Família > Lifestyle > Leituras

Adenóides sem Cirurgia: Um Manual de Respiração

Adenóides sem Cirurgia: Manual Respiracão

“O que é um adenóide?” é, provavelmente, a pergunta que se impõe. Nascemos com duas adenóides, que ficam localizadas no ponto mais posterior da garganta, mais especificamente na região da nasofaringe, que é o local onde se encontram o fim da cavidade nasal e o início da faringe. Ao contrário das amígdalas, não é possível ver as adenóides ao abrirmos a boca, pois estas ficam acima do palato (céu da boca).

Todas as crianças têm adenóides. Como acabamos de explicar, adenóide não é o nome de uma doença, mas sim uma glândula que todos os seres humanos possuem durante a infância. Os problemas com as adenóides surgem quando estas crescem demais e passam a obstruir a passagem de ar pela cavidade nasal. As adenóides grandes são conhecidas popularmente como “carne esponjosa”, mas o termo médico correto é hipertrofia das adenóides.

O livro “Adenóides Sem Cirurgia” é um Manual de Respiração e uma ferramenta preventiva e de melhoria para uma época em que muitas crianças e também adultos sofrem de problemas respiratórios: as alergias, roncopatias (ressonar), hipertrofia de adenoides, entre outras doenças, são causadas pela respiração oral. 

Traduzido para Português por Rita Sousa Tavares, “Adenóides Sem Cirurgia” é um guia ilustrado para os pais que querem ajudar os seus filhos a evitar a cirurgia de remoção de adenóides de forma natural, através da aplicação do método de Normalização da Respiração desenvolvido na Rússia pelo Dr. Konstantin Buteyko e pelo Dr. Andrey Novozhilov. 

Muitas crianças, por alterarem o padrão respiratório nos primeiros anos de vida perdem a capacidade de respirar naturalmente pelo nariz. Devido a esta alteração passam o dia de boca aberta

O crescimento vai ficar condicionado, a nível físico e bioquímico. Se a boca está aberta, a posição da língua não será a correcta e a adaptação será feita por compensação. A coluna vertebral adquire uma postura com curvaturas acentuadas para reduzir o esforço respiratório, os maxilares crescem sem a proporção devida, o nariz e a face tomam uma forma mais alongada para facilitar a respiração oral, os músculos da face tornam-se hipotónicos (moles) para reduzir a resistência à passagem do ar. 

Na respiração oral as trocas de oxigénio e dióxido de carbono estão longe de ser as ideais e como tal a criança aumenta a frequência respiratória – hiperventilação. Estas trocas bioquímicas provocam a saturação nas células. A criança terá maior dificuldade de concentração, astenia (cansaço), o padrão será de hiperatividade, a noite será mais agitada, entre outras alterações. 

Com este livro, muitas crianças e adultos já melhoraram a sua condição. Os exercícios são fáceis e divertidos e alertam para um problema pouco referenciado. 

Ao iniciar a leitura verá como pode e vai mudar a vida de toda a família com jogos fáceis e com o passar dos dias poderá adaptar os hábitos e assim cada vez ser mais saudável.