Família > Lifestyle > Solidariedade

O Voluntariado também é para crianças?

O Voluntariado também é criancas?

Dizem que devemos dar bons exemplos à nossas crianças. Exemplos que os façam crescer bem, saudáveis, íntegros e que os permita tornarem-se mulheres e homens responsáveis! E nós concordamos! E concordamos ainda mais quando nos deparamos com exemplos como o da pequena Carmen, que se tornou na mais jovem voluntária de sempre da Impactrip – e cá para nós esperamos que não seja a última…

A Carmen tem seis anos e é a mais nova de três irmãos, de uma família Colombiana que vive no Texas. Como todas as crianças de seis anos tem muitas férias para gozar e provavelmente iria dividi-las entre brincar na praia, brincar em casa, brincar com os irmãos ou com os primos. Mas a mãe da Carmen tinha uma ideia diferente que tornou estas férias numas férias inesquecíveis para toda a família. A meio do mês de Junho, a mãe de Carmen, os dois irmãos de 14 e 16 anos, a prima de 16 anos e a Carmen, rumaram do Texas a Lisboa para passar uma semana diferente. Apesar do tempo para conhecer a nossa linda capital, esta família veio para dedicar algum do seu tempo a fazer voluntariado. É isso mesmo, voluntariado!

No dia que os fomos buscar pela primeira vez, apesar do cansaço, o entusiasmo era enorme! Esta família de 5 pessoas veio para o programa de Youth Support, cujo objectivo é dedicar algum tempo a apoiar crianças de instituições sociais. Seja a fazer desenhos, ensinar inglês, ensinar viola, ou dançar, o importante é dar um pouco de nós a estas crianças que precisam de um dia diferente. Por ser um programa com crianças este era, de todos os programas que a Impactrip tem, o que mais se adequava à necessidades da Carmen e ela adorou! Esteve sempre muito feliz e integrou-se muito bem, dando o seu contributo em todas as áreas que se sentia à vontade! Para além disso fez imensos amigos, da Associação Resgate, que de certeza vão ter saudades desta colombiana de sorriso fácil e cabelos dourados.

Todo o programa foi pensado pela Impactrip tendo em conta a estrutura da família com um agregado tão variado em sexo e idades. Toda a família passeou muito e fez voluntariado, mas ao mesmo tempo as atividades foram pensadas ao pormenor. Os mais velhos tiveram aulas de surf, as refeições da Carmen foram mais adaptadas à sua idade, foram criados programas familiares que permitissem que todos disfrutassem e terminassem esta experiência mais unidos e cheios de histórias para contar.

No final, saldo positivo! O voluntariado faz bem às crianças e às famílias, pois permite-lhes ter tempo para fazer atividades em conjunto e estreitar os laços entre todos. Para além disso ajuda a construir a personalidade das crianças ensinando-lhe a dar delas nem que seja um bocadinho. Para além de estarem muito contentes com o projeto e encantados com Lisboa e arredores, a mãe de Carmen não podia estar mais feliz com esta experiência para a filha caçula. Estes dias e a realidade que viveu deram-lhe uma perspectiva diferente da vida e muitas histórias para contar.

Agora rumam a Fátima e depois Algarve para novas experiências em Portugal. Por cá gostámos muito de os receber e perceber que o voluntariado não escolhe idades!

Este texto foi-nos gentilmente cedido pela Impactrip.