Família > Lifestyle > Miúdos com estilo

7 ideias para renovar o armário dos miúdos no Inverno

7 ideias renovar armário miúdos Inverno

As mangas são demasiado curtas (até porque eles não param de crescer!), faltam os casacos, viu um conjunto lindo numa loja mas a carteira pediu algum controlo… Entendemos bem o dilema. Se quer poupar dinheiro a renovar o armário dos seus filhos conheça algumas dicas que podem ajudá-lo.

A mudança de estação é, muitas vezes, a altura escolhida pelos pais para fazer uma vistoria aos armários da roupa dos mais novos, para saber o que é que já não usam, o que não serve e o que é necessário comprar. Só que agora que o Inverno chega, o Natal vem com ele atrás e as despesas são mais do que muitas. Renovar o guarda-roupa das crianças não tem de significar gastar muito dinheiro, mas será necessário que despenda um dia para pensar bem naquilo que tem de comprar.

1. Faça perguntas. De frente para o armário dos seus filhos, faça as seguintes perguntas: de que roupa as crianças vão precisar para enfrentar o frio do Inverno? E qual o orçamento disponível para gastar? 

2. Escolher e dividir. Classifique a roupa das crianças por categorias: calças, calções, t-shirts, vestidos, camisolas, casacos, etc. Depois de fazer essa categorização é tempo de voltar a dividir. Crie um monte com a roupa que já não lhes serve mas que podem dar a instituições, outro com roupa que está velha ou estragada. As peças que sobrarem são a roupa real do seu filho. 

3. O que falta? Conseguirá identificar facilmente quais as lacunas no armário dos seus filhos. Tome nota das reais necessidades; isto evitará que gaste dinheiro desnecessariamente em peças giras, mas que eles já têm em demasia. 

4. Aposte nos básicos. A regra aplica-se a todas as idades. Básicos permitem mais conjugações e fazem, por isso, render mais o armário. Aposte em camisolas e calças neutras, mas que funcionem bem entre si. 

5. Investimento. Na idade das nossas crianças, talvez não faça tanto sentido investir em peças muito caras ou de excelente qualidade. Eles crescem rápido, brincam muito, e a roupa tem um tempo de vida mais reduzido do que a nossa, por exemplo. Ainda assim, se pensa investir, faça-o em casacos, por exemplo. Garante que os miúdos não apanham frio. 

6. Peça a amigos. Não tenha vergonha. Ninguém gosta de deitar fora roupa de boa qualidade e em bom estado, portanto investigue junto dos seus conhecidos com filhos mais velhos do que os seus se há algumas peças que possam herdar. Dá sempre jeito e o gasto é zero. 

7. Saldos. Esta é óbvia. Aproveitar o período das promoções, ou investigar lojas com roupa em 2ª mão, são sempre alternativas para encontrar boas peças ao preço mais baixo possível. Na ZIPPY há peças quentinhas e amorosas com até 50% de desconto!