mora na cidade, a azáfama do dia-a-dia, os barulhos e a poluição são uma constante! No meio de tanto stress e confusão, o aroma das flores é substituído pelo cheiro dos escapes dos automóveis, o chilrear dos pássaros pelo barulho ensurdecedor das obras de construção civil, e o único contacto com a fauna dá-se com os tropeços em pombas que parecem tão perdidas e desgovernadas quanto nós. O mesmo se passa com as nossas crianças que são capazes de passar longos períodos num espaço de cimento e betão, com contacto limitado com a Natureza.

Aconselhamos, por isso, a escapadelas regulares para longe da cidade e à exploração de ambientes mais verdes, silenciosos e relaxantes. Não, não precisa de fazer as malas e rumar às savanas africanas ou às densas florestas sul americanas! Basta um passeio pelo Parque da Cidade mais próximo, ou uma ida até à praia, caso tenha o oceano próximo de casa. Em muitas cidades tem também parques biológicos, jardins, passadiços e outras zonas verdes que encontrará com uma rápida pesquisa no Google.

Leve o seu filho até estes locais e deixe-o maravilhar-se com o mundo natural, deixe-o tocar, cheirar e perguntar sobre aquilo que o rodeia. Poderá também, caso existam condições para tal, levar bicicletas consigo para tornar toda a exploração menos fatigante e ainda mais divertida!

Esteja em contacto com os animais

animais crianças

A ideia de que o planeta é primeiro do ser humano e só depois das restantes 8,7 milhões de espécies que se estima existirem na Terra, deve ser destruída. Devemos ser capazes de interagir com os animais e de perceber que a atividade humana deve ter um impacto mínimo na vida de toda a fauna e flora do planeta.

Esses valores podem ser passados para as crianças através do contacto com os animais. Esse contacto já será iniciado no passo anterior, com a fauna que habita os parques que visita, mas será sempre um contacto mais distante e maioritariamente visual. Para um convívio mais direto e próximo aconselhamos uma visita à casa de um amigo que tenha um animal de companhia: um gato, um cão, ou um qualquer outro que se encaixe nessa categoria. Isto permitirá uma interação segura entre o animal e a criança, num ambiente controlado e familiar a ambos.

Caso não conheça ninguém com um animal de companhia, poderá procurar instituições como canis e gatis, que certamente terão todo o gosto em apresentar a criança a alguns animais, num ambiente não tão familiar para a criança, mas certamente seguro. Caso se adapte ao seu estilo de vida e saiba que possui todas as condições necessárias, poderá também adotar um animal. Mas lembre-se que é um compromisso extremamente importante, e que o abandono não é uma opção. Não tome esta decisão de ânimo leve.

Procure bom design na escolha de brinquedos

brinquedos madeira

Plástico. O material que veio dominar o mundo! Tornou-o melhor, claro, em diversos aspetos! Tornou mais leve, mais rápida e mais barata a produção de muitos produtos que outrora seriam de metal, madeira ou vidro. No entanto, parece que hoje em dia tudo é feito de algum tipo de plástico e de uma forma rápida, sem grande atenção ao detalhe. Parece que a maior parte das coisas que usamos e compramos é desenhada para que tenha uma vida efémera e que seja rapidamente substituída por algo “melhor”, mais recente, algo novo. Isto cria um problema energético e ambiental para o mundo.

A utilização de brinquedos duráveis, analógicos, em materiais biodegradáveis e amigos do ambiente é essencial na aprendizagem da preservação daquilo que temos, ensina a criança que nem tudo é dispensável ou descartável, e que o valor de algo não estará somente associado ao preço que custa, à data de lançamento ou à quantidade de aplicações que tem. John Edelman, CEO da empresa Design Within Reach, explica: Design Moderno é esteticamente bonito, não é supérfluo, apresenta alta funcionalidade na tarefa a realizar e não apresenta ego no design. Moderno é algo que pode ter sido vendido há 100 anos, ou poderá ser vendido daqui a 100 anos. E o bom design tem sempre valor, sempre.

Assim, a utilização de brinquedos que tenham em conta o Design, a Inovação, a Qualidade, a Sustentabilidade Ambiental e a Funcionalidade ensinam à criança valores importantes que deverão ser aplicados na sua conduta ao longo de toda a vida.

Quando chegar a inevitável hora de deitar alguma coisa ao lixo, opte por reciclar tudo o que puder ser reciclado e ensine o seu filho a fazer o mesmo.

A sobrevivência da nossa espécie no Planeta Azul está nas nossas mãos e nas mãos das gerações vindouras. A ligação à Natureza e ao mundo natural, bem como uma clara noção de sustentabilidade, munirão os nossos adultos de amanhã com ferramentas essenciais à navegação da humanidade a bom porto. E lembre-se, os grandes líderes lideram com base no exemplo, comece hoje mesmo a viver a sua vida de forma mais sustentável!

Já ouço o chilrear dos passarinhos…