Família > Lifestyle > Festas e férias

Como sobreviver à maratona de festas

como lidar com festas

Salvo algumas exceções, as crianças de hoje não se contentam com uma simples festa em casa e lanche preparado pela mãe.

As festas de aniversario já não são o que eram… Pelo contrário, são cada vez mais os miúdos que querem a festa no lugar XPTO, com o lanche XPTO, onde os amigos também festejaram. E assim, em alguns casos, participam em várias festas no mesmo local várias vezes no ano. Identificam-se com este desabafo da Conceição Pereira, do blog Amor d’3ducação?


Haja criatividade e boa disposição para enfrentar esta maratona de festas. Por mim falo, que chegam a ser quatro festas repartidas por sábado e domingo.

Além da gestão do tempo familiar, que mais parece uma corrida olímpica, não podemos esquecer o impacto das festas no orçamento familiar. Isto porque, a famosa prenda é um aspeto de grande importância para crianças e para muitos pais.

Ao pensar no tema dei por mim a interrogar-me: porque damos presentes? Porque ensinamos os nossos filhos a fazê-lo? Como atribuímos o valor ao presente? como explicamos o valor do presente à criança?

Pois bem, descobri (não que não soubesse) que dar presentes é um ato de expressar sentimentos, retirando de nós algo que poderíamos utilizar para proveito próprio. Também damos presentes porque gostamos de ver a outra  pessoa sorrir e de sorrir com ela. Os presentes para serem especiais têm que ser pensados e escolhidos com o coração, independentemente do seu valor. É precisamente aqui que gostava de refletir um pouco convosco. Será que é isso que temos transmitido aos mais pequenos?

Conheço algumas crianças que deixam de ir a festas porque não podem dar presentes. Sei falar no exagero de consumo que se gera a partir destes momentos e muitas vezes a criança nem gosta de alguns presentes.

Com o intuito de facilitar a corrida às festas, partilho aqui algumas formas de gerir a questão das prendas, juntando o útil ao agradável, rentabilizando necessidades e recursos.

Dicas úteis para lidar com as festas de anos:

  • Prenda coletivas: permite oferecer algo de maior valor e que a criança deseja, com menor valor para cada um;
  • Personalização de presentes: versão “homemade”, recomendo vivamente, principalmente pelos valores que se transmitem neste processo;
  • Oferta de experiências: Por exemplo, uma ida ao cinema com o(a) amigo(a).
  • Donativo a instituição de apoio social: Dependendo da idade e do grau de compreensão, pode ser uma boa opção para sensibilizar as crianças para a importância de ajudar e partilhar.

Se encontrar alguma incorreção contacte-nos por favor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *