Da Creche à Universidade: como assegurar o futuro dos nossos filhos? - Pumpkin.pt

Da Creche à Universidade: como assegurar o futuro dos nossos filhos?

da creche à universidade

Queremos dar-lhes tudo aquilo de que precisam para cumprir os seus sonhos, mas nem sempre é fácil. Afinal, quanto custam os sonhos?

É inevitável: antes ainda de eles nascerem – às vezes ainda são um pequeno projeto – já estamos a pensar no futuro deles. Em que escolas os vamos pôr? Conseguirão entrar na universidade? Terão o emprego dos seus sonhos? Vão ser felizes?

Eles crescem e, com eles, os sonhos e as nossas fantasias e preocupações. Se manifestam uma capacidade extraordinária para cozinhar, começamos a pesquisar as melhores escolas de culinária. Quando adoram rabiscar tudo, pensamos em programas de educação para artistas. E quando os vemos brincar à Doutora Brinquedos imaginamo-los crescidos, de bata, e fazemos contas aos anos e aos valores dos cursos de saúde.

Como podemos, afinal, planear a educação deles de forma a oferecer-lhes todas as possibilidades que possam vir a desejar? Falamos sobre formas de planear o futuro das abobrinhas e refletimos sobre o papel dos pais no incentivo aos sonhos.

Crescer e Aprender em Portugal

Da creche e do jardim de infância, passando pelo ensino primário, básico e secundário e chegando ao ensino superior, das licenciaturas aos mestrados e por aí adiante. Ufa! São 12 anos de escolaridade obrigatória, com livros, materiais, transportes, seguros e, em alguns casos, mensalidades. A eles juntam-se as creches e os vários níveis do ensino superior. É um bocado assustador planear tudo isto, não é? Tentamos simplificar.

Como planear para o futuro dos nossos filhos?

Na Holanda, o Estado faz empréstimos aos estudantes universitários, que são pagos quando estes arranjam emprego. Nos Estados Unidos, os pais fazem poupanças enormes para que os filhos possam ir para as melhores escolas. E em Portugal, que opções temos para dar o melhor futuro possível às nossas crianças?

Oferecendo futuro em vez de brinquedos

seguro de escolaridade

Passa-se o mesmo todos os anos: no Natal e nos aniversários, os nossos filhos recebem tantos brinquedos que nem sequer conseguem brincar com todos. É claro que a intenção é boa, mas a verdade é que as crianças não precisam de 20 brinquedos novos por ano e seria bem mais útil que esse dinheiro fosse investido no seu futuro.

Como? Tenham uma conversa honesta com os familiares e amigos. Expliquem que agradecem todo o amor que as prendas transportam, mas que decidiram fazer um seguro de vida e educação ou uma conta poupança para o futuro deles e que seria maravilhoso poder contar com a contribuição deles, não importa quão pequena.

E os sonhos, que valor têm?

seguro de escolaridade

Os sonhos têm todo o valor do mundo. Mas têm também o valor que lhes damos – e é por isso que é importante valorizarmos os sonhos dos miúdos. Como pais, é nosso dever incentivá-los a sonhar e a encontrar e fazer aquilo de que gostam, sem julgar.

É complicado explicar-lhes porque é que a educação desempenha um papel tão importante na realização dos sonhos – aliás, quantos de nós não foram já confrontados com uma variante do “Se eu quero ser futebolista, porque é que tenho de estudar matemática?”?

Os estudos são importantes para podermos ter todas as oportunidades com que sonhamos abertas. Porque para além de os sonhos mudarem connosco ao longo da vida, nem sempre ela nos permite vivê-la exactamente como planeamos.

Ajudem as abobrinhas a compreender que se investimos e insistimos tanto na educação delas, é porque é uma parte muito importante da vida delas: para que sejam felizes. Por isso, até podem não vir a precisar da matemática ou da educação física nas suas futuras profissões, mas elas são importantes para que possam concluir os estudos da melhor forma possível. Para além disso, o saber não ocupa lugar e assim estarão melhor preparados para todas as possibilidades.

Fazendo um seguro de educação

E se existisse um seguro de vida dedicado a salvaguardar a educação e a saúde dos miúdos, mesmo que por imprevistos ou fatalidades nós deixemos de o poder fazer?

Ele existe: chama-se CA VIDA Educação e oferece novos benefícios para as famílias, desde os custos de educação à proteção do futuro das nossas abobrinhas, passando pelo reforço da importância de poupar.

O objetivo é ajudar as famílias portuguesas, oferecendo-lhes segurança na cobertura de despesas de educação caso alguma fatalidade aconteça ao responsável pelos estudantes. Assim, permite-se a abertura de possibilidades para o futuro das abobrinhas e investe-se na sensibilização para a importância da prevenção e da poupança, incentivando a uma gestão responsável dos recursos.

Também vos pode interessar:

Este artigo foi útil para si?

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 1,00 out of 5)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *